Papa Francisco condena recusa à vacina Covid contaminada pelo aborto de "ato quase suicida de negação"

O papa Francisco voltou a elogiar as vacinas contra a Covid, reeditando sua condenação àqueles que se recusaram a tomar a vacina.

Coletividade EvolutivaCoronavírusPapa Francisco condena recusa à vacina Covid contaminada pelo aborto de "ato quase suicida de negação"

Papa Francisco condena recusa à vacina Covid contaminada pelo aborto de "ato quase suicida de negação"

O Papa Francisco emitiu recentemente uma forte condenação aos críticos das injeções de COVID-19 contaminadas por aborto, afirmando que a oposição às vacinas o "angustiou" e descrevendo-a como "um ato quase suicida de negação". Essas recentes declarações foram feitas como parte de suas memórias recém-lançadas, durante uma série de entrevistas conduzidas pelo jornalista Fabio Marchese Ragona.

O líder da Igreja Católica repreendeu aqueles que optaram por não se vacinar ou que expressaram publicamente sua oposição às vacinas, destacando que a decisão de se vacinar é uma escolha ética, mas expressando preocupação com aqueles que se opõem à administração das doses.

Francisco também fez uma condenação indireta ao cardeal Raymond Burke, que se opôs fortemente às injeções e, posteriormente, foi hospitalizado com COVID-19 e sérios problemas de saúde. Ele mencionou a existência de alguns opositores às vacinas entre os bispos, observando que alguns deles chegaram perto da morte após contrair o vírus.

Além disso, o Papa abordou os lockdowns relacionados à COVID-19, descrevendo-os como um "cenário sombrio" que começou a mudar com a chegada das primeiras vacinas. No entanto, ele não mencionou os diversos efeitos colaterais associados às vacinas COVID-19, como aumentos em doenças cardíacas, cerebrais e sanguíneas, entre outros problemas.

Francisco defendeu a vacinação como um ato de amor e uma obrigação moral, incentivando todos a receberem as doses. Ele revelou que foi um dos primeiros a receber as injeções contaminadas por aborto, juntamente com o Papa Bento XVI, e expressou satisfação por não ter contraído o vírus após ser vacinado.

O Papa também mencionou a iniciativa de oferecer vacinas COVID-19 para os financeiramente necessitados, incluindo indivíduos transgênero, no Vaticano. Essa ação foi tomada em parceria com o esmoleiro papal, cardeal Konrad Krajewski.

É importante destacar que as vacinas COVID-19, incluindo aquelas fornecidas pela Pfizer, são produzidas a partir de linhagens celulares de fetos abortados, o que levanta questões éticas para alguns críticos, incluindo o cardeal Burke. No entanto, o Papa Francisco se reuniu secretamente com o CEO da Pfizer, Francis Bourla, e defendeu publicamente as vacinas.

Embora o Papa tenha elogiado a eficácia das vacinas na prevenção da COVID-19, críticos levantaram preocupações sobre os efeitos colaterais graves associados às doses, incluindo milhares de mortes relatadas em todo o mundo. Estudos e profissionais de saúde importantes também questionaram a segurança das vacinas.

Em resumo, o posicionamento do Papa Francisco em relação às vacinas COVID-19 continua a gerar debates e controvérsias, especialmente no que diz respeito às questões éticas e aos riscos associados às doses contaminadas por aborto. Fonte: Life SiteNews
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Siga-nos: | | e | Nos Apoie: Doar

OBTENHA aqui o Extrato de Própolis Verde com essa combinação: Vitamina B, E, C, D3, A, Selênio e Zinco. Aumente suas defesas naturais! Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui. Fortalece o sistema imunológico, Poderosa ação antioxidante (antienvelhecimento), Atua contra o processo de inflamação do organismo - anti-inflamatório, Combate problemas de saúde ocasionados nas vias respiratórias e Tem poderosa ação antifúngica, antibiótica, acelerando a cicatrização
Fechar Menu
Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco, Imunidade e Proteção, Fortalvit, 60 Cápsulas

VER

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR