Coletividade Evolutiva , Mídia corporativa alardeia apoio do Papa Francisco ao casamento entre pessoas do mesmo sexo , Mundo , Notícias alternativas , Sociedade ,

Mídia corporativa alardeia apoio do Papa Francisco ao casamento entre pessoas do mesmo sexo

O pontífice realizou uma reunião com bispos católicos sobre o futuro da Igreja Católica no último dia 4 de outubro.


Mídia corporativa alardeia apoio do Papa Francisco ao casamento entre pessoas do mesmo sexo

Dois meios de comunicação tradicionais internacionais exaltaram a expressão de apoio do papa Francisco ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, o que se alinha com a agenda globalista que ele está impulsionando.

O pontífice realizou uma reunião com bispos católicos sobre o futuro da Igreja Católica no último dia 4 de outubro. Entre as propostas estava "não atrapalhar as bênçãos das uniões homoafetivas na igreja" – algo que se opõe diretamente aos seus ensinamentos. O parágrafo 1614 do Catecismo da Igreja Católica menciona o casamento como "a união do homem e da mulher" – não mulher e mulher, ou homem e homem.

De acordo com o New York Post, as declarações do papa vieram como uma resposta a cinco cardeais conservadores que escreveram uma carta desafiando-o a afirmar certos ensinamentos da Igreja. Alguns dos ensinamentos que os cardeais trouxeram incluem a comunidade LGBT, a ordenação de mulheres e a autoridade papal.

Mas dois veículos de MSM nos EUA – ABC e CBS – chegaram a elogiar a heresia promovida pelo papa Francisco e até promoveram acriticamente a ideia de permitir o "casamento entre pessoas do mesmo sexo" na igreja. Tal ideia defendida pelas redes de notícias de esquerda equivaleria à profanação da maior religião do mundo.

David Muir, âncora do programa "World News Tonight", da ABC, fez uma reportagem sobre o que aconteceu no Vaticano durante uma transmissão no mesmo dia da reunião.

"Enquanto isso, no Vaticano, o papa Francisco está sinalizando mudança quando se trata de casais do mesmo sexo em um encontro para discutir o futuro da Igreja Católica. O papa Francisco está deixando claro que não impediria as bênçãos das uniões entre pessoas do mesmo sexo na Igreja – o pontífice enfatizou que "todos são bem-vindos na Igreja". 

A CBS foi além ao promover a heresia


Enquanto a ABC simplesmente noticiou a notícia imediatamente, a CBS foi além ao racionalizar a ideia herética do casamento entre pessoas do mesmo sexo. O pontífice argentino nascido Jorge Mario Bergoglio já expressou sua aceitação da homossexualidade, que também é impulsionada pelos senhores globalistas com quem ele costuma se misturar.

"O Papa Francisco abriu um importante encontro de bispos católicos (...) sobre o futuro da igreja", relatou Norah O'Donnell, âncora do "CBS Evening News" na rede CBS. "Entre os temas polêmicos, se os padres podem se casar, as mulheres podem se tornar diáconas e se os padres podem abençoar os casamentos entre pessoas do mesmo sexo."

Ela então entregou o segmento ao correspondente da CBS Chris Livesay, que relatou a reunião de Roma. Ele disse que o pontífice redigiu uma carta em resposta aos cinco cardeais, acrescentando que essa correspondência "abre a porta para os padres abençoarem as uniões entre pessoas do mesmo sexo".

"Não podemos ser juízes que apenas negam, rejeitam e excluem", declarou o pontífice. "Neste verão, o papa Francisco chamou alguns de seus críticos conservadores nos EUA de retrógrados."

Livesay então provocou um vaivém entre dois indivíduos em lados opostos da discussão. Ele entrevistou Jamie Manson, lésbica e presidente do grupo Catholic for Choice. O advogado cônego padre Gerald Murray, um padre conservador que vem de Manhattan, também foi entrevistado.

O correspondente da CBS descreveu Manson como uma "ativista dos direitos das mulheres e católica devota". De acordo com o Livesay, as declarações do papa Francisco "abrem a tenda da igreja para casais LGBT, como [Manson] e seu parceiro de quatro anos".

"Como pessoas queer, queremos acreditar que Deus abençoa nosso amor", disse ela ao Livesay. "Afirmar e abraçar a todos só fortalece a igreja. É uma minoria muito pequena de católicos que se opõe às uniões entre pessoas do mesmo sexo."

"É o que eles desejam, mas não é", comentou Murray. "Para o papa dizer que padres e bispos podem encontrar uma maneira de fazer isso, é errado. Ele não deveria fazer isso."

O advogado canônico também fez referência aos comentários de Manson sobre a tenda ser aberta para casais LGBT, que Livesay trouxe à tona em sua pergunta. "O dano é que contradiz o ensino católico", disse Murray.

Relato em GayMafia.news 

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR