Cobaia humana é processado por expor efeitos adversos da vacina Covid-19

Vacinação: Cobaia humana é processado por expor efeitos adversos da vacina Covid-19 ... Um homem indiano que foi usado como cobaia está sendo processado denunciar efeitos colaterais que experimentou após a vacinação contra o coronavírus

Fabio Allves
Compartilhe:
Cobaia humana é processado por expor efeitos colaterais da vacina Covid-19

Um homem indiano de 40 anos que foi usado como cobaia nos experimentos de vacina Covid-19 está sendo processado pelo Instituto de Soro da Índia (SII sigla em inglês) após ter entrado com um processo contra a mesma. Ele foi a público com detalhes sobre os horríveis efeitos colaterais que experimentou após a vacinação contra o coronavírus Covid-19.

As vacinações Covid-19 experimentais, fez com que o empresário indiano  sofresse um colapso "neurológico e psicológico" após tomar a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e AstraZeneca. Ele está sendo processado pelo Instituto de Soro da Índia, um dos maiores produtores mundial de vacinas. O homem foi supostamente informado de que a vacina era segura e escolheu participar do programa "no espírito de ajudar o serviço público".

A esposa do homem disse à mídia local que ele começou a vomitar e reclamar de uma forte dor de cabeça dez dias após receber a vacina Covid-19 em 1º de outubro, relatou a RT . Sua esposa diz que ele passou por uma confusão tão grave que não conseguiu identificar parentes próximos. Claramente isso significa sintomas de danos neurológicos. Essa é claramente uma grave violação universal do código de Nuremberg

Apesar da isenção de responsabilidade por danos causados por vacinas Covid-19 que centenas de empresas de vacinas que fizeram acordos com alguns países, inclusive o Brasil, parece que esse não é o caso na índia. Depois de recuperar alguns dos sentidos, o homem entrou com uma ação contra o 
 Instituto de Soro da Índia por US $ 676.000 por danos. Ele também exigiu que o  Instituto de Soro da Índia encerrasse imediatamente os ensaios clínicos para a proteção de outros participantes.

Em vez de mostrar compaixão pelos danos causados ao homem e levar suas preocupações a sério, o  Instituto de Soro da Índia respondeu com uma contra-ação alegando difamação “maliciosa” contra a corporação.

 Instituto de Soro da Índia afirma ainda que o homem ferido foi "especificamente informado pela equipe médica de que as complicações que ele sofreu eram independentes do ensaio de vacina que ele foi submetido". Inacreditavelmente, o  Instituto de Soro da Índia está pedindo $ 13,5 milhões em danos ao homem.

O Straits Times supostamente viu uma cópia do resumo de alta do homem e disse que ele lista como causas potenciais de seus sintomas "problemas gastroentéricos existentes e um comprimido para queda de cabelo que o homem tomou por um ano, mas não a dose de vacina experimental que ele recebeu 10 dias antes de ficar doente. ”

Inacreditavelmente o 
Instituto de Soro da Índia disse em seu comunicado:
 "A vacina é segura e imunogênica. O incidente com o voluntário de Chennai, embora extremamente infeliz, não foi de forma alguma induzido pela vacina e o Instituto de Soro da Índia é solidário com a condição médica do voluntário". 
A esposa do homem explicou que, embora ele esteja "muito melhor" do que antes, um prejuízo cognitivo considerável persistiu, afetando sua capacidade de fazer até tarefas simples.
“Mesmo depois de duas semanas, coisas simples como pagamentos online ... ele me pede para fazer. Ele nunca faz isso. Ele conseguiu um bom projeto durante a pandemia; foi um projeto americano que começou em 1º de outubro. Aparentemente, ele perdeu isso. Por causa de sua condição, os clientes desistiram. Eles queriam que seu trabalho fosse feito rapidamente”, disse ela à NDTV.

“Meu marido perdeu a criatividade e a confiança depois que recebeu a vacina. Nosso objetivo não é compensação. O público deve saber sobre isso. ”

“Nossa pergunta era: por que eles não interromperam o teste quando tal reação adversa foi observada? Pelo menos até que estivessem 100 por cento seguros? Como eles poderiam administrar a vacina novamente aos voluntários antes de informá-los ”, continuou sua esposa.  


O Dr. T. Jacob John, um importante virologista e ex-professor do Christian Medical College, Vellore, disse que a declaração do Instituto de Soro da Índia foi "completamente errada", especialmente considerando o fato de que a vacina insegura poderia ser dada a milhões.
"A empresa não pode declarar prematuramente que o evento adverso não está relacionado à vacina até que a agência oficial conclua sua avaliação ... O evento adverso deveria ter sido de domínio público em meados de outubro, quando o homem foi hospitalizado."

Considerações importantes


Todas as outras grandes corporações farmacêuticas que produz e vendem vacinas Covid-19 ofereceram uma linha semelhante, alegando que os ferimentos e mortes após a vacinação são apenas uma coincidência, e em outros casos dizem ser "raro" e não têm nada a ver com as vacinações.

Mesmo com os fatos, todos em meio aos subsídios das indústrias farmacêuticas, são rotineiramente ensinados para nunca culpar vacinas por danos. Algumas mídias convencionais fascistas chegam a ocultar, consentir e até afirmar que os ferimentos e mortes após a vacinação com Covid-19 são “provas” de que elas são eficazes e funcionam.

O índio processado pelo  Instituto de Soro da Índia ainda está ferido, é importante notar. A esposa diz que o marido está tendo dificuldade para se lembrar das coisas, bem como para se lembrar de como fazer as coisas.

Nessa historia não poderia faltar o grande "humanitário" Bill Gates, que deseja abertamente despovoar à Terra através de vacinas. 
“A colaboração entre Gavi,  Instituto de Soro da Índia e a Fundação Gates apoia os esforços do pilar de vacinas do programa COVAX, co-liderado por Gavi, CEPI e a Organização Mundial da Saúde (OMS), para acelerar o desenvolvimento de vacinas Covid- 19  e garantir um acesso rápido e vacinação global”, afirma o site do  Instituto de Soro da Índia.

Está se tornando tão óbvio que as vacinas Covid-19 são perigosas e ineficazes que até mesmo muitos médicos e profissionais médicos que apoiam a vacinação estão alertando as pessoas para não serem vacinadas.

Outros estão preocupados com o fato de que, a indústria farmacêutica, políticos e autoridades de saúde, estejam ocultando do público as pessoas que foram feridas e mortas pelas vacinas, para evitar a descrença no culto vacinal.

“Se as vacinas são tão seguras, o primeiro grupo a recebê-las deveria ser toda a administração e seus funcionários das empresas de manufatura”, escreveu um comentarista da Big League Politics .

“Em segundo lugar, cada pessoa no Congresso, cada político, depois cada funcionário do governo. Terceiro, todos aqueles que desejam ser voluntários. Depois disso, o resto de nós pode tomar uma decisão bem informada. Apenas minha opinião." 

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Veja Também

Explore mais sobre:

Coronavírus , Covid-19 , descobrindo , Governo , saúde , Sociedade , Vacina , Vacinação , Coletividade Evolutiva , Cobaia humana é processado por expor efeitos adversos da vacina Covid-19 ,
Compartilhe:
RELATAR ERROS:
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.