Veja como a proteína spike da vacina Covid causa danos devastadores e como você pode neutralizá-la

A proteína spike causa todos os tipos de danos à saúde dos muitos sistemas intrincados e complexos do corpo.

Veja os danos devastadores que a proteína spike da vacina covid causa e como você pode neutralizá-la

Também conhecida como proteína S, as proteínas spike da substância venenosa de covid, também conhecida como terapia genética experimental de mRNA da Pfizer e Moderna, causam muito mais danos do que apenas se ligarem aos receptores ACE (enzima conversora de angiotensina) do corpo, permitindo que o vírus invada as células.

 Acontece que as proteínas spike da substância da vacina covid interagem com muitos outros tecidos celulares, inclusive nos pulmões, mitocôndrias e sistema cardiovascular.

Esse ataque causa todos os tipos de danos à saúde dos muitos sistemas intrincados e complexos do corpo. E no caso de injeções de RNA mensageiro (Pfizer-BioNTech e Moderna), as proteínas spike continuam a ser fabricadas dentro do corpo após a primeira dose. (VEJA TAMBÉM: BOMBA: "terceira onda" de mortes em massa entre os vacinados da Covid, revela relatório )

Estima-se que mais de 4,5 bilhões de pessoas em todo o mundo já foram “infectados com essas substâncias experimentais de mRNA e com a proteína Spike” do coronavírus (Covid-19). Muitos deles agora sofrem efeitos adversos devastadores que nunca são ligados ao veneno[vacina] é claro, no entanto, o que pode ser devido aos danos persistentes causados ​​pelas proteínas spike contidas no (vetor viral) e produzidas pelo (mRNA) das injeções.

Você também pode ver os documentos secretos sobre os efeitos devastadores da vacina de mRNA que a FDA e Pfizer queriam ocultar até o ano de 2076, mas um grupo de médicos processou e ganhou a causa, liberando assim, a documentação - CATASTRÓFICO: Documentos secretos da Pfizer mostram 1.223 mortes, 158.000 eventos adversos em apenas 3 meses após a liberação da "vacina" nos EUA - Veja que isso mostra os eventos em apenas 3 meses após o lançamento, faça os cálculos e veja o resultado disso em quase três anos e com injeções de reforço, isso é devastador e criminoso.

Agora sabemos com certeza que as proteínas de pico do veneno experimental pode:

• Danificar as células pulmonares (incluindo os alvéolos pulmonares e as células endoteliais pulmonares)
• Danificar as mitocôndrias e as estruturas do DNA
• Danificar as células cardiovasculares
• Aumentar o risco de coágulos sanguíneos
• Danificar as células cerebrais
• Promover a inflamação
• Suprimir a imunidade
• Aumentar o risco de câncer


As proteínas S podem afetar vários órgãos


Quando o vírus entra no corpo humano, as proteínas do pico afetarão vários órgãos de maneiras diferentes. Estudos mostraram que muitas células de órgãos podem ser afetadas por proteínas de pico, como as do coração, cérebro e sistema cardiovascular. Além disso, um artigo publicado em 2021 no repositório de pré-impressão bioRxiv afirma que as proteínas S causam:

os receptores catalíticos do tipo 1 nos rins aumentam nos tecidos das células renais, e esses tipos de receptores podem se tornar hospedeiros do vírus, tornando os rins mais suscetíveis à infecção viral

As proteínas de pico também fazem com que as células do intestino delgado estimulem grandes quantidades de receptores L-SIGN (moléculas de adesão intracelular específicas do fígado / linfonodo-3 agarrando não integrina), que defendem contra patógenos. O problema com isso é que, após ocorrer um grande número de aderências, o intestino delgado fica mais suscetível à infecção viral.

Da mesma forma, as proteínas spike desencadeiam um aumento nos receptores DC-SIGN (Molécula de adesão intercelular específica para células dendríticas-3-Agarrando não-integrina) nos pulmões, o que pode desencadear sintomas inflamatórios nos pulmões.

“Além disso, as proteínas spike podem causar diferentes graus de oxidação dos órgãos, levando à morte prematura de mais células e colocando o corpo em um estado hiperoxidado, o que pode aumentar ainda mais o risco de câncer”, relata o Epoch Times .

Outro estudo publicado no Journal of the American Heart Association (JAHA) descobriu que as proteínas de pico afetam negativamente a funcionalidade pulmonar, fazendo com que as paredes das células alveolares pulmonares engrossem e solidifiquem. Eles também inibem as mitocôndrias das células pulmonares, que é onde a energia é produzida.

Os sintomas prolongados da covid podem, na verdade, ser as proteínas de pico que danificam as mitocôndrias e bloqueiam sua produção de energia. O resultado é uma cascata de anormalidades e problemas de saúde que variam de pessoa para pessoa.

Talvez o maior medo seja o dano cardiovascular, cujo risco é muito aumentado pela presença de proteínas de pico. O risco de coágulos sanguíneos aumenta maciçamente após a exposição a eles, por isso muitas pessoas “totalmente vacinadas” estão desenvolvendo condições como miocardite, pericardite e muito mais.

Veja como se proteger contra danos de proteína de pico


Se você ou alguém que você conhece foi “vacinado” com coronavírus (Covid-19) e agora se arrepende, toda a esperança não está perdida. As seguintes vitaminas e ervas foram cientificamente comprovadas para ajudar a neutralizar as proteínas de pico e os danos que infligem ao corpo.

O Conselho Mundial de Saúde (WCH) recomenda os seguintes compostos de reforço imunológico, que podem ajudar a expelir proteínas de pico de vacina enquanto melhoram os sintomas que causam:


A N-acetilcisteína (NAC) é um poderoso anti-inflamatório que ajuda a proteger ainda mais o corpo contra os danos causados ​​pelas proteínas.

Consumir uma dieta baixa em histamina também ajudará a evitar que o sistema imunológico reaja exageradamente e prejudique mais o corpo, uma situação conhecida como tempestade de citocinas.

Medicamentos comuns que podem ajudar a melhorar os sintomas incluem:

Aspirina
Anti-histamínicos
Esteróides
Colchicina
Estabilizadores de mastócitos
Ivermectina

A aspirina ajuda a afinar o sangue, reduzindo o risco de trombos e dos temidos coágulos de sangue que muitas pessoas sofrem.

Os anti-histamínicos, de maneira semelhante ao NAC, evitam a ativação excessiva do sistema imunológico, enquanto os outros ajudam a minimizar a inflamação.

A ivermectina, a propósito, é um remédio poderoso para uma variedade de condições de saúde, incluindo câncer. Para muitos, também livra o corpo da gripe Covid e da proteína spike.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Sugestão de suplemento

Postar um comentário

0 Comentários

Fechar Menu