Estudos confirmam que vitamina D combate todas as formas de câncer

A vitamina D é uma das formas mais eficazes e naturais de proteção contra o câncer, de acordo com um novo estudo.

Estudos confirmam que vitamina D combate todas as formas de câncer

Um estudo recente oficial revelou que a vitamina D é uma das formas mais eficazes e naturais de proteção contra o câncer. O renomado Dr. Mercola enfatiza a importância da exposição solar moderada diária, pois isso ajuda a otimizar os níveis de vitamina D de forma natural. 

Baixos níveis de vitamina D estão associados a um aumento do risco de câncer, enquanto a vitamina D pode interagir com o receptor de vitamina D (VDR) nas células, desencadeando uma série de sinais que afetam seu crescimento, desenvolvimento e sobrevivência.

A vitamina D atua como um freio no processo de crescimento celular em vários tecidos do corpo, controlando a velocidade de multiplicação das células. Isso é crucial no contexto do câncer, onde o crescimento celular descontrolado é uma característica proeminente da doença.(Relacionado: Importância da Vitamina D para o Organismo e Saiba Quais os Sintomas de Deficiência
)

Além disso, estudos em animais mostraram que a vitamina D pode retardar algumas alterações relacionadas à idade, ativando a via do receptor de vitamina D, que envolve a molécula Nrf2. Esta molécula desempenha um papel fundamental na proteção contra o estresse oxidativo e danos ao DNA, ambos associados ao desenvolvimento do câncer.

A Vitamina D Reduz a Mortalidade por Câncer


Globalmente, o câncer é a segunda principal causa de morte, ficando atrás apenas das doenças cardiovasculares. Surpreendentemente, a prevalência global de deficiência e insuficiência de vitamina D é alta, variando de 40% a 100%. Estudos demonstraram que aumentar os níveis de vitamina D pode reduzir as mortes por câncer, mas as autoridades de saúde raramente recomendam a otimização dos níveis para esse fim.

Uma pesquisa destacou que atingir um nível sérico mínimo de vitamina D de 40 ng/mL pode reduzir o risco de câncer em 67%, em comparação com níveis inferiores a 20 ng/mL. Além disso, uma revisão sistemática e meta-análise constatou que a suplementação de vitamina D3 reduziu a mortalidade por câncer em 6%. Esse efeito foi ainda mais significativo em estudos que envolveram a ingestão diária de vitamina D.

Impacto da Vitamina D Contra o Câncer


A vitamina D tem efeitos anticâncer contra vários tipos da doença, atuando em diferentes estágios do desenvolvimento e progressão do câncer. Ela pode impedir a iniciação, crescimento e disseminação das células cancerosas, além de inibir a metástase, que é responsável por muitas mortes relacionadas ao câncer.

Além disso, a vitamina D ajuda a prevenir a formação e o crescimento de tumores, induzindo a morte celular, bloqueando a progressão do ciclo celular e inibindo vias que promovem o crescimento tumoral.

Uma mini revisão sobre o impacto da vitamina D no câncer, publicada no The Journal of Steroid Biochemistry and Molecular Biology, apontou que, embora a vitamina D seja amplamente reconhecida por seu papel essencial na regulação do equilíbrio de minerais no corpo, uma deficiência tem sido associada ao aparecimento e progressão de vários tipos de câncer. A vitamina D tem como alvo o câncer de várias maneiras, incluindo:

  • Efeitos anticancerígenos, o que significa que visa diferentes estágios de desenvolvimento e progressão do câncer, incluindo a iniciação, crescimento e disseminação de células cancerosas.
  • Efeitos antimetastáticos, que se refere à capacidade de impedir que as células cancerosas se espalhem do local original do tumor para outras partes do corpo. Uma vez que a metástase é frequentemente responsável pelos resultados fatais dos cancros, prevenir a propagação pode melhorar significativamente as taxas de sobrevivência.
  • Antitumorigênico, ou seja, a vitamina D ajuda a prevenir a formação de tumores ou o crescimento de tumores. Isso pode envolver mecanismos como induzir a morte celular em células cancerosas, bloquear a progressão do ciclo celular ou inibir vias que alimentam o crescimento tumoral.

A revisão destacou o papel da vitamina D contra os seguintes cânceres:

SeioPróstataBexiga
CólonGlioblastomaMelanoma
Carcinoma de células escamosasOvarianoMieloma múltiplo
OsteossarcomaCabeça e pescoço

Em termos de câncer de mama, a principal causa de morte para mulheres em todo o mundo, a deficiência de vitamina D é comum entre as pacientes, e aquelas que são deficientes são mais propensas a ter subtipos de câncer de mama mais agressivos e mais difíceis de tratar, como tumores de maior grau e negativos para o receptor de estrogênio.

Em resumo, a vitamina D emerge como uma poderosa aliada na prevenção do câncer. No entanto, é essencial garantir níveis adequados dessa vitamina por meio da exposição solar moderada, suplementação, quando necessário, e uma dieta balanceada. Se possível, consulte sempre um profissional de saúde para orientação personalizada sobre suas necessidades de vitamina D e estratégias de prevenção do câncer.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Sugestão de suplemento

Postar um comentário

0 Comentários

Fechar Menu