Ecofascistas: globalistas do WEF desejam arruinar o consumo de bebida popular do mundo

Ecofascistas: globalistas do WEF desejam que pessoas parem o consumo de uma das bebidas mais populares do mundo para "salvar" o clima


Ecofascistas: globalista do WEF deseja que pessoas parem de tomar uma das bebidas mais populares do mundo para "salvar" o clima

Como a produção de café produz CO2, devemos reduzir nosso consumo. É assim que se poderia interpretar o raciocínio em um painel de discussão do Fórum Econômico Mundial WEF. Afinal, o café faz mal ao clima conforme os globalistas ecofascistas agora veem.

De acordo com os globalistas do Fórum Econômico Mundial, a humanidade (apenas as pessoas comuns, é claro) deve evitar ao máximo a carne e os produtos de origem animal para "frear as mudanças climáticas". Eles também buscam impor a substituição da agricultura natural por empresas privadas de produção de carne falsa, comer insetos, vermes e larvas para ter melhor saúde e ajudar "salvar o planeta" - pura narrativa.

Hoje, a esquerda globalista adotou muitas políticas que seriam muito destrutivas para a civilização, pois não são tecnicamente viáveis. Muitos líderes [chamados] 'ambientais' agora diziam que 'os humanos são os inimigos da Terra, os inimigos da Natureza'.

Não podemos aceitar que os humanos são a única espécie maligna. Mas de fato, os globalistas veem os humanos como um mal que precisa ser eliminado - como dizemos: Você é o carbono que eles querem eliminar.

Dê uma olhada neste pequeno trecho que publiquei no meu X (Twitter) de um painel de discussão do WEF intitulado "Putting a Price on Nature", onde o "Colaborador da Agenda" e banqueiro suíço Hubert Keller quer deixar as pessoas loucas pelo consumo de café com as seguintes afirmações: 

"O café que todos bebemos emite entre 15 e 20 toneladas de CO2 por tonelada de café... Toda vez que bebemos café, estamos basicamente liberando CO2 na atmosfera


Suas campanhas contra combustíveis fósseis, energia nuclear, CO2 e a agricultura natural


Claro, que as narrativas de mudanças climáticas são artificialmente projetadas para sustentar a narrativa globalista, para que eles se coloquem como os salvadores, impondo crédito de carbono, impostos sobre a humanidade por pegada de carbono e regras sob as cabeças das pessoas comuns - ou até mesmo a perda de propriedade privada, ou respirar.

O movimento 'ambiental' tornou-se mais um movimento político do que um movimento ambientalista. Eles estão principalmente focados em criar narrativas, histórias, que são projetadas para incutir medo e culpa no público para que o público envie dinheiro a eles, abra mão da propriedade privada e da liberdade financeira, fazendas, e tudo mais. Esse trecho Bill Gates revela suas intenções:


Suas campanhas contra combustíveis fósseis, energia nuclear, CO2 , plástico, etc., são equivocadas e projetadas para fazer as pessoas pensarem que o mundo chegará ao fim, a menos que prejudiquemos nossa civilização e destruamos nossa economia. Eles agora são uma influência negativa no futuro tanto do meio ambiente quanto da civilização humana” Veja o que essa especialista revela como o CO2 é importante para as plantas, - precisam do processo de fotossíntese para produzirem:


Diante dessa campanha cada vez mais abrangente contra o dióxido de carbono no ar, surge a questão de saber se também devemos esperar racionamento de café pelos globalistas no futuro. Claro, só em nome do combate às mudanças climáticas (naturais)...
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Fechar Menu