Coletividade Evolutiva , Epidemia Catastrófica: Bill Gates e a OMS realizam novo exercício plandêmico que ameaça crianças e jovens , Ciência , Coronavírus , Ivermectina , Pandemias , saúde ,

Epidemia Catastrófica: Bill Gates e a OMS realizam novo exercício plandêmico que ameaça crianças e jovens

O cenário: Uma doença perigosa, que afeta principalmente crianças e jovens, está se espalhando pelo mundo


Bill Gates e a OMS realizam um novo exercício plandêmico que ameaça crianças e jovens

Sob o nome ameaçador de "Catastrophic Contagion" (contágio catastrófico), o próximo jogo de simulação de uma pandemia mortal de Bill Gates, da OMS e de vários capangas ocorreu no final de outubro. O cenário: Uma doença perigosa, que afeta principalmente crianças e jovens, está se espalhando pelo mundo - as decisões políticas devem ser tomadas rapidamente.

Segundo o ex-vice-presidente da Pfizer, Mike Yeadon, a ideia de tal pandemia é completamente sem sentido e, portanto, o jogo de simulação está muito distante da realidade. No entanto, ele vê esse exercício como um forte indício de intenções preocupantes.
 

De fato, quando esses bilionários malignos estão criando um senário fictício, é porque certamente eles mesmos estão preparando um palco de acontecimentos na vida real. Lembre-se do Evento 201, uma simulação de (pandemia de vírus respiratório) global,  realizado em Nova York em 2019, 5 meses antes da pandemia fraudada acontecer na vida real que consistiu em matar mais pessoas por meios de vacinas mortais do que um suposto vírus viajante, que coincidência não?.

O site do Center for Health Security descreve o recente exercício plandêmico da seguinte forma:

O Johns Hopkins Center for Health Security, em parceria com a OMS e a Fundação Bill & Melinda Gates, apresentou o Contágio Catastrófico na Reunião Anual dos Grandes Desafios em Bruxelas, Bélgica, em 23 de outubro de 2022por, um exercício de mesa pandêmico. O painel extraordinário de participantes consistiu em 10 atuais e ex-ministros da saúde e altos funcionários da saúde do Senegal, Ruanda, Nigéria, Angola, Libéria, Cingapura, Índia, Alemanha e Bill Gates, co-presidente da Fundação Bill & Melinda Gates. 
O exercício simulou uma série de reuniões do Conselho Consultivo de Saúde de Emergência da OMS, lidando com uma pandemia hipotética definida em um futuro próximo. Os participantes exploraram como responder a uma epidemia em uma parte do mundo, que se espalhou rapidamente e se tornou uma pandemia com uma taxa de mortalidade mais alta que a COVID-19 e afetou crianças e jovens de maneira desproporcional. Os participantes foram desafiados a tomar decisões políticas urgentes com informações limitadas em face da incerteza. Cada questão e decisão tinha sérias implicações sanitárias, econômicas e sociais.fonte

Bill Gates foi representado pessoalmente. Johanna Hanefeld , que dirige o Centro de Proteção Internacional da Saúde e, portanto, também é responsável pela coordenação do trabalho internacional do Instituto Robert Koch, participou da Alemanha.

Em um comentário no Telegram , o ex-vice-presidente da Pfizer, Michael Yeadon, não estava nada feliz com o “planejamento” renovado de uma falsa pandemia baseada em testes de PCR inconclusivos. Ele há muito questiona a narrativa de uma iminente pandemia respiratória mortal da qual Gates tanto gosta. Ele elabora:

É falso. É imunologicamente impossível ter uma pandemia de doença respiratória grave. Se alguém aceitar o modelo de doença que eles usam, se a pessoa infectada for suscetível, quanto mais grave a doença, mais rápido a pessoa infectada se tornará sintomática. Só então a pessoa pode transmitir para outra pessoa suscetível, mas até lá ela está doente e em casa. Sem contato com outras pessoas. cadeia acabou. O valor R cai em nada.fonte

Para ele, nunca houve uma pandemia de uma doença respiratória grave:

Covid foi falsificado na pior das hipóteses (minha opinião, apoiada pela epidemiologia das mortes) ou pelo menos exagerado. A "Gripe Espanhola" de 1918-19 também foi muito exagerada. O número de mortos foi muito menor do que se afirma hoje. Documentos contemporâneos apenas alguns anos depois nem sequer os mencionam. Não é consistente com 'a pior pandemia desde a Idade Média'.fonte

Além disso, ele disseca o cenário de uma doença que supostamente adoece principalmente os jovens:

Não tenho conhecimento de nenhum patógeno respiratório concebível que adoeça os “jovens” em vez dos idosos frágeis. Claro, existem algumas doenças que são particularmente cruéis para bebês pequenos e crianças frágeis. Os adultos jovens são resistentes como baratas quando se trata de doenças respiratórias. Não acho que os idosos frágeis possam ser poupados e SEMPRE há muito mais idosos frágeis do que pessoas jovens e aptas (imunocompetentes). Todo o cenário é FAKE.fonte

Aviso de más intenções


O ex-vice-presidente da Pfizer não pensa nada naquele que é provavelmente o mais importante investidor farmacêutico, Bill Gates: ele o descreve como uma pessoa completamente má. Portanto, não é surpreendente que Yeadon acuse Gates e seus companheiros de más intenções:

Esses eventos servem a vários propósitos, acredito: sinalizam a seus parceiros pandêmicos fraudulentos que eles farão toda essa charada novamente. Mesmo que o Covid-19 fosse exatamente a narrativa mentirosa, quais são as chances de termos outra antes que a atual "pandemia" desapareça? É tão inacreditável que não entendo porque a massa de não-especialistas não diz: "Espera aí...".fonte

Yeadon argumenta que leu que os assassinos em massa sentem uma certa obrigação de alertar suas vítimas. Além dos Guias da Geórgia e das declarações de Anthony Fauci, ele também considera o “Evento 201” e a longa lista de simulações de pandemia desde o final dos anos 1990 como um aviso – e não menos importante as ameaças de novas pandemias do próprio Gates. “Você não precisa ser um inspetor Morse para considerar esse padrão de comportamento uma forte evidência de intenções muito preocupantes.” Ele conclui: "Não teremos trégua" - eles tentarão novamente. Obviamente não deve haver um retorno à antiga normalidade.

Ele, portanto, se volta para seus seguidores com um pedido:

Por favor: peço-lhe que reconheça sinceramente que suas reações, suas atitudes, o que você diz e faz e, mais importante, o que você não fará determinará o resultado.fonte

Porque, como no caso do Covid-19, é provável que sejam os resistentes a derrubar o castelo de cartas dos aproveitadores quando houver novas tentativas de declarar uma crise de saúde global. Todos devem julgar por si mesmos se o aviso de Yeadon é uma teoria da conspiração. 

De qualquer forma, pode-se esperar que os cidadãos agora se tornem muito menos receptivos ao alarmismo e, portanto, questionem muito criticamente no futuro se as medidas e restrições ditatoriais realmente servem para proteger a população. Referência: Report24

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR