Variante do juízo final: "elitistas" se isolam enquanto o mundo morre de acordo com seus planos genocidas

Vacinação: Variante do juízo final: "elitistas" se isolam enquanto o mundo morre de acordo com seus planos genocidas ...

Coletividade Evolutiva
Compartilhe:
Variante do juízo final: "elitistas" se isolam enquanto a humanidade morre de acordo com seus planos genocidas
Tradução da imagem: ótimas viagens científicas na terra - Variante do juízo final
Com cerca de metade da população dos EUA ainda decidindo rejeitar a tecnologia vacinal experimental de mRNA da Covid atual, e a 'variante Delta' ainda não assustando pessoas o suficiente para tomar a 'grande mistura farmacêutica', não estamos nem um pouco surpresos que eles já estão revelando seus próximos vários 'cenários de medo', com a captura de tela vista acima da edição de 13 de agosto da Newsweek sugerindo que uma 'variante do Juízo Final' pode ser a próxima.

Nessa história intitulada "Uma variante COVID do Juízo Final pior do que Delta e Lambda pode estar chegando, dizem os cientistas", eles se aprofundaram desde o início de sua história, mencionando a variante alfa, a variante beta, a variante delta, a variante gama e a variante lambda nos primeiros parágrafos.

Com o propósito de sua história bem claro para convencer o público a tomar a substância experimental nas duas seguintes frases tiradas dela:

“Ele acrescenta que a análise de sua equipe mostra que quase todos os 100 milhões de americanos não vacinados que ainda não tomaram a vacina COVID-19 provavelmente o receberão nos próximos meses” e

“… ..Se uma grande parte da população continuar a negligenciar as vacinações, então vamos realmente acabar permanentemente assombrados pelo vírus”;

A história deles também menciona a maligna 'variante Eta' , a ' variante kafkaesca Kappa' e a infame' variante Iota' que agora estão surgindo em todo o mundo, essa história relatou que várias dessas 'variantes' estão' mostrando sinais de ter sucesso incomum em infectar pessoas totalmente vacinadas”.

Portanto, embora nós da ANP tivéssemos relatado em fevereiro de 2021 que qualquer 'vacina' criada para a Covid provavelmente falharia porque "eles nunca haviam feito uma vacina bem-sucedida para um coronavírus antes" , esta matéria da ABC News na Austrália apontou por que foi tão difícil criar tal 'vacina' , enquanto avisando em abril de 2020 de quase exatamente o que estamos testemunhando agora; os 'vacinados' ainda estão infectando com a 'Covid' .:

Para aqueles que depositam suas esperanças em uma vacina COVID-19 para retornar a vida ao normal, um especialista australiano no desenvolvimento de vacinas tem uma visão da realidade - provavelmente não vai acontecer em breve.

A realidade é que este coronavírus em particular está apresentando desafios que os cientistas não enfrentaram antes, de acordo com o professor Ian Frazer, da Universidade de Queensland. O professor Frazer esteve envolvido no desenvolvimento bem-sucedido da vacina para o vírus do papiloma humano, que causa o câncer cervical - uma vacina que levou anos de trabalho para ser desenvolvida.

Ele disse que o desafio é que historicamente é difícil fazer vacinas seguras para os coronavírus, em parte porque o vírus infecta o trato respiratório superior, que nosso sistema imunológico não é muito bom em proteger.

E embora tenhamos vacinas para a gripe sazonal, HPV e outras doenças, criar uma nova vacina não é tão simples quanto pegar uma existente e trocar os vírus, disse Larisa Labzin, imunologista da Universidade de Queensland.

“Para cada vírus ou bactéria diferente que causa uma doença, precisamos de uma vacina diferente porque a resposta imunológica que é montada é diferente”, disse o Dr. Labzin à ABC Science.

Com o 'resfriado comum' também causado por um 'coronavírus' , você pode imaginar a 'nomeação' dos vírus do resfriado comum da mesma maneira que estão fazendo com o Covid agora? Posso ouvir o médico agora: “Bem, parece que você contraiu a 'variante Zeta' do resfriado comum. Tome a vacina e me ligue pela manhã”.

