Injeção da Pfizer causa danos em quase todos os sistemas do corpo, revela relatório

Vacinação: Injeção da Pfizer causa danos em quase todos os sistemas do corpo, revela relatório... Relatório do Comitê do Povo de Israel descobre efeitos colaterais catastróficos da vacina Pfizer em todos os sistemas do corpo humano

Fabio Allves
Compartilhe:
Injeção da Pfizer causa danos em quase todos os sistemas do corpo, revela relatório

O Comitê do Povo de Israel (IPC) composta de especialistas em saúde publicou um relatório descrevendo como a injeção de tecnologia mRNA da Pfizer também produzida pela Moderna contra o coronavírus Covid-19 causa danos a quase todos os sistemas do corpo humano. Por essa razão, potencialmente muitas pessoas estão morrendo por conta das injeções de terapia genética e sendo completamente negligenciada por organizações de saúde e pela grande mídia em várias partes do mundo, cúmplices de assassinato silencioso.

De acordo com o IPC, “nunca houve uma vacina que fizesse mal a tantas pessoas” como a vacina experimental de terapia genética Pfizer. O grupo publicou um relatório completo detalhando suas descobertas reveladoras.

“Recebemos 288 notificações de óbitos nas proximidades da vacinação (90% até 10 dias após a vacinação)”, explica uma parte do relatório. “64% deles eram homens.”

Enquanto isso, o Ministério da Saúde oficial de Israel afirma que “apenas 45 mortes em Israel foram relacionadas à vacina”.

Presumindo que esses números sejam precisos, o governo israelense está mentindo descaradamente sobre o número de israelenses que estão sendo feridos ou mortos pela injeção experimental de tecnologia de mRNA.

Todas as injeções de Covid-19 são perigosas e mortais


Tudo isso é ainda mais preocupante quando se considera o fato de que as únicas que os governos ao redor do mundo têm se concentrado como perigosos são os da Oxford/AstraZeneca e da Johnson & Johnson (J&J).

A Oxford/AstraZeneca e da Johnson & Johnson (J&J) inclusive a vacina da China produzida pelo Butantan a CoronaVac são as que não são carregados com tecnologia química de mRNA de reprogramação de DNA. Essas são consideradas mais “tradicionais” em termos de tecnologia utilizada.

Na Europa, onde a injeção da AstraZeneca está sendo amplamente usada, vários países suspenderam totalmente seu uso , citando uma pandemia de coágulos sanguíneos mortais e outros efeitos adversos.

Cientistas alemães descobriram recentemente o processo de duas etapas pelo qual as injeções de AstraZeneca causam coágulos sanguíneos nos recipientes. Há uma série de eventos que devem ocorrer primeiro dentro do corpo antes que os coágulos de sangue se formem.

Não só isso, mas a injeção de J&J, que causa coágulos sanguíneos mortais como a injeção da AstraZeneca, agora está sendo ativamente recomendada pelos Centros de Controle de Doenças (CDC) e pela Food and Drug Administration (FDA) dos EUA para uso em pacientes americanos, embora com um pequeno aviso de segurança na embalagem.

“De acordo com dados do Central Bureau of Statistics durante janeiro-fevereiro de 2021, no auge da campanha de vacinação em massa de Israel, houve um aumento de 22% na mortalidade geral em Israel em comparação com o ano anterior”, o relatório israelense explica mais sobre o que é acontecendo ali.

“Na verdade, janeiro-fevereiro de 2021 foram os meses mais mortíferos da última década, com as maiores taxas de mortalidade geral em comparação com os meses correspondentes nos últimos 10 anos.”

Os aumentos mais dramáticos nas mortes estão ocorrendo entre israelenses entre as idades de 20 e 29 anos. Este grupo viu um aumento geral na mortalidade de 32 por cento desde que a vacina Pfizer foi introduzida.

“De acordo com esta estimativa, é possível estimar o número de mortes em Israel nas proximidades da vacina, a partir de hoje, em cerca de 1000-1100 pessoas.”

Compartilhe:

EXPLORE MAIS SOBRE:

Coronavírus | Covid-19 | descobrindo | Governo | medicina | Pandemias | Produtos químicos | saúde | Sociedade | Tecnologia | Vacina | Vacinação
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.