Reduza o risco de demência com 3 alimentos, de acordo com um novo estudo

Compartilhar
Reduza o risco de demência com 3 alimentos, de acordo com um novo estudo

Um estudo recente encontrou uma ligação entre baixa ingestão de flavonoides e demência quando comparada a indivíduos que tiveram uma maior ingestão de alimentos ricos em flavonoides. Essa descoberta pode ser significativa na prevenção e tratamento dessa crise de saúde no futuro.

Os flavonoides - substâncias naturais encontradas em vegetais e frutas como cebola, maçã, bagas, peras e bebidas à base de plantas como vinho e chá - têm sido associados a muitos benefícios à saúde. Um dos principais benefícios dos flavonoides descobertos em vários estudos são a capacidade de reduzir a inflamação.

Baixa ingestão de flavonoides associada a um maior risco de demência


Um novo estudo realizado por cientistas do Centro de Pesquisa em Nutrição Humana Jean Mayer USDA da Universidade Tufts descobriu que adultos mais velhos que não consomem muitos flavonoides em suas dietas tinham duas a quatro vezes o risco de desenvolver a doença de Alzheimer ou outras formas de demência ao longo de 20 anos. O estudo incluiu 2.800 pessoas com mais de 50 anos e analisou a relação de longo prazo entre a ingestão de alimentos que contêm flavonoides e o risco de demência.

De fato, o que destaca este estudo é que ele acompanhou os adultos por mais de 20 anos para apresentar os dados.

A equipe de pesquisadores determinou que uma menor ingestão de três tipos específicos de flavonoides estava ligada a um risco aumentado de demência, incluindo:

  • Antocianinas: encontradas em vinho tinto, morangos e mirtilos
  • Flavonóis: Encontrados em chá, peras e maçãs
  • Polímeros flavonoides: encontrados em chá, peras e maçãs

Chá verde, frutas e maçãs parecem oferecer proteção contra o declínio cognitivo.

Tome medidas (agora) para proteger sua memória e a função cerebral geral


No geral, o estudo fornece uma imagem melhor de como os alimentos que você come ao longo do tempo estão relacionados ao declínio cognitivo. Como atualmente não existem medicamentos disponíveis para "curar" a doença de Alzheimer, é essencial usar uma dieta saudável para prevenir a doença.

Três alimentos específicos que são embalados com esses flavonoides importantes incluem chá verde, frutas e maçãs. Lembre-se, sempre compre produtos orgânicos adquirindo seus alimentos dos melhores produtores de alimentos de qualidade que você puder encontrar.

De acordo com o estudo: uma "alta ingestão" desses alimentos seria de cerca de 7,5 xícaras de frutas para antocianinas, oito peras e maçãs para flavonóis e 19 xícaras de chá verde para polímeros flavonoides a cada mês.

Também não é preciso muito para aumentar a ingestão de flavonóis. Adicionar uma xícara de chá verde à sua rotina diária e comer frutas várias vezes por semana é suficiente para fazer a diferença.

O pó de mirtilo orgânico pode oferecer outra maneira de obter mais flavonoides em sua dieta - se você estiver com dificuldades para obter a quantidade certa. Por fim, trata-se de evitar as toxinas e seguir uma dieta saudável - rica em antioxidantes - (consistentemente) para proteger a saúde do cérebro.

Fonte: NaturalHealth365
Compartilhar
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Continue lendo após publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram