Esta planta pode ser a resposta da natureza para a recuperação do AVC

Este antigo remédio natural, reverenciado por civilizações e tribos indígenas, surge como um candidato promissor para auxiliar na recuperação pós-AVC.


Esta planta poderia ser a resposta da natureza para a recuperação do AVC

Um estudo preliminar apresentado na renomada Conferência Internacional de AVC de 2024 lança luz sobre o notável potencial de uma planta mergulhada em séculos de sabedoria tradicional: o ginkgo biloba. Este antigo remédio natural, reverenciado por civilizações e tribos indígenas, surge como um candidato promissor para auxiliar na recuperação pós-AVC.

O ginkgo biloba é uma planta medicinal que já bem conhecida para melhorar a concentração, ajudar a evitar a perda de memória, combater a ansiedade e a depressão, promover a saúde do coração, melhorar o fluxo sanguíneo e aumentar a libido.

Essa planta possui flavonoides e terpenoides, que são componentes que possuem grande ação anti-inflamatória e antioxidante, garantindo os benefícios. Sugestão: Você pode encontrar o suplemento de Ginkgo biloba aqui: Ginkgo Biloba - 100% PURO - em forma de capsulas. - Acesse aqui - Idealmente, os suplementos de Ginkgo biloba devem ser ingeridos junto com a refeição, para facilitar sua absorção.

O estudo enfatiza como o extrato de ginkgo biloba pode acelerar a recuperação do cérebro nas primeiras semanas após um acidente vascular cerebral. Essa descoberta representa uma esperança significativa para aqueles que buscam recuperar sua saúde após esse evento devastador.

Especificamente, pacientes com AVC isquêmico, resultante de coágulos sanguíneos, experimentaram melhorias notáveis na funcionalidade cognitiva nas primeiras semanas de recuperação ao receberem injeções intravenosas de ginkgo biloba. 

O estudo envolveu 3.163 pessoas que sofreram derrames leves a moderados, sendo que metade recebeu injeções de ginkgo biloba e a outra metade, um placebo.

Os resultados revelaram melhorias significativas na funcionalidade cognitiva entre aqueles que receberam o extrato de ginkgo biloba nas primeiras duas semanas após o AVC.  
A análise foi realizada por meio do teste de Avaliação Cognitiva de Montreal, e os participantes mostraram uma notável melhoria mental nesse período crítico de recuperação.

A Importância do Extrato de Ginkgo Biloba nas Práticas Médicas


A pesquisa destaca o papel crucial de remédios antigos, especialmente extratos de plantas, nas práticas médicas ocidentais. O ginkgo biloba, proveniente de uma das árvores mais antigas da Ásia, é venerado pelos médicos chineses por seu potencial terapêutico. No entanto, no hemisfério ocidental, muitas vezes é subestimado como um suplemento "nova era".

O estudo reforça que outros remédios naturais, como cúrcuma, gengibre, alho e equinácea, também têm propriedades benéficas frequentemente ignoradas pela medicina ocidental. Essas descobertas ressaltam a influência da indústria farmacêutica e a necessidade crescente de abraçar alternativas mais seguras e eficazes para a saúde.

Integrando Ginkgo Biloba para Melhorar a Cognição


Para aqueles que buscam melhorar a cognição ou estão em processo de recuperação pós-AVC, incorporar o ginkgo biloba na rotina diária pode ser uma escolha sábia. Além dos benefícios para a função cognitiva, a planta fortalece a saúde do coração, regula a pressão arterial, melhora a saúde ocular e alivia a ansiedade.

Disponível em diversas formas de suplemento, como comprimidos, pós e óleos essenciais, o ginkgo biloba é frequentemente consumido em forma de pílulas com água. No entanto, é crucial ter cautela com as sementes, que podem representar riscos quando ingeridas cruas.

Antes de iniciar qualquer nova rotina de suplemento, é aconselhável buscar orientação personalizada de um médico holístico ou profissional de saúde. A pesquisa continua a destacar a importância de explorar alternativas naturais para promover a saúde e a recuperação.

Embora seja uma planta bastante segura, o Ginkgo biloba não deve ser usado em crianças com menos de 12 anos, grávidas, mulheres a amamentar, assim como em pacientes com elevado risco de hemorragia ou com alguma hemorragia ativa.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.