Video: Dra. Naomi Wolf revela agenda de genocídio global por meio de "vacina" mRNA, evidenciado pelos próprios documentos

Que qualidade autossustentável eles [globalistas] estão mirando mais? Nossa capacidade de reprodução, atestou a Dra. Wolf.


Video: Dra. Naomi Wolf revela agenda de genocídio global, evidenciado pelos próprios documentos

Outrora conselheira política de Bill Clinton nos Estados Unidos, e depois de Al Gore, Dra. Naomi Wolf ficou horrorizada com a agenda demoníaca em andamento, agenda de sacrifícios de bebês da era moderna por meio de Vacinas fantasiadas de cura, ou de presente. 

"Essas pessoas [poderes] não querem que sejamos autossustentáveis", concluiu a Dra. Naomi Wolf diante de uma plateia ao vivo em um recente evento familiar do VAC. "Eles querem que sejamos dependentes e com medo." "Este é um romance de mistério em que a questão é: como impedir que as mulheres tenham bebês saudáveis? Essa é a história dos documentos da Pfizer." - Vídeos abaixo em inglês. Confira o texto antes.

Que qualidade autossustentável eles [globalistas] estão mirando mais? Nossa capacidade de reprodução, atestou a Dra. Wolf.

"Uma coisa que as pessoas conseguem fazer há milhares de anos é fazer sexo e ter bebês sem qualquer intervenção ou ajuda de ninguém. É uma tremenda maneira de a raça humana ser autossuficiente – de sobreviver à catástrofe. Bem, a indústria de tecnologia digital e provavelmente a China querem tirar isso de nós. Isso está claro nos documentos da Pfizer."

"Há uma seção dos documentos da Pfizer em que a Pfizer detalha os eventos adversos e conclui que as mulheres sustentam 72% deles", continuou. E desses – e estas são as palavras da Pfizer – 16% são "distúrbios reprodutivos" sem citação, em comparação com 0,49% para os homens. Então eles estão muito focados na reprodução, na reprodução feminina."

"É minha crença que eles estavam tentando atrapalhar especialmente a reprodução feminina", determinou Wolf. "E a questão é: como eu sei disso? E a resposta está na estrutura do que eles olharam. Mais uma vez, sou crítico literário, mas este é um romance de mistério em que a questão é: como impedir que as mulheres tenham bebês saudáveis? Essa é a história dos documentos da Pfizer."

"Então, nos documentos da Pfizer, há um gráfico", detalhou Wolf.

"E como mulher, essa é uma das coisas mais dolorosas de se ver. E eu sou judeu. E minha avó perdeu nove irmãos e irmãs para o Holocausto. Então eu não digo isso de ânimo leve, mas esse gráfico é um gráfico do tipo Mengele. É a ciência de Mengele."

"Por que é ciência Mengele?", questionou. "Porque eles quebram 20 coisas horríveis diferentes que podem acontecer com a menstruação das mulheres."

Mais eventos adversos reprodutivos estão listados aqui.

Aqui está uma fração das 20 maneiras diferentes que a Pfizer admite que a vacina de mRNA pode desregular ou afetar a saúde reprodutiva das mulheres:

  • Sangramento menstrual intenso – 27.685 casos
  • Distúrbio menstrual (dor, sangramento intenso ou ausência de menstruação) – 22.145 casos
  • Menstruação irregular (ciclos irregulares) – 15.083 casos
  • Menstruação atrasada – 13.989 casos
  • Dismenorreia (dor durante a menstruação) – 13.904 casos
  • Sangramento intermenstrual (sangramento entre os períodos) – 12.424 casos
  • Amenorreia (ausência de menstruação) – 11.363 casos
  • Polimenorreia (múltiplos períodos) – 9.546 casos
  • Hemorragia vaginal (sangramento excessivo do sistema reprodutor feminino) – 4.699 casos.
  • Oligomenorréia (períodos menstruais infrequentes) – 3.437 casos

"Estou olhando para vidas arruinadas", lamentou Wolf.

"E eles [Pfizer] apenas observam com calma, um a um."

Há também um grupo na França chamado Où est mon cycle, que se traduz como "Onde está o meu ciclo?"

Wolf detalhou "coisas superestranhas" nos documentos da Pfizer, como "meninas de dez anos menstruando ao serem injetadas pela primeira vez" e "mulheres na pós-menopausa na faixa dos 80 e 90 anos sangrando novamente após serem injetadas".

Não foi suficiente para a Pfizer ver as mulheres serem arruinadas, afirmou Wolf.

"Mais uma vez, continuo dizendo que isso é um patógeno respiratório. Por que eles são tão focados em sexo? Em um ponto, eles acasalam ratos machos vacinados e ratos fêmeas não vacinados. Então eles os matam, e eles dissecam e olham para as células de seus órgãos sexuais. Ok? Então, eles estão muito, muito focados na sexualidade dos mamíferos."
"E você não precisa ser um cientista de foguetes" para descobrir que as injeções de mRNA da 
Pfizer causariam problemas de fertilidade, enfatizou Wolf.

"Você precisa de matemática do 8º ano para adivinhar que, se as mulheres estão tendo problemas menstruais horríveis em 2021, haverá problemas de fertilidade em 2023, certo?"


"Então agora é 2023", lamentou Wolf, enquanto esses problemas de fertilidade se concretizam. "Igor Chudov comparou bancos de dados em países ao redor do mundo. Há um milhão de bebés desaparecidos na Europa. Eles nunca nasceram. [Há] o dobro do número de abortos espontâneos e abortos espontâneos na Escócia [e uma] queda de 13% a 20% nos nascidos vivos em todo o mundo. [Há] duas ou três vezes o número de abortos espontâneos e abortos espontâneos em Tel Aviv do que antes. E assim por diante ao redor do mundo. E agora sabemos porquê. Agora conhecemos o mecanismo."

"Portanto, é um ataque não apenas à humanidade; é um ataque ao nosso futuro", determinou Wolf.

"Não é apenas um ataque a nós. Não é apenas um assassinato em massa, que é a linguagem que a Ofcom se opôs, mas é um ataque existencial. E pense nisso cronologicamente. Estou muito preocupado que uma fonte na Grã-Bretanha tenha dito que eles queriam embargar essas informações por 20 anos. Porque eu fico tipo, o que eles esperam que tenha acontecido em 20 anos?"

"Acho que esta é a ponta do iceberg", continuou. "Nós [DailyClout/War Room Volunteers] temos um relatório sobre cânceres turbo, temos um relatório sobre derrames, temos um relatório sobre danos no fígado, danos nos rins."

"Não quero deprimi-lo, mas ao seu redor há pessoas que estão sofrendo de doenças", lamentou Wolf. "Nenhum de seus médicos está dizendo que essas doenças estão nos documentos da Pfizer como efeitos colaterais e que agora entendemos os mecanismos delas."
"E se você quiser saber o que está acontecendo com seus entes queridos, por favor, leia os relatórios sobre Dailyclout.io", pediu o Dr. Wolf.

"Eles são livres. Ou peça o livro, por favor. Tem tudo isso [as provas] ali mesmo. Mas ao seu redor, ao meu redor, há pessoas sofrendo e morrendo de efeitos colaterais que estão nesses documentos que eles conheciam."

A íntegra do discurso da Dra. Wolf está disponível para assistir no vídeo abaixo:



Publicado pela primeira vez em 5 de Junho de 2023 - A fonte original deste artigo é DailyClout
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.