OMS usa fundos para contratar celebridades para empurrar propaganda do covid-19 goela adentro

Compartilhar - ignore a censura, compartilhe esse link no Facebook |Copiar
OMS usa fundos para contratar celebridades para empurrar propaganda do covid-19 goela adentro

Como informamos anteriormente, tem pessoas que ainda acreditam, que os governos estão fazendo de tudo para proteger os cidadães, em nome de supostamente combater o coronavírus, covid-19. No entanto, o que temos observado, é que governos estão recebendo ordens de organizações, que são financiadas por eugenistas, que querem uma redução populacional global. 

Globalistas como Bill Gates, por exemplo, sendo agora o maior financiador da Organização Mundial de saúde (OMS), órgão que faz parte com a Organização das Nações Unidas (ONU), no qual tem nada mais nada menos, guiado os governos sobre o pretexto de "proteção", no qual, na verdade, está guiando nações inteiras a um ponto final obscuro.

De fato, desde que o presidente Trump cortou o financiamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), retirando também os EUA, ela tem estado sobre a mira de fogo, no entanto, para se elevar ao seu auge de "credibilidade" novamente, a OMS procurou uma empresa de relações públicas com a missão de encontrar celebridades influenciadores que podem influenciar seus seguidores sobre o covid-19, dando como crédito a OMS na tentativa de aumentar sua imagem diante o público. Recomendado: Alerta vermelho: Passaporte de imunidade COVI-PASS para controle em massa prestes à ser lançado

Em 1º de maio, a OMS assinou um contrato de US $ 135.000 com a Hill + Knowlton Strategies (uma empresa global de consultoria em relações públicas dos EUA), para procurar “influenciadores que possam ser eficazes em convencer os céticos de que a OMS e as Nações Unidas em geral ainda são relevantes e confiáveis.

De acordo com documentos recentemente arquivados pelo Departamento de Justiça dos EUA, a OMS está buscando especificamente celebridades com mais de um milhão de seguidores nas mídias sociais, pois esses tipos de influenciadores terão maior alcance, principalmente entre os jovens. Tudo tem como parte a tentativa de combater a publicidade negativa. 

"Houve críticas e afirmações contra a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a cobertura da mídia que poderiam prejudicar a OMS como fonte de informação crítica e confiável sobre questões globais de saúde pública", escreveu a empresa de Relações Públicas em comunicado.

Ele acrescentou que o objetivo é “garantir que haja confiança no conselho da OMS e que a 
orientação na saúde pública seja seguida” em termos de como as pessoas respondem ao coronavírus Wuhan (COVID-19) pandêmico.

Além de procurar influenciadores fortemente seguidos, a Hill + Knowlton também está interessada em identificar os chamados "microinfluenciadores" com pequenos e mais nichos, seguidores, bem como "especialistas em saúde" que possam aparecer em programas de notícias para agir como “Autoridades” sobre o assunto.

Os documentos obtidos pelo Departamento de Justiça sugerem que o trabalho Relações Públicas dos EUA estava programado para o dia 15 de junho, com a possibilidade de futuras consultas - ou seja, se houver mais celebridades creditando as orientações da OMS ao vírus pandêmico.

A OMS já tem uma série de marionetes aliados de celebridades, alguns dos quais participaram de um concerto beneficente em abril para arrecadar dinheiro para a organização e para suposto combate ao coronavírus em todo o mundo. O evento de propaganda chamado de “Um mundo juntos em casa” - Entre as estrelas que participaram do concerto virtual estão Lady Gaga, Taylor Swift, Elton John e os comediantes Jimmy Fallon, Jimmy Kimmel e Stephen Colbert.

Obviamente, tudo isso reflete mal na OMS, sem mencionar o fato de que ela perdeu uma parte considerável de sua receita operacional anual. Consequentemente, a OMS está buscando o máximo possível para transmitir sua mensagem, inclusive continuando a pagar muito dinheiro aos bonecos de celebridades para vomitar propaganda pandêmica sem fim.

“Quem em Hollywood está à venda? Todos eles!" escreveu um comentarista do Breitbart News . "

"O que é particularmente irritante é ver o dinheiro dos contribuintes dos EUA canalizado para a OMS, que então contrata personalidades de Hollywood com o nosso dinheiro para a BS!" escreveu outro, reconhecendo o fato de que os contribuintes americanos entregam há décadas seu próprio dinheiro suado ao governo para serem propagandeados contra seus próprios interesses.

Fontes:
Continue lendo após a publicidade

Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Compartilhar

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram