Coletividade Evolutiva , Agenda globalista: Sem trens, sem aviões, sem automóveis, SEM GAS e colapso das nações , Ciência , Governo , Ivermectina , Mundo , Sociedade , Sociedade e governo ,

Agenda globalista: Sem trens, sem aviões, sem automóveis, SEM GAS e colapso das nações

Agenda globalista anti-civilização quer proibir o fogo e tudo o que arde: fogões, veículos, armas de fogo, fornos e assim por diante.


Agenda globalista: Sem trens, sem aviões, sem automóveis, SEM GAS e colapsar nações

A agenda globalista do Fórum Econômico Mundial de construir uma Nova Ordem Mundial, conhecida agora no processo como o Grande reset global. Em outras palavras, em todo o mundo, eles estão literalmente usando todos os esforços para destruir todo o sistema democratizado para o renascimento do novo sistema tecnocrata totalitário, onde liberdade e privacidade é coisa do passado, será literalmente a escravização humana.

Colapsar as nações para que essas mesmas nações clamem pela solução global, portanto, os globalistas fornecerão essa solução, um governo global tecnocrático orweliano totalmente controlado por eles. No entanto, eles já estão infiltrando suas agendas em todas as nações do mundo por meio dos seus fantoches políticos de esquerda progressista. É o fora dito por globalistas como fundador do Fórum Econômico Mundial, Klaus Scwhab: "destruir para construir melhor"...

Eles querem acabar com o fogo e tudo o que arde: fogões, veículos, armas de fogo, fornos e assim por diante.


Com os globalistas por meio de suas organizações de saúde como a OMS, mídia corporativa e seus fantoches da política progressistas agora promovendo agressivamente uma campanha coordenada de medo para forçar obediência de que os fogões a gás são repentinamente mortais e devem ser banidos, os chamados “progressistas” consolidaram sua posição como antiprogresso. Na verdade, eles são anti-civilização e querem acabar com o fogo e tudo o que arde: fogões, veículos, armas de fogo, fornos e assim por diante.

Além disso, em alguns estados americanos controlados pelos globalistas e seus subordinados, você não tem mais o direito de dar descarga em um banheiro de capacidade normal. As restrições de água exigem banheiros de baixo fluxo que mal fazem o trabalho e, se você instalar um banheiro comum, poderá enfrentar multas punitivas.

A governadora de NY, Hochul, acaba de anunciar que quer proibir todos os fogões a gás até o ano de 2030, forçando os nova-iorquinos a mudar para fogões elétricos. Mas como a rede elétrica falha em muitas tempestades, tal medida deixaria potencialmente milhões de nova-iorquinos sem meios de cozinhar ou aquecer sua casa durante as interrupções das tempestades . Isso só pioraria a crise de saúde pública / segurança pública que parece seguir todas as grandes tempestades de neve ou eventos climáticos radicais.

Na Califórnia, o governador Newsom anunciou que as vendas de veículos com motor de combustão serão proibidas até 2035 . O Estado de Washington os banirá até 2030 . Em Nova York, uma proibição semelhante entra em vigor em 2035 . Nesses e em outros estados, milhares ficarão sem empregos e as opções de transporte entrarão em colapso, deixando indivíduos e empresas com poucas opções práticas, sobrecarregando a rede elétrica a ponto de derretê-la, graças aos fogões elétricos e aos veículos elétricos que geram alta demanda de energia em uma infraestrutura de rede elétrica limitada.

Os globalistas estão revertendo as nações para o século 18


À medida que as proibições se acumulam, não demora muito para perceber que as nações ou estados administrados pelos fantoches progressistas obedientes da agenda anti-humanidade estão envolvidos em retrocessos de descivilização dos avanços modernos . Eles estão tirando os motores de combustão, as fontes de energia limpa como o gás natural e a abundância confiável de água. 

  • Isso vai produzir uma nação de dois níveis onde: Os alguns estados ou renomado para distrito dos pobres (obsoletos) serão buracos infernais retrógrados, desmoronados e cheios de crimes, com muito pouco acesso a fontes de energia, transporte, aquecimento, ar condicionado, alimentos de mercearia ou outras necessidades básicas em funcionamento. Com a saída dos produtores, suas economias entrarão em colapso, povoadas por beneficiários do bem-estar, criminosos, viciados e qualquer pessoa pobre demais para pagar uma maneira de fugir.
  • Os estados ou distritos dos bilionários úteis serão avançados, modernos e altamente desejáveis, com acesso abundante a energia, veículos, gás acessível, água, transporte, alimentos e muito mais. As economias se expandirão rapidamente com a disponibilidade de energia e a importação de empresários e trabalhadores que fogem dos estados azuis em colapso.

Viver em um estado de pessoas obsoletas em breve será muito parecido com viver no século 18, enquanto os estados bilionários funcionarão como sociedades modernas e bem-sucedidas com todas as vantagens de energia, transporte moderno, aquecimento, cozinha, água e outros recursos.

Em um mundo de aviões, trens e automóveis, em outras palavras, os estados administrados pelos fantoches progressistas estão determinados a NÃO ter aviões, trens e automóveis. Apenas massas de eleitores escravizados, censurados, obedientes e vacinados que estão efetivamente presos em gigantescos campos de prisioneiros do tamanho do estado/ capital ou cidade.

Colapso ocorrerá nas grandes cidades, que serão automaticamente um campo de concentração.


Portanto, qualquer nação, capital, estado ou cidades controlas pelos fantoches dos globalistas - entrará em colapso, atormentada por crimes violentos, falta de moradia, dependência desenfreada de substâncias, corrupção e desespero. Nenhuma vida é sustentável sob o governo dos fantoches progressistas, pois eles são destruidores da civilização (e famílias, lógica, razão, linguagem, dinheiro, justiça, conhecimento, liberdade, privacidade, etc.). 

Aqueles que desejam viver com algo parecido com liberdade e abundância terão que fugir dos estados desses lugares ou impedi-los da progressão globalista e formar seus próprios novos estados anti-globalista. Observe também que eles são antifamília, antimulher, antimaternidade e inimigos da linguagem, da razão, da lógica e da paternidade. 

A falha em tentar fugir significará ser sugado para o vórtice de destruição e ruína que os fantoches progressistas de esquerda agora abraçam. Com o aumento do crime violento nas cidades controladas pelos fantoches progressistas de esquerda, até mesmo os varejistas de supermercado estão fechando e saindo, deixando muitas áreas dessas cidades com poucas opções de comida. 

Em Nova York, por exemplo, os varejistas de alimentos dizem que vão começar a trancar a carne devido ao roubo desenfreado no varejo. Se isso não resolver o problema, eles simplesmente deixarão as cidades azuis. Como relata a Fox News:

A National Supermarket Association representa mercearias independentes na cidade de Nova York. Suas estatísticas mostram que 30% de seus membros deixaram a cidade nos últimos anos.

Agora está bastante claro que globalistas e seus fantoches progressistas de esquerda são anti-humanidade e anti-civilização. Eles se opõem a tudo o que é necessário para conduzir uma sociedade moderna e buscam ativamente não apenas destruir a infraestrutura que mantém as pessoas vivas, mas também aniquilar as populações humanas ao mesmo tempo. 

Daí a empolgação dos fantoches progressistas de esquerda com a "vacinas" de infertilidade / miocardite, coágulos, etc... despovoamento por meio de mRNA que já matou milhares de pessoas em todo o mundo (e continua aumentando).  Artigo adaptado pelo Coletividade Evolutiva: originalmente em: Naturalnews.com

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR