Tecnologia

O rastreamento global está chegando: a Mastercard planeja fornecer a escravatura ou sua carta de alforria

Tecnologia: O rastreamento global está chegando: a Mastercard planeja fornecer a escravatura ou sua carta de alforria... A identificação digital internacional está chegando: a Mastercard planeja fornecer infraestrutura

Fabio Allves
Compartilhe:
A identificação digital internacional está chegando: a Mastercard planeja fornecer a escravatura ou sua carta de alforria

Os sistemas para escravizar a humanidade estão em rápido processo para a implantação global, ainda estão se estabelecendo e trabalhando com seus setores privados em casos de como serão seu uso e integração. 

No Brasil, a porta de entrada para isso já está em andamento com passaporte sanitário e inclusão de dinheiro digital, que serão apenas números na tela, sendo o seu contador para viver uma vida monitorada e em uma sociedade escravizada pela tecnocracia, que pode simplesmente te excluir ou te integrar.

Mas países como Austrália e Nova Zelândia já estão discutindo como fazer seu ID digital funcionar no país do outro, enquanto a Mastercard planeja lidar com o digital transfronteiriço ID logo em 2022.

Representantes de identidade nacional da região Ásia-Pacífico (APAC) discutiram seus preparativos para identidade digital sem fronteiras e interoperabilidade no Singapore Fintech Festival 2021

Austrália e Cingapura estabeleceram um diálogo em um acordo de reconhecimento mútuo, de acordo com Jonathan Thorpe, gerente geral da Agência de Transformação Digital da Austrália. O acordo teria como objetivo supostamente apenas ver a identidade digital de um cidadão de um país sendo aceita no outro. Isso poderia começar potencialmente com os alunos. A Nova Zelândia também está no topo da lista da Austrália para o reconhecimento mútuo de credenciais digitais.

A Identidade Digital Nacional de Cingapura, Singpass, é centralizada em comparação com uma abordagem federada e opt-in na Austrália, que não tinha um sistema de identificação nacional existente no local para construir. 4,2 milhões de cingapurianos (ou 97 por cento dos elegíveis, de acordo com o diretor do sistema, Dominic Chan, também falando) se cadastraram para obter sua "carta de alforria moderna", ou como dizem Identificação digital
 - um número bastante impulsionado pela pandemia COVID - enquanto 5,3 milhões de australianos optaram por se tornarem digitais.

“A identidade digital pode desempenhar um papel, mas por si só não possibilitará necessariamente uma experiência sem atrito para viagens”, disse Thorpe da Austrália, embora a credencial pudesse ser prontamente aceita pelo setor privado e pelo governo assim que uma pessoa entrou em um país.

“Para criar uma economia digital verdadeiramente eficiente e inclusiva (palavrinhas bonitas para o que ele realmente quer dizer, escravatura do sistema), a digitalização deve ser de ponta a ponta ... Devemos colocar as pessoas no centro da infraestrutura digital”, disse Ravi Menon, diretor administrativo da Autoridade Monetária de Cingapura, falando sobre identificação digital sendo um dos 'quatro pilares' da infraestrutura digital de que a economia do futuro precisará para controlar a vida das pessoas de uma vez por todas. Menon espera colaboração de governo para governo em bens digitais globais.

“As infraestruturas digitais públicas fundamentais serão críticas para o desenvolvimento econômico e social inclusivo”, disse o vice-presidente de identidade digital da Mastercard, Rajat Maheshwari, ao Biometric Update em um e-mail sobre os principais insights do evento. “Identidade Digital, Autorização e Consentimento, Interoperabilidade de Pagamentos e Troca de Dados são os quatro ingredientes essenciais para permitir transações digitais de ponta a ponta, eles atendem coletivamente às necessidades básicas de uma economia digital.”

Cingapura e Austrália estão caminhando nessa direção, trabalhando em credenciais verificáveis ​​- ou atributos - para levar a interoperabilidade além dos padrões e em casos de uso práticos. De acordo com Wen Si Wong, diretor de Identidade Digital Nacional da Gov Tech de Cingapura, a abordagem deles está se abrindo para permitir que o setor privado se torne potencialmente provedor de autenticação ou mesmo âncora de confiança.

Seu departamento está analisando como as identidades digitais de Cingapura podem se tornar compatíveis com organizações internacionais como a IATA - Associação Internacional de Transporte Aéreo
 e requisitos como EIDAS - um regulamento da UE sobre identificação eletrónica e serviços de confiança para transações eletrónicas no Mercado Único Europeu.

Wong também disse que Cingapura está conversando com a Mastercard sobre uma possível colaboração com sua rede de identificação e se tornar parte de seu ecossistema maior.

Sarah Clark, vice-presidente sênior de identidade digital da Mastercard, fez parte do painel e disse que a identificação digital é “uma das maiores oportunidades de nossa geração”. Clark disse que os sistemas de identificação digital que trabalham com o setor privado “podem trazer utilidade para o dia a dia” e expandir os casos de uso para a abordagem.

Clark também revelou que a Mastercard está ansiosa para seus primeiros casos de uso de ID digital internacional em 2022.

“A identidade é um problema global que não pode ser resolvido por uma única entidade, governo ou setor privado; um mundo digital sem fronteiras requer um serviço de identidade reutilizável que possa ser confiável e aceito em qualquer lugar em que o usuário faça transações”, escreve Maheshwari.

A Mastercard tem desenvolvido rapidamente sua divisão de identidade, pegando carona em sua rede global e recursos KYC - conhecido no Brasil pelo termo “Conheça Seu Cliente”
. Ela está trabalhando em esquemas de identidade digital em todo o mundo, como projetos biométricos para ajudar a inclusão financeira na África Subsaariana para identificação digital para "controlar" estudantes brasileiros a fazer exames remotos com segurança. Originalmente : biometricupdate.com
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Veja mais sobre:

Ciência Ciência e tecnologia Tecnologia
Compartilhe:
RELATAR ERROS:

: Ao reproduzir este artigo: Uso não comercial OK, cite | coletividade-evolutiva.com.br | com um link clicável. Siga Coletividade Evolutiva nas | REDES SOCIAIS | Se você gosta de informações como as que publicamos, por favor, considere fazer uma doação para nos ajudar a manter nosso trabalho e o Coletividade Evolutiva disponível | FAZER UMA DOAÇÃO |

MAIS RECENTES