Prof. Sucharit Bhakdi: O uso de "vacinas" de mRNA é um supremo ato de sacrilégio. Deve ser banido para sempre.

Médicos, cientistas, jornalistas independentes, advogados e ativistas se reúnem na maior conferência mundial pela liberdade.




A World Council for Health/ ou ("Conselho Mundial de Saúde") realizado no último fim de semana em Viena, foi uma conferência que reuniu profissionais de todo o mundo. Better Way Conference/ ou ("Conselho para uma Melhor Decisão"), é o evento onde jornalistas, personalidades da mídia independente e especialistas de todo o mundo foram falar livremente sobre os tópicos mais importantes e discutidos dos últimos três anos – no mais absoluto espírito da liberdade de expressão.

O Brasil foi representado pelo Dr. José Nasser, médico e neurocientista Phd – que palestrou no dia 17 de setembro junto a grandes nomes da ciência mundial como: Dr. Geert vanden Bossche, Dr. Ryan Cole, Dra. Jessica Rose, o professor Sucharit Bhakdi e sua esposa, a professora Karina Reis entre outros luminares que estivera desde o início do golpe plandemico alertando.

Algumas coisas que você precisa ver se ainda não viu:

(Veja aqui o que o Dr. José Nasser alertou e agora está tudo acontecendo),
(Veja aqui o que o Dr. Geert alertou desde o início e agora está tudo acontecendo).
(Veja aqui o que o Dr. Ryan Cole alertou desde o início e agora está tudo acontecendo).
(Veja aqui o que o Dr. Sucharit Bhakdi alertou desde o início e agora está tudo acontecendo),

O perigo das "vacinas" de mRNA


Antes de começar leitura abaixo, o que foi ministrado na palestra pelo Dr. Sucharit, vamos dar uma olhada sobre esse proeminente Homem:

Dr. Sucharit Bhakdi nasceu em Washington, DC, e estudou em escolas na Suíça, Egito e Tailândia. Ele estudou medicina na Universidade de Bonn, na Alemanha, onde recebeu seu MD em 1970. Foi pesquisador de pós-doutorado no Instituto Max Planck de Imunobiologia e Epigenética em Freiburg de 1972 a 1976, e no The Protein Laboratory em Copenhague de 1976 a 1977. 

Ingressou no Instituto de Microbiologia Médica da Universidade de Giessen em 1977 e foi nomeado professor associado em 1982. Foi nomeado presidente de Microbiologia Médica da Universidade de Mainz em 1990, onde permaneceu até sua aposentadoria em 2012. Dr. Bhakdi publicou mais de trezentos artigos nas áreas de imunologia, bacteriologia, virologia e parasitologia, pelos quais recebeu vários prêmios e a Ordem do Mérito da Renânia-Palatinado. (Fonte)

Agora sabemos que esse não é qualquer pessoa que estamos vendo alertando...

Sucharit Bhakdi, MD e Karina Reiss, PhD:

Os linfócitos T citotóxicos (CTL) desempenham um papel fundamental no controle de infecções virais. O que essas células reconhecem e qual é a principal consequência do reconhecimento imunológico?

Quando uma célula produz uma proteína, pequenos fragmentos dessa proteína são produzidos como subprodutos que são transportados para a superfície da célula onde podem ser reconhecidos por CTL. Diferentes fragmentos são reconhecidos por diferentes "clones" de linfócitos - como fechaduras e chaves.

A variedade de bloqueios surge aleatoriamente durante o desenvolvimento fetal, de modo que bilhões de linfócitos que reconhecem "não-próprios" (por exemplo, proteínas virais) são gerados junto com aqueles que podem reconhecer "próprios". Os linfócitos auto-reconhecidos são "silenciados" por toda a vida. Mas os linfócitos, reativos contra essencialmente todas as proteínas estranhas, estão presentes e prontos ao nascimento. Quando Corona chega, a equipe anti-corona se levanta para atacar e matar as células que se revelam como "não-eu". Isso interromperá as infecções. Os danos ocorrem de forma limitada, a maioria dos quais pode ser reparada.

Em contraste, as "vacinas" de mRNA estimulam processos autodestrutivos em todo o corpo. Vasos danificados levam a vazamentos no sistema vascular e processos autoimunes no tecido são desencadeados. Os coágulos sanguíneos se formam aleatoriamente em toda a rede vascular. A captação nas células placentárias ameaça o feto. A autodestruição do sistema imunológico leva a uma série de infecções e malignidades.

A necessidade de distinguir entre "eu" e "não-eu" é fundamental para a vida. É dado no nascimento e termina na morte. Esses eventos catastróficos nunca serão evitáveis ​​ou suprimidos. O uso de "vacinas" de mRNA é um supremo ato de sacrilégio. Deve ser banido para sempre. (Fonte)
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.