Coletividade Evolutiva , Vacinas Covid podem causar problemas de visão, alertam médicos , Ciência , Coronavírus , Covid-19 , Ivermectina , Pandemias , Vacina , Vacinação ,

Vacinas Covid podem causar problemas de visão, alertam médicos

Médicos agora estão alertando que receber vacinas COVID pode causar deficiência visual. Em particular, a segunda dose da vacina da Pfizer .


Vacinas Covid podem causar problemas de visão, alertam médicos

O declínio da visão devido ao tempo excessivo de tela não é mais uma verdade oculta; é uma preocupação crescente que exige nossa atenção. Preocupantemente, essa questão está atingindo mais duramente nossa geração mais jovem, pois eles estão sendo diagnosticados com miopia em um ritmo alarmante.

Médicos agora estão alertando que receber vacinas COVID pode causar deficiência visual. Em particular, a segunda dose da vacina da Pfizer parece causar redução aguda da acuidade visual categorizada por visão turva que às vezes ocorre em poucas horas após a injeção.

Deficiência visual após injeções da Pfizer está em alta


Quando você sintonizar sua TV esta noite para o noticiário local e nacional, não espere ouvir uma única menção aos crescentes problemas oculares decorrentes do programa de vacinação. No entanto, se você se aventurar nas profundezas de relatórios médicos, estatísticas e publicações on-line, você pode se deparar com alguns casos chocantes de indivíduos com visão comprometida após receber a segunda dose da vacina da Pfizer.

Relatórios emergentes estão lançando luz sobre um fenômeno angustiante em que os pacientes estão experimentando um declínio súbito e drástico em seu campo visual apenas três dias após receberem as vacinas COVID.

Dica Amazon: Suplemento para visão saudável: Luteína + Zeaxantina com Vitaminas e Minerais 500 mg 60 Cápsulas Só Natural - Benefícios: Vitaminas e Minerais antioxidantes. Luteína mantém a saúde dos olhos. A luteína ajuda a proteger os olhos. A zeaxantina é um antioxidante que protege o DNA e estimula o sistema imunológico, contribuindo para a prevenção de doenças crônicas e alguns tipos de câncer1. Além disso, ela ajuda a reduzir a inflamação1. A zeaxantina também ajuda na Prevenção da incidência de catarata, Proteção da saúde da pele e muito mais.

A comunidade médica refere-se a essa deterioração visual como uma "redução subjetiva da acuidade ocular", muitas vezes acompanhada de distorções visuais. Enquanto alguns indivíduos afortunados afirmam que seus sintomas desapareceram dentro de um ou dois dias, muitos outros não são tão afortunados.

Tragicamente, esses pacientes sofrem consequências prolongadas e graves da substância vacinal, incluindo:

  • Enxaqueca
  • Confusão
  • Náusea
  • Astenia
  • Problemas de visão contínuos

Astenia é um termo usado nos círculos médicos para se referir à fadiga física ou mental. Além disso, a maioria dos relatórios médicos destaca o fato de que essas vítimas infelizes do experimento vacinal das gigantes farmacêuticas não tinham problemas de visão anteriores ou dores de cabeça. Os pacientes também não apresentavam história de diminuição da acuidade visual.

Um olhar por trás da cortina do experimento vacinal


Dê um mergulho profundo na ciência do programa de injeção COVID, e você encontrará uma ladainha de efeitos colaterais da vacina. Além da deficiência visual, como mencionado acima, a substância tóxica da vacina também causam fadiga, dermatite, vômitos, náuseas, diarreia, calafrios no corpo e muito mais. A maioria dos sintomas ocorre após a segunda dose, geralmente se manifestando um ou dois dias após a injeção.

O distúrbio visual causado pelas vacinações muitas vezes cria escotoma paracentral. Em termos simples, isso significa que a substância tóxica da vacina tem o potencial de causar a formação de pontos cegos no campo visual do paciente, muitas vezes manifestando-se como manchas borradas, manchas escuras ou lampejos de luz. 

No entanto, quando examinadas, essas vítimas do experimento do vacinal exibem pressão intraocular regular nos olhos, juntamente com indicações mínimas ou mesmo nenhuma de inflamação intraocular.

A vacina causa neurorretinopatia macular aguda ou ainda pior?


Alguns pacientes apresentam uma leve lesão macular quando submetidos a uma fundoscopia pós-vacina. Fundoscopias são análises da visualização da retina usando um oftalmoscópio. Os oftalmologistas insistem que esses indivíduos apresentam sintomas consistentes com NMA, abreviação de neurorretinopatia macular aguda.

Embora poucos sites e meios de comunicação se atrevam a abordar a possibilidade de AMN após as vacinas COVID, parece haver um link. Só o tempo dirá se as vacinas COVID são diretamente responsáveis por formar um caminho para a criação desta doença macular única. Enquanto isso, esteja sempre totalmente informado antes de tomar qualquer decisão de saúde para ajudar a proteger sua saúde.

Referência: naturalhealth365

Obtenha o Extrato de Própolis Verde, Vitamina C, D e Zinco para melhor Imunidade e Proteção contra doenças oportunistas - Clique aqui


Siga-nos: | | e | Inscreva-se na nossa | Nos Apoie: Doar
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Fechar Menu
Entre em nosso Telegram

Entre para nosso canal do Telegram

ENTRAR

Nos siga no X (Twitter)

Compartilhamos nossos artigos e outras informações

SEGUIR

Apoie Coletividade Evolutiva - Doação

Apoie nosso projeto com uma contribuição.

DOAR