Bruxismo: Entenda como essa doença pode afetar a sua qualidade de vida

Vida saudável: Bruxismo: Entenda como essa doença pode afetar a sua qualidade de vida... O bruxismo é uma condição que se caracteriza pela ação de ranger os dentes durante os períodos de sono (bruxismo noturno) ou apertá-los em uma mordida

Colaboradores
Compartilhe:


O bruxismo é uma condição que se caracteriza pela ação de ranger os dentes durante os períodos de sono (bruxismo noturno) ou apertá-los em uma mordida estreita enquanto o paciente está acordado (briquismo).

Em ambos os casos essa condição se dá de forma inconsciente e pode estar diretamente atrelada a:

  • Altos níveis de estresse;
  • Transtornos de ansiedade;
  • Fatores hereditários;
  • Disfunções na formação óssea do maxilar;
  • Efeitos colaterais de alguns tipos de medicamentos;
  • Devido a problemas respiratórios.

Além de comprometer a qualidade do repouso, fazendo com que o paciente desperte com sintomas de cansaço e desenvolva uma sonolência intensa durante o dia, o bruxismo também tem consequências sérias nos dentes e em toda a cavidade oral.

Assim, dependendo da intensidade do problema, ele pode ser a causa de lesões nas estruturas dentais naturais e em procedimentos odontológicos, como nas lentes de porcelana. Por isso, é fundamental que essa condição seja tratada adequadamente.

A importância de realizar o tratamento adequado


Justamente por se tratar de uma condição parafuncional, ou seja, um ato completamente inconsciente, o bruxismo costuma ser um problema que dificilmente será identificado pelo próprio paciente.

Por isso, o primeiro diagnóstico é comumente feito por algum conhecido que chama a atenção para o barulho do ranger dos dentes ou por colegas que apontam a tensão facial durante situações de estresse.

No entanto, o parecer formal de um dentista qualificado é fundamental para a realização do tratamento adequado e para o impedimento da evolução do quadro.

Uma vez que, quando os sintomas não são tratados a tempo, o paciente pode acabar desenvolvendo doenças mais sérias, como:

Erosão do esmalte dentário


A força que o paciente aplica nas arcadas dentárias durante as crises de bruxismo fazem com que o esmalte seja desgastado, deixando o dente com uma aparência achatada ou ainda desenvolvendo a sensibilidade dentária.

Aumento na incidência de cáries


O esmalte dental é responsável por realizar a proteção das estruturas internas do dente, como a dentina e a polpa.

Assim, quando essa camada mais dura passa por um processo de erosão mecânica, as bactérias bucais têm uma adesão facilitada aos tecidos sensibilizados.

Desta forma, os pacientes com bruxismo têm uma suscetibilidade maior às placas bacterianas, ao tártaro e a incidência de cáries.

Infecções gengivais


A força aplicada dos dentes também pode ser sentida nos tecidos gengivais, causando a inflamação da região, hemorragia local, desconfortos ao toque, retração gengival permanente e, quando não cuidado a tempo, desenvolvendo periodontias mais sérias.

Por isso, inclusive os pacientes que possuem as facetas dentárias, precisam se atentar para que essa condição e os seus efeitos não causem problemas que possam comprometer toda a integridade dental e o sucesso dos procedimentos odontológicos.

Amolecimento dos dentes


O bruxismo pode ser uma das principais causas do amolecimento dos dentes, da mobilidade dentária e, em casos mais extremos, do edentulismo.

Isso porque, a força aplicada nas raízes dentárias em conjunto com a inflamação das gengivas e dos tecidos ósseos faciais, fazem com que as unidades dentais fiquem sem a estruturação necessária para se manter no local adequado.

Quebra das estruturas


Muitas vezes os pacientes podem acabar notando o advento de fraturas nos dentes, quebras no aparelho ortodontico de porcelana ou rachaduras no esmalte, sem nenhum motivo aparente. Isso também pode ser um dos sintomas do bruxismo.

Além de causar problemas estéticos, essas condições afetam diretamente a qualidade de vida dos pacientes, causando dores, mau hálito ou desconfortos importantes.

Dependendo do grau de severidade dos danos, alguns dos sintomas descritos podem não ser tratáveis.

Por isso, é preciso procurar um auxílio médico assim que os primeiros sinais forem identificados.

Dicas de como tratar e prevenir os efeitos danosos


Ainda que seja mais comum o desenvolvimento de efeitos mais leves, o bruxismo é capaz de produzir sintomas bastante agravados.

Deste modo, os pacientes que fazem o uso do aparelho odontológico transparente, podem precisar interromper o procedimento até que essa condição seja controlada.

No entanto, como não existe uma cura específica para esse problema, os dentistas recomendam a realização de alguns tipos de intervenções que auxiliam na redução dos sintomas e no solucionamento da origem do quadro.

A confecção de uma placa miorrelaxante é a principal forma de proteger os dentes do atrito constante entre as arcadas. Esse acessório funciona como um aparelho invisível móvel, que visa promover a desoclusão dos dentes e promove o relaxamento das articulações.

A aplicação da toxina botulínica nos músculos mandibulares também pode ser indicada para reduzir a contração desses tecidos e bloquear os neurotransmissores que incentivam o movimento involuntário.

E em conjunto com essas medidas, é preciso que o paciente inicie um acompanhamento com um psicólogo e um otorrinolaringologista, para auxiliar no controle do estresse e no acompanhamento de problemas neurais que podem causar o bruxismo.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Lógica de Mercado, uma rede de conteúdos para alavancar negócios e proporcionar mais qualidade de vida e saúde.

Explore mais sobre:

Compartilhe:
RELATAR ERROS:
Colaboradores

Autor: Colaboradores

São artigos enviados para publicação, artigos de parceiros ou escritores convidados que contribuem com o Coletividade Evolutiva com informações de qualidade sobre os diversos tópicos que cobrimos neste blog. (Seja um Colaborador)