Bem, como WebMd relatou nesta história de 29 de março de 2021 , “ Uma vacina para prevenir o resfriado comum tem sido difícil de fazer, principalmente porque existem mais de 200 variedades diferentes de vírus que podem causar resfriados”. Agora, se você substituir 'Covid' por 'resfriado comum' , tudo fará sentido. O que nos pede para perguntar, a' mafia da gigante farmacêutica' já está criando 'vacinas' para 'Eta' e 'Iota' e 'Kappa' e 'Lambda' ? 

Embora, de acordo com uma pesquisa recente, a grande maioria dos americanos 'não vacinados' pense que os perigos do 'vacina' são piores do que o próprio vírus , com cerca de 90% das pessoas que afirmam que definitivamente não estão recebendo a vacina também dizem que não estão se preocupando em ficar gravemente doente de COVID-19 , a história também relatou que a chamada 'variante delta' que agora em pelo menos 132 países é mais transmissível do que o resfriado comum, a gripe espanhola de 1918, varíola, Ebola, MERS e SARS , de acordo com o CDC .

No entanto, com o "resfriado comum" também um coronavírus, e trazendo a prova de que é quase impossível criar um "vacina" de sucesso e para, as mentes curiosas que querem saber, para que "a vacina" foi realmente criado? E com qualquer mutação do vírus que torne o vacona atual inútil, vamos dar uma olhada na história da Newsweek já referenciada para ver onde os globalistas estão empurrando as massas.

Uma analisa profunda para ver onde os globalistas estão empurrando a humanidade


Vamos dar uma olhada nessa história da Newsweek já referenciada para ver onde os globalistas estão empurrando as massas.
Os cientistas continuam subestimando o coronavírus. No início da pandemia, eles disseram que as versões mutantes do vírus não seriam um grande problema - até que o Alfa, mais infeccioso, causou um aumento no número de casos no outono passado. Então o Beta deixou os jovens mais doentes e o Gamma reinfectou aqueles que já haviam se recuperado do COVID-19. Ainda assim, em março, com o recuo da onda de inverno nos Estados Unidos, alguns epidemiologistas estavam cautelosamente otimistas de que o rápido lançamento da vacina logo domaria as variantes e faria com que a pandemia diminuísse.

Delta agora destruiu esse otimismo. Esta variante, identificada pela primeira vez na Índia em dezembro, se espalha mais rápido do que qualquer cepa anterior do SARS-CoV-2, como o vírus COVID-19 é oficialmente denominado. Isso está aumentando as taxas de infecção em todos os estados dos EUA, levando os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) a recomendar mais uma vez o uso de máscara universal.

O surto no Delta vai piorar muito, avisa Michael Osterholm, epidemiologista que lidera o Centro de Pesquisa e Política de Doenças Infecciosas da Universidade de Minnesota. “O número de leitos de terapia intensiva necessários pode ser maior do que qualquer vez que vimos”, diz ele.

Ele acrescenta que a análise de sua equipe mostra que quase todos os 100 milhões de americanos não vacinados que ainda não tomaram COVID-19 provavelmente o receberão nos próximos meses, sem tomar o tipo de forte isolamento e precauções de mascaramento que parecem improváveis na população hesitante à vacina.

A variante é tão contagiosa que deve destruir todas as previsões anteriores de quando os EUA podem alcançar a imunidade coletiva. “Não conseguimos interromper isso porque temos outras pandemias”, disse Jonathan Eisen, biólogo da Universidade da Califórnia, Davis, que estuda como os patógenos evoluem. “Pode durar para sempre, deixando-nos continuamente tentando descobrir o que fazer a seguir.”

Delta, como a maioria das outras variantes, nos pegou de surpresa, piorando e estendendo a pandemia. Quando os danos do Delta começarem a diminuir, que outras variantes estarão espreitando atrás dele para nos puxar de volta para baixo? A Organização Mundial da Saúde já está de olho em vários: Eta, que já está em vários países; Kappa, que surgiu na Índia; Iota, que apareceu pela primeira vez na cidade de Nova York - e especialmente Lambda, que rasgou o Peru e mostra sinais de sucesso incomum em infectar pessoas totalmente vacinadas, de acordo com um estudo anterior. Já se espalhou para Argentina, Chile, Equador e também Texas e Carolina do Sul.

