Big Brother sobre cada indivíduo: A farmacovigilância para monitorar sua vida para sempre

Sociedade: Big Brother sobre cada indivíduo: A farmacovigilância para monitorar sua vida para sempre... Vastos conjuntos de dados que serão inseridos em microchips injetáveis (líquido), tornando possível para o Big Brother “ de indivíduos

Fabio Allves
Compartilhe:
Big Brother sobre cada indivíduo: A farmacovigilância para monitorar sua vida para sempre

A eminente Nova Ordem Mundial que era rotulada de conspiração está se formando ao mesmo tempo em que é empurrada para o planeta sobre a farsa de lutar contra uma “pandemia”, que na realidade é um cerco que está sendo implementado para as nações, a cada fusão entre os barões da tecnologia e os barões das farmacovigilância, passaporte de imunidade e identidade digital, moeda digital, inteligência artificial, reconhecimento facial, nanotecnologia e assim por diante.

Agora, um desses titãs da tecnologia - um homem com laços profundos com a Agência Central de Inteligência dos Estados Unidos (CIA) - reivindicou o anel de ouro: o contrato chave para gerenciar todos os dados pessoais, de saúde e financeiros que permitirão ao governo e à indústria manter nós na linha enquanto eles constroem sua Nova Ordem Mundial.

Caso você não tenha percebido, plataformas de mídia social, sites de comércio eletrônico e até instituições bancárias estão todos silenciando sistematicamente o discurso conservador ao mesmo tempo que as "vacinas" do coronavírus Wuhan (COVID-19), que funcionam mais como injeções de engenharia genética (OGM) do que vacinas reais, estão sendo lançadas e empurradas para as massas, goela adentro.

A tecnologia de mRNA (RNA mensageiro) sozinha, que literalmente modifica o DNA humano, e que funciona como um sistema operacional para modificar e  rackear as funções biológicas do corpo humano, é suficiente para se preocupar, sobre qual é a verdadeira agenda com todo este programa. E agora sabemos que o fim do jogo é mesclar as informações médicas, financeiras e pessoais das pessoas em um só lugar, um processo que está sendo possibilitado pelos gigantes da tecnologia do Vale do Silício.

De acordo com relatos, o CEO da Oracle, (uma empresa multinacional de tecnologia e informática dos Estados Unidos
) Larry Ellison e sua equipe estão organizando vastos conjuntos de dados que serão inseridos em microchips injetáveis (líquido), tornando possível para o Big Brother “rastrear e rastrear nossos movimentos, nossas compras, nossas preferências e vulnerabilidades, e usar essas informações para controlar as populações civis, suprimir a dissidência e punir a desobediência. ”

Em 15 de dezembro, de fato, a corporação Oracle, que está ligada à CIA, emitiu um comunicado à imprensa indicando que "servirá como repositório central de dados do CDC [Centros para Controle e Prevenção de Doenças dos EUA] para todos os dados de vacinação nos EUA" A empresa acrescentou que este sistema de “câmara de compensação nacional” receberá dados “de todas as jurisdições dos Estados Unidos que administram vacinas”

Ellison quase 20 anos desde do ataque "terrorista" de 11 de setembro, ofereceu ao governo uma proposta para um banco de dados de segurança nacional dos Estados Unidos “que coletou tudo o que era possível para identificar alguém”, o magnata parece finalmente estar sentado nas nuvens.

A Nuvem Nacional de Registros de Saúde Eletrônicos da Oracle remonta ao início da pandemia COVID-19 . Em março de 2020, algumas semanas depois de permitir que o presidente Trump usasse sua propriedade perto de Palm Springs para uma arrecadação de fundos para o golfe de US $ 100.000 a placa, Ellison fez uma ligação para a Casa Branca. De acordo com uma matéria de capa da Forbes sobre Ellison, ele “perguntou a Trump se existia uma câmara de compensação para dados em tempo real sobre a eficácia e os resultados do tratamento”.

Dentro de uma semana depois que o presidente perguntou "quanto?" e Ellison disse, "de graça", o titã da tecnologia reuniu uma equipe de engenheiros da Oracle "para construir um banco de dados e um site de registro de casos de coronavírus" e trabalhar com o Instituto Nacional de saúde (NIH - EUA), e a agência reguladora dos (FDA dos EUA ) e outras agências.

O primeiro reconhecimento público do programa foi feito em 3 de julho, quando o chefe do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (NIAID), Anthony Fauci, lançou a “Rede de Ensaios de Prevenção COVID-19” (COVPN), com o objetivo de recrutar milhares de voluntários em grande Ensaios em escala para uma variedade de vacinas experimentais e anticorpos monoclonais.

Fauci fundiu quatro redes existentes, todas pesquisando HIV e AIDS, para facilitar a implantação de mais de 100 locais de testes clínicos nos Estados Unidos e internacionalmente. O diretor da Operação Warp Speed, Moncef Slaoui , anunciou mais tarde em setembro que sua equipe está "trabalhando arduamente em um sistema de farmacovigilância muito ativo para garantir que, quando as vacinas forem introduzidas, continuaremos absolutamente a avaliar sua segurança".

Publicidade
Publicidade

Publicidade

Veja Também

Ajude manter o site no AR:

Transferência de PIX

Explore mais sobre:

apocalipse , Coronavírus , Covid-19 , Nova ordem mundial , Sociedade , Coletividade Evolutiva , Big Brother sobre cada indivíduo: A farmacovigilância para monitorar sua vida para sempre ,
Compartilhe:
RELATAR ERROS:
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.