Coletividade Evolutiva , BRICS em EXPANSÃO da sua agenda: seremos controlados por moeda digital única global/organização? , Brasil , Ciência , Governo , Ivermectina , Mundo , Sociedade , Sociedade e governo ,

BRICS em EXPANSÃO da sua agenda: seremos controlados por moeda digital única global/organização?

O Brics, aliança econômica "alternativa" criada para desafiar o Fundo Monetário Internacional (FMI), está se expandindo. Redefinição global do WEF?


BRICS em EXPANSÃO da sua agenda: seremos controlados por moeda digital única global/organização?

O Brics, aliança econômica "alternativa" criada para desafiar o Fundo Monetário Internacional (FMI), está se expandindo. Uma vez que se torne forte o suficiente, pode muito bem derrubar o status do dólar dos Estados Unidos como a moeda mais proeminente do mundo. BRICS é um agrupamento de países de mercado emergente em relação ao seu desenvolvimento econômico. Trata-se de um acrônimo da língua inglesa que é geralmente traduzido como "os BRICS" ou "países BRICS…

A organização, formada por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, deve anunciar em algum momento deste ano se admitirá novos membros. Espera-se também que os atuais membros do grupo formulem critérios adequados que essas nações em potencial teriam que cumprir para aderir.

Dezenove nações manifestaram interesse em se juntar ao grupo de nações do Brics. O bloco de mercados emergentes e economias em desenvolvimento formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul se reunirá na Cidade do Cabo de 2 a 3 de junho para discutir seu possível alargamento.

"O que será discutido é a expansão dos Brics e as modalidades de como isso acontecerá", disse o embaixador sul-africano nos Brics, Anil Sookkal, em entrevista à Bloomberg. "Treze países pediram formalmente para aderir e outros seis pediram informalmente. Estamos recebendo inscrições para participar todos os dias".

Sooklal se recusou a identificar todas as nações que solicitaram formal ou informalmente a adesão ao Brics. Mas entrevistas anteriores com Sooklal e com outras autoridades do Brics sugerem que os interessados incluem Arábia Saudita e Irã, que pediram formalmente para se juntar em fevereiro.

Outros países que manifestaram interesse em aderir incluem Argélia, Argentina, Bahrein, Egito, Indonésia, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e três nações da África – duas da África Oriental e uma da África Ocidental – que permanecem não identificadas.

No início deste ano, o Brics fez saber que está aberto a novos membros depois que a China iniciou no ano passado uma discussão sobre uma possível expansão.

"O interesse significativo em se juntar aos BRICS por muitos é um sinal claro de que os Brics permaneceram fiéis aos seus valores de fortalecer o multilateralismo, impulsionar reformas, bem como impulsionar o crescimento econômico global e a estabilidade", disse a ministra sul-africana de Relações Internacionais, Naledi Pandor.

A expansão do Brics exigirá negociações significativas entre os cinco atuais Estados-membros, que estão preocupados com a "influência diluída" pela adição de novos membros. Essas preocupações incluem a possibilidade de admitir muitos membros que são muito amigáveis com Pequim, por exemplo, o que poderia aumentar significativamente o próprio poder da China sobre os outros Estados-membros originais.

Expansão dos BRICS trará nova moeda que desafiará o dólar - provavelmente uma moeda única digital - global


O anúncio sobre uma possível nova adesão ocorreu no momento em que o vice-presidente da Duma russa Alexander Babakov revelou que os Brics estão trabalhando no desenvolvimento de uma "nova moeda" que pode ser revelada na próxima cúpula da organização, em junho.

Os países membros do Brics representam mais de 40% da população global, um quarto do PIB global e, até 2028, representarão 35% da economia global, em comparação com pouco menos de 28% para as nações do G7. Os BRICS já estão em pé de igualdade com o G7 em termos de contribuições para o crescimento econômico global desde pelo menos 2020.

A revelação de uma nova moeda em todo o bloco pode atrair ainda mais nações a se juntarem ao bloco em um momento em que mais e mais governos estão se afastando de depender demais do dólar dos Estados Unidos devido ao potencial de desestabilizar economias dolarizadas, seja por meio do Federal Reserve elevando as taxas de juros ou pelo armamento americano do dólar por meio de sanções internacionais.

Além de uma nova moeda, os Brics discutirão "pontos quentes" internacionais durante sua cúpula. Entre eles, o Sudão, onde um conflito eclodiu no mês passado e um cessar-fogo temporário foi declarado. Os Brics também podem usar a cúpula e sua potencial expansão para buscar alianças e garantir seus interesses estratégicos, especialmente em meio ao crescente racha entre os EUA e o Ocidente com os Brics sobre a operação militar especial russa na Ucrânia.

Considerações - sobre a agenda Brics disfarçada


De fato, podemos ver claramente que as intenções do falso presidente Lula e seus subordinados, é seguir a agenda do Fórum Econômico Mundial, uma agenda tecnocrática de governança global/ globalistas/ Elitistas, seja governo único, moeda única, vigilância total, controle e uma só religião. 

Em outras palavras, uma Nova Ordem Mundial em todos os sentidos. A Nova Ordem Mundial foi renomeada pelo Fórum Econômico Mundial para o que eles chamam do (Great Reset) Grande Reset Global/ ou Grande Reinicialização/ Redefinição: ou seja, destruir, colapsar países para justificar uma Redefinição/ solução disfarçada de "maravilhosa" que, na verdade, será a tomada de poder e controle absoluto sobre tudo e todos.

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR