Aumento do ICMS para compras até US$ 50: Impactos para a população mais pobre

Shein alerta que aumento do ICMS para compras até US$ 50 prejudicará os mais pobres; veja

Aumento do ICMS para compras até US$ 50: Impactos para a população mais pobre

Recentemente, a Shein, uma das maiores empresas de comércio eletrônico do mundo, emitiu um alerta sobre os possíveis impactos negativos que o aumento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) para compras até US$ 50 
(cerca de R$ 245) poderá causar, especialmente para a população mais pobre. 

Segundo a empresa, essa medida terá consequências significativas que afetarão diretamente o acesso da população de baixa renda a bens essenciais e produtos não disponíveis no Brasil.

Aumento da carga tributária


Uma das preocupações levantadas pela Shein é o aumento da alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) 
, que representará um aumento de 50% na carga tributária desses produtos. Isso significa que os consumidores enfrentarão preços mais altos, tornando difícil ou até impossível para muitos adquirirem produtos essenciais. 

Além disso, o aumento dos tributos pode levar a um aumento da ilegalidade e à diminuição da concorrência no mercado, prejudicando ainda mais os consumidores.

Impacto nos preços


Com o aumento dos tributos, espera-se que os preços médios dos produtos também aumentem significativamente. Atualmente, a alíquota do ICMS é de 17%, o que já representa um custo tributário efetivo de quase 21%. 

Se essa alíquota subir para os 25% propostos, o custo tributário poderá chegar a quase 34%. Esse aumento nos preços impactará diretamente o poder de compra da população de baixa renda, tornando os produtos mais inacessíveis.

Busca por uma solução equilibrada


Diante dessas preocupações, a Shein se posicionou prontamente, afirmando estar à disposição para fornecer dados e informações que contribuam para encontrar uma solução justa e equilibrada. 

A Chefe de relações governamentais da empresa, Anna Beatriz Lima, destacou a importância de buscar alternativas que não onerem os consumidores, garantindo que o acesso a produtos essenciais não seja prejudicado.

Em resumo, o aumento do ICMS para compras até US$ 50 pode ter impactos significativos para a população mais pobre, dificultando ainda mais o acesso a bens essenciais e não disponíveis no Brasil. 

É fundamental que as autoridades considerem essas preocupações e busquem soluções que não sobrecarreguem os consumidores, garantindo o acesso justo a produtos básicos para todos.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Sugestão de suplemento

Postar um comentário

0 Comentários

Fechar Menu