Coletividade Evolutiva , 1,6 milhão de efeitos colaterais, 36.500 mortes: vacinas Covid continuam sendo os "medicamentos" mais perigosos nos EUA e no mundo , Coronavírus , Covid-19 , Vacina , Vacinação ,

1,6 milhão de efeitos colaterais, 36.500 mortes: vacinas Covid continuam sendo os "medicamentos" mais perigosos nos EUA e no mundo

Senador Ron Johnson comparou os dados oficiais sobre efeitos colaterais de vários medicamentos e as vacinas contra a Covid


Captura de tela via https://www.youtube.com/watch?v=CNkWEcctCpc
Captura de tela via https://www.youtube.com/watch?v=CNkWEcctCpc

Em uma audiência na segunda-feira, o senador Ron Johnson comparou os dados oficiais sobre efeitos colaterais de vários medicamentos e as vacinas contra a Covid – com resultados devastadores. Em janeiro de 2022, o senador americano Ron Johnson causou polêmica em seu "Segundo Painel de Opinião" com a seguinte tabela. 

O senador Ron Johnson assim como muitos cientistas e médicos de renome que sofreram perseguição do estabelecimento corrupto por expor os perigos da vacinação, já teve sua conta no YouTube temporariamente suspensa por expor dados reais e divulgar triamentos alternativos [como ivermectina e hidroxicloroquina para Covid] à vacinação Covid perigosa. No entanto, suas opiniões baseada em dados são reais:

Ele compara os efeitos colaterais e mortes relatados, bem como as mortes por ano de ivermectina, hidroxicloroquina (ambos medicamentos que foram rotulados como massivamente inseguros e perigosos quando usados contra a Covid-19), a vacina da gripe, dexametasona ("cortisona"), Tylenol (paracetamol), remdesivir (um medicamento contra a Covid) e vacinas contra a Covid.

MedicamentoEfeitos colateraisMortesÓbitos / ano
1.1.1996-30.09.2021:
Ivermectina3.75639315
Hidroxicloroquina23.3551.77069
Vacinas contra a gripe197.8162.00177
Dexametasona83.59915.910618
Tylenol112.24426.3561.024
Desde 2020:
Remdesivir6.5041.612921
em 13 meses:
Vacinas Covid1.053.83022.19320.175
Dados de reações adversas do FDA vs. CDC – Enviados em janeiro de 2022


Essas comparações causaram indignação entre o establishment. A massa de problemas de saúde relatados após a administração das vacinas Covid foi descartada: em vez de reconhecer a extrema subnotificação de reações adversas em bancos de dados passivos de efeitos colaterais, alegou-se que a vacinação não era responsável pelas doenças e distúrbios relatados.

É claro que o mesmo raciocínio também poderia ser aplicado ao paracetamol e afins. No entanto, foi repetidamente alegado que a ivermectina, para a qual quase nenhum relatório tinha sido recebido desde 1996, era um vermífugo de cavalo perigoso e que o risco de efeitos colaterais graves era maior com comprimidos para dor de cabeça do que com a vacina Corona (até a Bundeswehr alemã espalha isso - e isso ainda é o caso hoje!).

Os dados de relatórios sobre Tylenol claramente refutam isso. A Big Tech fez um esforço diligente para censurar a planilha de Johnson em plataformas como Facebook e YouTube, mas bancos de dados como o VAERS são públicos, então comparações semelhantes e atualizadas foram publicadas repetidamente.

Como parte da audiência "Lesões causadas por vacinas COVID-19", Johnson agora apresentou uma tabela atualizada:

MedicamentoEfeitos colateraisMortesÓbitos / ano
1.1.1996-27.10.2023:
Ivermectina4.26543616
Hidroxicloroquina28.8232.33785
Vacinas contra a gripe220.3462.33787
Dexametasona110.18519.599713
Tylenol136.07930.6341.114
em 39 meses:
Remdesivir9.2902.240770
em 34 meses:
Vacinas Covid1.605.76436.50113.036
Dados de reações adversas do FDA vs. CDC – Enviados em novembro de 2023


Embora a diminuição da disposição para vacinar e o uso menos frequente de remdesivir tenham reduzido o número de mortes por ano para esses supostos "divisores de águas", seu perfil de segurança permanece catastrófico em comparação.

Mesmo as pessoas que realmente ficaram gravemente doentes com Covid poderiam presumivelmente ter sido ajudadas mais livres de riscos com medicamentos com menos efeitos colaterais. Um efeito significativo da vacina, por outro lado, ainda não foi comprovado - as vítimas da vacinação provavelmente morreram completamente em vão por causa delas.

Embora a disposição da população de ser vacinada tenda agora a zero, não está claro até que ponto os preparativos experimentais levam a consequentes danos à saúde.

É duvidoso que efeitos colaterais que só se tornam aparentes muito tempo após a última vacinação ainda sejam declarados e relatados como tal.

Os médicos ainda hesitam em considerar a vacinação como uma causa de doença: nos últimos anos, as críticas à vacinação se transformaram em um dos maiores crimes possíveis para o estabelecimento – por mais justificada que seja. O número de efeitos colaterais e mortes não relatados pode ser correspondentemente enorme. Referência: Report:24

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR