Coletividade Evolutiva , Pandemia da vacina: Vacinados representam a maioria das mortes por "covid" nos EUA , Ciência , Coronavírus , Covid-19 , Ivermectina , Pandemias , Vacina , Vacinação ,

Pandemia da vacina: Vacinados representam a maioria das mortes por "covid" nos EUA

Números de agosto mostram que mais pessoas vacinadas morreram do que as não vacinadas


Pandemia da vacina: Vacinados representam a maioria das mortes por covid nos EUA

Pela primeira vez, a maioria dos americanos morrendo de covid-19 recebeu pelo menos as doses iniciais da vacina. Isso foi o que revelou uma análise feita por Cynthia Cox, vice-presidente da Kaiser Family Foundation, para o boletim Health 202 do The Washington Post.

De acordo com os dados publicados na quarta-feira 23, 58% das mortes por covid em agosto foram de pessoas vacinadas com as doses iniciais ou mesmo com as doses de reforço. Segundo o estudo, trata-se da continuação de uma tendência que surgiu no ano passado.

À medida que as taxas de vacinação aumentaram e novas variantes apareceram, a proporção de mortes de pessoas vacinadas aumentou constantemente. Em setembro de 2021, as pessoas vacinadas representavam apenas 23% das mortes por coronavírus. Em janeiro e fevereiro deste ano, subiu para 42%.

A autora do estudo afirmou que “não podemos mais dizer que esta é uma pandemia dos não vacinados”. (Alertamos: A solução esperada para o Covid-19 pode ser a arma de despovoamento final da humanidade)

Nos Estados Unidos, os órgãos de saúde têm recomendado que as pessoas se mantenham com a vacina em dia, recebendo regularmente as doses de reforço, conforme previsto no calendário oficial. (Revelamos a verdade: A "nova variante" VACINAS COVID: A pandemia de morte induzida)

O consultor de saúde pública da Casa Branca, Anthony Fauci, que deve se aposentar no próximo mês, pediu na quarta-feira 23, em seu provável último comunicado de imprensa, que as pessoas se vacinem. “Para sua própria segurança e de sua família, receba sua vacina covid-19 atualizada assim que for elegível.”.

Cynthia Cox, como muitos especialistas, diz que não está surpresa com a mudança na proporção. Há algumas razões, de acordo com a autora do estudo:

Neste ponto da pandemia, a maioria dos americanos recebeu pelo menos sua série primária de vacinas contra a covid. Portanto, faz sentido que as pessoas vacinadas representem uma parcela maior das mortes.
Indivíduos com maior risco de morrer de infecção por coronavírus, como idosos, também têm maior probabilidade de receber as vacinas.
As vacinas perdem eficiência contra o vírus ao longo do tempo e surgem variantes que são mais capazes de resistir às vacinas.
A subvariante BA.5 ômicron tornou-se dominante em julho e consistentemente foi responsável pela maioria das novas infecções por coronavírus nos Estados Unidos até o início deste mês. A cepa altamente transmissível alimentou uma onda de novas infecções, reinfecções e hospitalizações durante o verão. (Fonte)

Quantas vidas poderiam ter sido salvas se as autoridades e saúde / grande mídia/ imprensa e políticos não tivessem insistido em injetar em sua população? Pode levar décadas até que o verdadeiro número de mortos por injeções de Covid seja conhecido. Uma das repercussões inevitáveis ​​da vacina, de fato, será que ela matará muitos dos propagandistas que afirmaram que ela era segura. Chamamos isso de "karma".

Sem resistência. Sem revolta. Nenhuma "guerra". Apenas bilhões de seres humanos deslizam silenciosamente para a morte, enquanto elogiam o crescente valor de suas vacinações mortais, enquanto tomam seu último suspiro e deslizam para a morte, alheios ao fato de que seus "salvadores" eram na verdade seus executores.

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR