Vacinação

Após vacinação, crianças de 2 e 3 anos com convulsões são “o novo normal”

Coletividade Evolutiva
Nos Apoie: Doação
Crianças de 2 e 3 anos com convulsões são “o novo normal”

Segundo o investigador e Diretor Executivo da Vaccine Safety Research Foundation (vacsafety.org), Steve Kirsch, está recebendo vários relatórios 
de seus amigos enfermeiros sobre crianças de 2 e 3 anos tendo convulsões. Está acontecendo APENAS em crianças vacinadas e os sintomas começam 2 a 5 dias após a vacina COVID.

Os médicos ficam perplexos com uma erupção de convulsões, erupções cutâneas, etc. acontecendo com crianças de 2 e 3 anos.

A única coisa que essas crianças têm em comum é que receberam a vacina COVID apenas alguns dias antes (dois a cinco dias antes).

Os médicos não conseguem descobrir o que está causando as convulsões (já que não pode ser a vacina, pois são seguras e eficazes). A equipe médica não pode falar sobre os casos para a imprensa ou nas redes sociais ou será demitida.

Uma enfermeira postou algo no sentido de “como isso é legal?????” Tive que parafrasear para proteger o pôster.

É por isso que você está ouvindo esses relatórios de mim. Eles não podem me demitir.

Não há nada na grande mídia sobre isso, já que as enfermeiras e os médicos não têm permissão para falar sobre isso.

Isso tudo vai sair um dia, mas por enquanto todos estão calados e os médicos são instruídos a convencer os pais de que não está relacionado à vacina e que eles são os únicos com o problema.

Porque é assim que a ciência funciona. Veja também: Autoridade de Saúde Dinamarquesa admite que vacinar crianças foi um 'erro'.

Coletividade Evolutiva também alertou

Publicidade
Publicidade

Continua após publicidade

Siga Coletividade Evolutiva nas redes sociais!
Publicidade
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor
Coronavírus Covid-19 descobrindo Vacina Vacinação


RECENTES