Dr. David Martin Lança Bomba: "Aprovou vacina COVID-19 que NÃO existe no mercado"

Vacinação: Dr. David Martin Lança Bomba: "Aprovou vacina COVID-19 que NÃO existe no mercado"... O Dr. David Martin alertou o público que a Food and Drug Administration (FDA) aprovou uma vacina contra o coronavírus (COVID-19) que não existe .

Fabio Allves
Compartilhe:
Dr. David Martin Lança Bomba:  "Aprovou vacina COVID-19 que NÃO existe no mercado"

O Dr. David Martin é um homem de negócios, professor, autor, contador de histórias, inventor, conselheiro de previsão global, criador do índice MCAM CNBC IQ100 , é especialista em devolver a humanidade aos humanos - e aos negócios - realizou as seguintes afirmações: 


“Quando os membros do mainstream (Mídia convencional) sugerem que essa aprovação repentinamente colocou o que está parado em freezers ao redor do mundo em um status de aprovado, isso não é verdade”, disse Martin durante sua entrevista em ““Brighthon Conversations”” com Mike Adams

“Ainda existem diretrizes de fabricação que não eram exigidas para os EUA que seriam exigidas para um produto totalmente aprovado.”

Ele disse ao Health Ranger Mike Adams que o FDA aprovou um "unicórnio".

“Comirnaty não existe”, disse Martin, referindo-se à marca da vacina Pfizer com aprovação total da agência federal americana (FDA). “A aprovação é para a produção futura da vacina COVID.”

Martin relatou que algumas informações vitais foram suprimidas na carta de aprovação da Pfizer, bem como em sua publicação oficial do FDA.

“A seção de onde pode ser fabricado e quando pode ser fabricado é redigida, o que é incomum, dado o fato de que uma carta de aprovação deve ser um anúncio público que torna essas coisas visíveis”, disse Martin.

Vacinas COVID-19 Devem Perder Proteções


Tanto Adams quanto Martin concordaram que a confusão trazida pela aprovação foi agravada pela extensão da autorização de uso de emergência (EUA) para a vacina Pfizer usada em crianças de 12 a 15 anos, bem como para a Moderna e a Johnson & Johnson Vacinas para o covid19.

“O mandato para os EUA tem que viver dentro de nenhuma alternativa clínica”, disse Martin. “No momento em que houver uma aprovação, as proteções dos EUA para Moderna e Johnson & Johnson deixarão de existir instantaneamente.”

Em sua carta de aprovação, o FDA reconheceu que há “uma quantidade significativa” da vacina Pfizer COVID-19 produzida sob EUA ainda disponível para uso. O FDA determinou que a vacina COVID-19 da Pfizer sob os EUA deve permanecer sem licença, mas pode ser usada “de forma intercambiável” com a nova vacina Comirnaty.

Nessas circunstâncias, estava claro que a concessão da aprovação total foi um movimento calculado do governo para encorajar empresas e escolas a impor mandatos de vacinas e permitir que a Pfizer descarregasse estoques de sua vacina COVID-19 sob os EUA. Martin disse que a administração Biden está pressionando para que os alunos sejam vacinados a tempo para o início do próximo ano letivo.

Diferença Entre Produtos Totalmente Aprovados E Sob EUA

Há uma enorme diferença no mundo real entre os produtos aprovados para aplicação e aqueles totalmente aprovados pelas agências reguladoras. .

Os produtos são experimentais e seus efeitos a  longo prazo são desconhecidos, dado, ao fato, que não houve tempo suficiente para esse tipo de avaliação de segurança. Tanto o Código de Nuremberg quanto os regulamentos federais afirmam que ninguém pode forçar, coagir um ser humano a participar do experimento.

De acordo com as leis, é ilegal negar um emprego ou educação a alguém porque essa pessoa se recusa a ser uma cobaia experimental. Os destinatários potenciais têm o direito absoluto de recusar experimentos médicos, como as vacinas experimentais.

As vacinas que estão sendo aplicadas em massa, tem grande proteção extraordinária de responsabilidade graças aos contratos de inserção de responsabilidade por quaisquer danos que essas vacinas possam causar agora ou no futuro.

Uma guerra com armas biológicas disfarçadas de cura contra a humanidade; para matar grande parte da população, desestabilizar governos, economias, para forçar uma Nova Ordem Mundial


De acordo com Martin, essa loucura começou em 1999. Foi quando o diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID), Anthony Fauci, teve a ideia de criar uma forma infecciosa de coronavírus com defeito de replicação. Fauci pagou pesquisadores da Universidade da Carolina do Norte em Chapel Hill para inventar um patógeno que não existia, disse Martin.

Fauci essencialmente pediu aos pesquisadores que criassem uma arma biológica.

“Você não pode fabricar uma arma biológica sem dizer que está tentando matar pessoas. É para isso que serve uma arma biológica ”, disse Martin.

Kizzy Corbett, a pessoa por trás do desenvolvimento das vacinas COVID-19 usando a tecnologia de mRNA, disse uma vez: “É muito legal porque você nem precisa de muito laboratório. Você pode construir um desses em seu computador em casa. ”

Isso, disse Martin, é uma admissão de guerra biológica.

“Não estamos falando de vírus. Estamos falando sobre um patógeno projetado ”, disse Martin. “Não estamos falando de vacina. Estamos falando sobre a introdução de um código simulado por computador na forma de mRNA - não para estimular seu sistema imunológico, mas para transformar seu corpo em uma fábrica de proteínas de pico S1 semelhantes às encontradas no coronavírus. ”

Assista ao episódio completo de “Brighthon Conversations” com Mike Adams e Dr. David Martin aqui .

É por essa razão que a orquestra pandemia tem que seguir o ritmo com vacinas experimentais rotineiras,  lockdown, desemprego, quebrar os pequenos empresários, toque de recolher, provocar colapso financeiro, alimentar, derrubar a democracia e colapsar a sociedade. Em outras palavras, destruir esse sistema de governo, para que as nações clamem por uma solução e essa solução virá com o grande reset global que será o fim da humanidade, será um novo regime de governança global.

Compartilhe:

EXPLORE MAIS SOBRE:

Coronavírus | Covid-19 | descobrindo | dinheiro | Governo | saúde | Sociedade | Tecnologia | Vacina | Vacinação
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.