Coletividade Evolutiva , Futuro da espécie em risco: sangramento vaginal/hemorragia após vacinação mRNA de COVID-19 em todo o mundo , Vacina , Vacinação ,

Futuro da espécie em risco: sangramento vaginal/hemorragia após vacinação mRNA de COVID-19 em todo o mundo

Em todo o mundo onde a pandemia vacinal de mRNA passou, houve milhares de relatos de mulheres sofrendo hemorragia vaginal.


Futuro da espécie em risco: Veja essa série de sangramento vaginal/hemorragia após vacinação mRNA de COVID-19 em milhares de mulheres

Em todo o mundo onde a pandemia vacinal de mRNA passou, houve milhares de relatos de mulheres sofrendo hemorragia vaginal. Após esse pequeno intervalo de tempo desde o início da vacinação, temos agora estudos - mulheres jovens, idosas e [crianças de 5 a 11 anos] foram descoberto com sangramento vaginal após injeções genéticas de mRNA da Pfizer ou da Moderna.

Artigos científicos:


22 de setembro de 2023 – Sangramento vaginal inesperado e vacinação COVID-19 em mulheres não menstruadas
  • Estudo norueguês de mulheres que auto-relataram ter experimentado sangramento vaginal inesperado após a vacinação COVID-19
  • Os resultados são baseados em dados autorrelatados de questionários emitidos em agosto e setembro de 2021.
  • 7725 mulheres na pós-menopausa(não menstruadas) – 3,3% tiveram sangramento
  • 7148 mulheres na perimenopausa(não menstruadas) – 14,1% tiveram sangramento
  • 7052 mulheres na pré-menopausa(não menstruadas) – 13,1% tiveram sangramento
  • 50% delas aconteceram em até 28 dias após a vacinação contra a Covid-19.
  • Moderna teve risco 32% maior em comparação com Pfizer
  • Em mulheres na pós-menopausa, o risco de sangramento vaginal inesperado nas 4 semanas após a vacinação COVID-19 foi aumentado de duas a três vezes
  • O risco de sangramento vaginal inesperado após a vacinação aumentou de três a cinco vezes em mulheres não menstruadas na peri e na pré-menopausa
  • A Agência Europeia de Medicamentos decidiu recentemente que a informação do produto das vacinas de mRNA (ou seja, Spikevax e Comirnaty) deve ser atualizada para incluir sangramento menstrual intenso como um potencial efeito colateral
  • sangramento pós-menopausa após a vacinação COVID-19 pode ser um sintoma de carcinoma endometrial e lesões pré-cancerosas e é considerado um evento médico importante
  • Autores "Aumento do risco depois que tanto a Pfizer quanto a Moderna sugerem um mecanismo relacionado à proteína spike e não a outros componentes da vacina. Vias relacionadas a alterações locais no endométrio, possivelmente resultantes de uma resposta imune relacionada a um pique ou relacionadas à expressão endometrial de receptores ACE2 podem estar envolvidas"
  • Os especialistas não sabem ao certo por que ocorrem mudanças na menstruação, mas alguns acreditam que a vacina faz com que parte do tecido do corpo fique inflamado, causando mudanças no revestimento do útero e nos níveis hormonais em todo o corpo.



Setembro de 2023 – Thabet et al. – Estudo saudita com 500 mulheres de 18 a 45 anos Pesquisa on-line auto-administrada com 500 mulheres sauditas com idades entre 18 e 45 anos

  • 44% relataram distúrbios menstruais
  • "encontraram uma relação significativa entre a duração do fluxo, a perda de sangue menstrual e a gravidade da dismenorreia antes e depois de receber a primeira, segunda e terceira doses da vacina contra a Covid-19"
  • "O presente estudo concluiu que as mulheres que recebem a vacina contra a Covid-19 podem apresentar anormalidades menstruais, como uma diferença significativa na duração do ciclo, duração do fluxo, perda de sangue menstrual e gravidade da dismenorreia antes e depois de receber a primeira, segunda e terceira doses da vacina."

Setembro de 2023 – Jensen et al. – Estudo dinamarquês com 13.600 mulheres de 16 a 65 anos

  • Estudo dinamarquês com 13.648 mulheres de 16 a 65 anos que completaram pesquisas
  • 30% de todas as mulheres menstruadas relataram alterações menstruais após a vacinação COVID-19
  • "Vários fatores de risco potenciais, incluindo estresse, preocupações com vacinas, infecção COVID-19 grave e sintomas vacinais imediatos foram associados a esses relatórios."

Agosto de 2023 – Trogstad et al. – Estudo norueguês com mulheres de 18 a 30 anos 

  • Pesquisa norueguesa com 3972 mulheres de 18 a 30 anos
  • 38,8% relataram distúrbio menstrual após 1ª dose da vacina
  • sangramento intenso em 13,6% após a 1ª dose e 15,3% após a 2ª dose
  • sangramento prolongado em 12,5% após a 1ª dose e 14,3% após a 2ª dose
  • Autores: "Encontramos risco aumentado de distúrbios menstruais após a vacinação, particularmente para sangramento mais pesado do que o normal, sangramento prolongado, intervalo mais curto entre as menstruações e dor menstrual."

