RS tem 450 mil consumidores sem energia em decorrência das fortes chuvas

O Rio Grande do Sul registrava cerca de 450 mil consumidores com fornecimento de energia elétrica interrompido na manhã desta segunda-feira

RS tem 450 mil consumidores sem energia em decorrência das fortes chuvas

(Reuters) - O Rio Grande do Sul registrava cerca de 450 mil consumidores com fornecimento de energia elétrica interrompido na manhã desta segunda-feira, em decorrência das chuvas intensas que assolam o Estado desde a semana passada, segundo informações prestadas pelas distribuidoras locais.

O número de unidades consumidoras sem energia equivale a quase 10% de pouco mais de 5 milhões cadastradas no Rio Grande do Sul, segundo dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Os registros vêm aumentando desde o fim da semana passada, quando o Estado tinha pouco mais de 300 mil clientes de distribuidoras sem luz.

A CEEE, do grupo Equatorial, informou que nesta manhã havia 183 mil clientes sem energia em sua área de concessão, que compreende a capital Porto Alegre e região metropolitana e outros municípios do sul e litoral.

Dos desabastecidos, 175 mil estão desligados por segurança devido a áreas alagadas, atendendo a solicitações da Defesa Civil, do Corpo de Bombeiros e das prefeituras municipais, disse a CEEE. Os municípios mais atingidos são Eldorado do Sul, Guaíba, Porto Alegre, Alvorada e Viamão.

Já a RGE, do grupo CPFL, com clientes principalmente no interior gaúcho, afirmou que 265,4 mil clientes estão sem energia, sendo a maioria em áreas alagadas em locais com impedimento de acesso das equipes.

Entre as regiões atendidas pela RGE, as mais afetadas são Metropolitana (84,4 mil), Vale do Taquari (67,8 mil), Vale dos Sinos (55,8 mil), Vale do Rio Pardo, (35,4 mil) Serra (6,6 mil), Central (5,3 mil) e Planalto (5,2 mil).

As empresas reiteraram que suas equipes seguem mobilizadas para restabelecer o fornecimento de energia aos clientes no menor prazo possível, respeitando as condições técnicas e de segurança.

Mais de dois terços das cidades gaúchas foram afetadas pelos eventos climáticos que se intensificaram na semana passada, provocando mortes e deixando milhares de pessoas desalojadas. Além de interromper serviços essenciais, como de água e esgoto, as chuvas levaram a cheias em rios em várias regiões do Estado, além da destruição de estradas e pontes.

Seugndo informe divulgado na véspera pela agência reguladora de energia Aneel, o Estado tem cinco barragens de usinas hidrelétricas em estado de atenção: Bugres (barragem Blang e divisa), Canastra, Castro Alves, Furnas do Segredo e Monte Claro. Também há duas barragens em estado de emergência, as de da usina 14 de Julho, que já teve rompimento parcial, e Salto Forqueta.

Segundo a Aneel, na véspera também houve desligamento da térmica Pampa Sul durante a madrugada. A agência também observou que a subestação de energia Nova Santa Rita permanece desligada devido às inundações, o que deixa fora de operação 16 importantes linhas de transmissão.

"Isso fragiliza a conexão entre os sistemas de transmissão e deixa os sistemas remanescentes sobrecarregados e mais suscetíveis a novas contingências que podem levar a cortes de cargas", disse a Aneel, ao comentar sobre o desligamento da subestação.

(Por Letícia Fucuchima - MSN)
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Sugestão de suplemento

Postar um comentário

0 Comentários

Fechar Menu