ESTUDO: O excesso de CO2 está tornando o planeta mais verde, não o matando

Sociedade: ESTUDO: O excesso de CO2 está tornando o planeta mais verde, não o matando... Sem CO2, toda a vida deixaria de existir é por isso que os globalistas querem criar uma farsa climática para tomar o controle sobre o clima

Fabio Allves
Compartilhe:
ESTUDO: O excesso de CO2 está tornando o planeta mais verde, não o matando

Não teve muita cobertura na época, mas um estudo de 2016 descobriu que as emissões de dióxido de carbono (CO2) são boas para o planeta e ajudaram a torná-lo “verde” nos últimos 30 anos.

Ao contrário do que dizem os alarmistas do clima, os gases do efeito estufa não estão destruindo nosso planeta. Cerca de 32 autores de 24 instituições em oito países concordam que o aumento de cerca de 70% no CO2 que entrou na atmosfera nas últimas décadas ajudou o planeta em vez de prejudicá-lo.

“A quantidade de vegetação que cresce na terra tem aumentado a cada ano por pelo menos 30 anos”, relata o Climate Depot . “A evidência vem da taxa de crescimento das plantas e de dados de satélite.”

O artigo em questão inclui dados de satélite coletados durante um longo período de tempo. Ele revela que, nos últimos 30 anos, a vegetação verde em todo o mundo aumentou 14%, o que não teria sido possível sem o CO2.  
Isso significa, que sem o CO2, as plantas enfraqueceriam e não produziriam alimentos suficientes, potencialmente morreriam de fome por gás carbônico... lembre-se, da fotossíntese, as plantas respiram CO2 que liberamos para elas ao expirarmos o CO2 para fora do corpo, e as plantas, liberam oxigênio puro para nós de volta isso é fato bem simples.

Quase todas as plantas dependem do CO2 para sua sobrevivência, inclusive os seres humanos. CO2 é o "oxigênio" para as plantas, e agora as árvores, as gramas e os cultivos alimentares estão passando fome por CO2,pois fica em quase o nível mais baixo que já esteve na história da Terra (pouco acima de 400 ppm agora, quando anteriormente era mais de 7.000 ppm no passado). Recomendado: Finalmente a NASA declara algo que é verdadeiro - dióxido de Carbono é o verde da Terra!

Embora o esverdeamento geralmente ocorresse em todos os lugares, era mais proeminente nos desertos áridos do norte da África e, particularmente, na região do Sahel. Parte do Deserto do Saara realmente voltou a ser verde, graças a todo aquele CO2 extra.

“Isso porque as plantas perdem menos água no processo de absorção de dióxido de carbono se a concentração de dióxido de carbono for maior”, acrescenta Climate Depot sobre a situação. “Ecossistemas e fazendas terão menos estresse hídrico no final deste século do que hoje durante os períodos de pouca chuva.”

Sem CO2, toda a vida deixaria de existir, os globalistas querem criar uma farsa climática para tomar o controle sobre o clima, impor o imposto sobre o quanto pode respirar O2, quanto pode liberar de carbono e muito mais... Controle sobre toda a vida na terra é o objetivo.


Pesquisadores do Centro de Pesquisa Ambiental e Ciências da Terra (CERES) descobriram que, ao contrário da narrativa predominante, os gases de efeito estufa são benéficos. E a maioria deles realmente vem do sol, e não de fábricas e veículos.

Al Gore, o "pai do farsante aquecimento global", certamente não quer ouvir sobre isso, mas é a verdade. E qualquer pessoa que seja intelectualmente honesta sobre esse assunto em particular também precisa ouvir e refletir sobre isso, mesmo que vá contra tudo o que foi ensinado na escola.

Milhares de experimentos foram conduzidos ao longo dos anos, confirmando que os gases do efeito estufa ajudam mais plantas a crescer, incluindo safras de alimentos. Isso é benéfico para animais e humanos, que de outra forma seriam mortos de fome se não fosse pelo CO2 na atmosfera.

“Esta ecologização é uma boa notícia”, acrescenta Climate Depot . “Isso significa mais comida para insetos e veados, para elefantes e ratos, para peixes e baleias.”

“Pela influência do aumento da porcentagem de ácido carbônico na atmosfera, podemos esperar desfrutar de idades com climas mais equilibrados e melhores”, diz Svante Arrhenius, um sueco que é considerado o primeiro a medir o “efeito estufa”. 
“Isso significa rendimentos mais elevados para os agricultores; na verdade, o efeito provavelmente acrescentou cerca de US $ 3 trilhões às receitas agrícolas nos últimos 30 anos. Portanto, menos terra é necessária para alimentar a população humana e mais pode ser poupado para a vida selvagem. ”

Infelizmente, nenhum desses fatos é mencionado em todas as conversas convencionais sobre "aquecimento global" e "mudança climática". Tudo o que ouvimos é como a flatulência bovina e os carros movidos a gasolina estão supostamente “destruindo o planeta” com todo aquele CO2. Isso inclui os humanos, globalistas já culpam seres humanos por respirar e comer carne demais por isso está aumentando o CO2 dizem eles. Os objetivos deles é impedir o consumo de carne, reduzir a reprodução humana.

Já é tempo de definirmos o recorde de gases de efeito estufa, que são necessários para manter a vida na Terra. Sem o CO2, toda a vida deixaria de existir e à Terra rapidamente se tornaria um deserto árido. É isso que a
 fantoche Greta Thumberg e outros fanáticos do clima   são pagos para promover essa farsa, para que a agenda 21 da ONU, ou dos globalistas, seja implementando no mundo.

Explore mais sobre:

Compartilhe:
RELATAR ERROS:
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.