É muito cedo para dizer se Lambda acabará sendo a próxima grande e ruim coisa que COVID-19 desencadeia sobre nós. Mas é um bom momento para se perguntar: até que ponto essas variantes podem ser destrutivas? As variantes futuras expandirão seu ataque dos pulmões para o cérebro, o coração e outros órgãos? Eles vão pegar uma página do HIV e enganar as pessoas fazendo-as pensar que se recuperaram, apenas para deixá-las doentes mais tarde? Existe uma variante do Juízo Final por aí que evita vacinas, se espalha como um incêndio e deixa mais vítimas muito mais doentes do que qualquer coisa que já vimos?

As chances não são altas de vermos essa ameaça tripla, mas os especialistas não podem descartá-la. Delta já mostrou como as coisas podem ficar piores. Sua extrema contagiosidade, com espaço para circular livremente por dezenas de milhões de americanos que não foram vacinados e outros milhões que não têm acesso às vacinas nos países em desenvolvimento, tem boas chances de se tornar algo ainda mais problemático. “A próxima variante”, diz Osterholm, “poderia ser Delta com esteróides”.

Assim, com um dos maiores' veículos falantes' da 'mídia estabelecida' agora alertando sobre uma 'variante do Juízo Final pior do que Delta' à frente, enquanto eles continuam a empurrar a vacina experimental de mRNA que até mesmo o CDC admitiu que não funciona para impedir as pessoas de infectar-se ou espalhar Covid, temos que dar uma olhada em duas novas histórias que o Drudge Report vinculou à frente e ao centro.

Com a primeira sendo esta história no Stuff relatando que o fundador do Google Larry Page fugiu para a Nova Zelândia para enfrentar a pandemia, a segunda história de Paul Joseph Watson na Summit News relatou que Larry Page não está sozinho, com vários bilionários saindo de casa as escondidas' para suas ilhas privadas de luxo.

Mostrando, senão outra coisa, a hipocrisia absoluta que vimos da ' elite global' e dos políticos que querem tornar difícil, senão impossível para os 'pequenos' viajar enquanto 'nossos aspirantes a mestres' fazem o que querem, mais' regras para ti, mas não para mim” , também não podemos ignorar a possibilidade de que esses globalistas estejam“ se articulando” porque sabem que algo enorme está por vir, se não se desdobrando neste exato momento.

Com a ANP há sempre alertando de que devemos sempre estar prestando atenção ao que a 'elite global' está fazendo, especialmente se eles começarem a 'gritar em massa' , podem globalistas como Larry Page e todos os outros bilionários voando para suas próprias ilhas particulares ser outro sinal de que 'o que está vindo para os simples mortais 'já está aqui' ? Continuaremos prestando muita atenção a essa história que se desenrola.

E com Joe Biden com morte cerebral provando ao povo americano o quão ' perdido ' ele realmente está, com Biden afirmando em uma entrevista coletiva que '350 milhões de americanos foram totalmente vacinados', apesar do fato de que a população atual dos EUA é de aproximadamente 332 milhões , e quase a metade deles permanece sem vacinar, como esta história Twitchy perguntou, como Biden poderia ter acertado aqueles números tão errados, depois de verificar suas notas NÃO UMA VEZ, MAS DUAS VEZES? !!

Artigo republicado de: Stefan Stanford de AllNewsPipeline.com - pelo: Coletividade-evolutiva.com.br

Compartilhe:

EXPLORE MAIS SOBRE:

apocalipse | Ciência | Ciência e tecnologia | Coronavírus | Covid-19 | Governo | saúde | Saúde e medicina | Sociedade | Sociedade e governo | Vacina | Vacinação
Coletividade Evolutiva

Autor: Coletividade Evolutiva

O Coletividade Evolutiva, esta ligado ao dever e justiça de informar a sociedade de forma que ajudarão a viver melhor, enxergar através das cortinas que nos limitam o pensamento, quebrando assim as velhas formas de pensar. Examinamos o que percebemos como os problemas mais importantes em nossa sociedade atual, discutimos possíveis soluções e alternativas que podem nos ajudar a reconstruir nossa sociedade.Publicamos informações que nos desafiam o pensamento e os nossos preconceitos.