Rumble recebe intimação do Judiciário dos EUA para entregar decisões ilegais de Alexandre de Moraes sobre Censura

Comitê Judiciário dos EUA convoca Rumble em investigação sobre censura no Brasil

Rumble recebe intimação do Judiciário dos EUA para entregar decisões ilegais de Alexandre de Moraes sobre Censura

A plataforma de vídeo Rumble que foi censurada a pedido de Alexandre de Morais aqui no Brasil, acaba de anunciar que recebeu uma intimação do Comitê Judiciário da Câmara dos EUA para entregar as decisões ilegais de Alexandre de Moraes!

“Rumble recebeu uma intimação do Comitê Judiciário da Câmara dos EUA como parte de uma investigação sobre os esforços para censurar o discurso online. Cumpriremos a intimação, que solicita informações sobre ordens do Supremo Tribunal Federal do Brasil.”

O Comitê Judiciário da Câmara dos Estados Unidos convocou a plataforma Rumble como parte de uma investigação relacionada à censura imposta aos brasileiros pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A própria empresa anunciou isso nesta quarta-feira (24), através de sua conta oficial no Twitter.

Os legisladores dos Estados Unidos estão buscando mais informações sobre as decisões do ministro Alexandre de Moraes, que resultaram na remoção de perfis de brasileiros das redes sociais. Em um tweet, a Rumble confirmou que recebeu a convocação do Comitê Judiciário da Câmara dos Representantes dos EUA como parte dessa investigação sobre esforços para restringir o discurso online.

Em dezembro de 2023, a Rumble optou por encerrar suas operações no Brasil devido a uma decisão judicial que exigia a remoção de conteúdo da plataforma. O CEO da empresa, Chris Pavlovski, comunicou na época que os usuários brasileiros não teriam mais acesso à Rumble. Ele reiterou o compromisso da plataforma com a manutenção de uma internet livre e aberta.


Antes desse anúncio, a plataforma havia removido parcialmente o canal Terça Livre em cumprimento a uma ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes. O canal Terça Livre é administrado pelo jornalista exilado Allan dos Santos.

Pavlovski afirmou que não será intimidado por demandas estrangeiras para censurar os criadores do Rumble e expressou sua decepção com o Judiciário brasileiro. Apesar da interrupção do serviço no Brasil, ele assegurou que isso não terá um impacto negativo significativo nos negócios da empresa.

O Rumble informou que decidiu desativar temporariamente o acesso à plataforma enquanto contesta as decisões judiciais, mantendo seu compromisso com uma internet livre e aberta e permitindo que os usuários com opiniões impopulares continuem a acessar o conteúdo sem restrições.

Com a convocação da Rumble pelo Comitê Judiciário dos EUA, a questão da censura online e da liberdade de expressão ganha destaque internacional, levando a debates sobre os limites da moderação de conteúdo e o papel das plataformas digitais na proteção dos direitos dos usuários.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Sugestão de suplemento

Postar um comentário

0 Comentários

Fechar Menu