Junho de 2023 – Paik et al. – Estudo sul-coreano de sangramento uterino anormal"

  • O Comitê Especializado Coreano para a compensação da perda após a vacinação COVID-19 decidiu incluir sangramento uterino anormal (AUB) como um "sintoma relacionado suspeito" após a vacinação COVID-19 em 16 de agosto de 2021, para todos os tipos de vacina, incluindo aqueles fabricados pela Oxford-AstraZeneca, Moderna, Pfizer-BioNTech e J&J."
  • "Esta decisão permitiu que aqueles que desenvolveram AUB após a vacinação para COVID-19 reivindicassem compensação do comitê e recebessem apoio."
  • "A base científica para esta decisão foi a análise do Comitê de Segurança de Vacinas COVID-19 da Academia Nacional de Medicina da Coreia. Após uma análise abrangente de dados domésticos e internacionais sobre reações adversas relatadas após a vacinação COVID-19, o comitê anunciou a descoberta de uma associação estatisticamente significativa entre a vacinação AUB e COVID-19, que é evidência suficiente para estabelecer uma relação causal."

Junho de 2023 – Yoon et al. – Pesquisa sul-coreana de 18 a 49 anos 

  • Pesquisadores sul-coreanos realizaram uma pesquisa com 2849 pessoas com idades entre 18 e 49 anos
  • "Uma descoberta notável foi que mais de 15% das participantes do sexo feminino relataram distúrbios menstruais e sangramento vaginal inesperado após a vacinação de mRNA"

Junho de 2023 – Wali et al. – Estudo saudita com 300 mulheres de 15 a 50 anos 

  • Pesquisadores sauditas estudaram 300 mulheres com idades entre 15 e 50 anos
  • 44% relataram mudança na duração e quantidade do ciclo menstrual
  • 29% relataram piora da síndrome pré-menstrual (TPM)
  • 11% relataram diminuição da libido
  • 10% notaram diminuição na produção de leite
  • 4% perderam a gravidez

Agosto de 2022 – Isaakov et al – Estudo israelense com 7476 mulheres vacinadas 

  • Pesquisadores israelenses realizaram uma pesquisa por questionário em todo o país: 7904 mulheres
  • 49,3% das mulheres tiveram mudanças nos padrões menstruais após a vacinação contra a COVID-19
  • 80,6% deles tiveram "sangramento excessivo"
  • 61,1% dos casos ocorreram entre a vacinação e o período menstrual subsequente
  • Conclusão: "as consequências a longo prazo da vacina BNT162b2 sobre o sangramento uterino justificam uma investigação mais aprofundada".

Considerações do Dr. William Makis


O VigiAccess da OMS tem mais de 300.000 relatos de sangramento vaginal anormal ou irregularidades menstruais relatados para vacinas COVID-19.

Pesquisas mostram que a vacinação contra a COVID-19 causa irregularidades menstruais em uma grande porcentagem de mulheres, que varia de 30% (dinamarquesa), 39% (norueguesa), 44% (saudita) a 49% (israelense) das mulheres.

As irregularidades menstruais mais comuns são sangramento intenso e sangramento prolongado. Até 14% das mulheres não menstruadas têm sangramento vaginal anormal após a vacinação COVID-19, no último estudo de setembro de 2023 por Blix et al.

Ninguém está falando sobre sangramento vaginal anormal pós-COVID-19 em crianças de 5 a 11 anos, apesar do fato de que há relatos muito perturbadores no VAERS e TGA – ninguém está publicando esses casos, ninguém está estudando esses casos.

Ninguém sabe os efeitos a longo prazo na fertilidade em crianças de 5-11 anos, ou 12-19 anos de idade que sofrem sangramento vaginal anormal após a vacinação COVID-19

Ninguém está estudando o impacto na fertilidade de mulheres em idade reprodutiva que relatam irregularidades menstruais após a vacinação COVID-19.

No estudo de junho de 2023 de Haerin Paik "Reprodução feminina e sangramento uterino anormal após a vacinação COVID-19", os autores referem-se a esses estudos para a "segurança" das vacinas COVID-19 na fertilidade:Um estudo patrocinado pela Pfizer com 44 ratos mostrando "nenhum problema de fertilidade", onde o manuscrito foi revisado por funcionários da Pfizer e BioNTech e os autores possuem estoques da Pfizer (você não pode inventar isso).
Um estudo que analisou 32 pacientes de fertilização in vitro em uma única clínica de fertilização in vitro
Outro estudo analisou 222 pacientes de fertilização in vitro com autor sênior sentado nos conselhos de várias grandes empresas farmacêuticas.
Outro estudo analisou 441 pacientes de fertilização in vitro em uma única clínica de fertilização in vitro na Espanha.

Os autores concluem: "As vacinas COVID-19 certamente parecem afetar o ciclo menstrual; no entanto, os efeitos são geralmente bem tolerados e transitórios. Os problemas mais frequentemente relatados são irregularidades menstruais, seguidos por menorragia. No entanto, os resultados de estudos recentes são geralmente tranquilizadores, pois os sintomas se resolvem em cerca de 2 meses."

"Ainda não está claro se certos grupos são particularmente vulneráveis a eventos adversos relacionados à menstruação após a vacinação COVID-19." (nenhuma menção aos riscos para crianças que sofrem esses eventos adversos, ou mulheres grávidas)

"As taxas de gravidez natural após a vacinação também permanecem obscuras." Este é o elefante na sala que ninguém está abordando.

Até 49% das mulheres estão sofrendo irregularidades menstruais após a vacinação COVID-19 – quais são os efeitos a longo prazo em sua fertilidade?

Quais são os riscos a longo prazo para crianças que têm sangramento vaginal anormal após a vacinação COVID-19?

________

Análise do Dr. William Makis é um médico canadense com experiência em Radiologia, Oncologia e Imunologia. Medalha do Governador Geral, Bolsista da Universidade de Toronto. Autor de 100+ publicações médicas revisadas por pares. Você pode ver este artigo completo com mais dados e gráficos e prints aqui

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR