Pesquisa comprova que vírus comuns podem levar ao câncer

Com milhões de tipos distintos de vírus, cada um sobrevive entrando e inserindo seu próprio DNA ou RNA em uma célula viva.


Pesquisa comprova que vírus comuns podem levar ao câncer

Quando alguém fala sobre um vírus, a maioria das pessoas o associa ao resfriado comum, gripe ou outra doença de curta duração. Com milhões de tipos distintos de vírus, cada um sobrevive entrando e inserindo seu próprio DNA ou RNA em uma célula viva. Ele é então capaz de reproduzir e empurrar a célula para uma condição cancerosa.

Dois vírus muito comuns infectarão a maioria da sociedade em algum momento de sua vida. De fato, pesquisas mostraram que um dos vírus infectará 95% da população americana em uma idade jovem. Este vírus está adormecido como um assassino silencioso apenas esperando para atacar.

Vírus Epstein-Barr ligado ao câncer


De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), 95% dos adultos são infligidos com o vírus Epstein-Barr (EBV) até os 40 anos. O vírus é mais conhecido por causar mononucleose infecciosa, que é muitas vezes referida como "mono" ou a "doença do beijo". O EBV é altamente contagioso e pode ser transmitido de pessoa para pessoa espirrando, tossindo ou compartilhando bebidas.

Embora o EBV não cause problemas sérios na maioria das pessoas, ele permanece dormente em certos glóbulos brancos do corpo chamados "linfócitos B" ou "células B". No entanto, estudos comprovam que o vírus aumenta o risco de câncer de uma pessoa.

Além disso, em um assunto relacionado, estudos recentes têm mostrado a associação do EBV com a linfogênese. Os linfomas de Burkitt e Hodgkin são afetados pelo vírus.
Cânceres do colo do útero e da próstata causados pelo papilomavírus humano (HPV)

Os papilomavírus humanos (HPVs) são um grupo de mais de 100 vírus relacionados. Os papilomas são comumente conhecidos como verrugas que crescem na pele ou membranas mucosas da boca, garganta e vagina. O toque humano e o fluido corporal transmitem a infecção de uma pessoa para outra.

Atualmente, não existem medicamentos eficazes para o HPV, mas o sistema imunológico da maioria das pessoas pode controlá-lo e, às vezes, eliminá-lo do corpo naturalmente ao longo do tempo. No entanto, existem algumas cepas de HPV que causam infecções silenciosas que destroem as células e causam câncer.

Como o HPV está ligado ao câncer de próstata?


Estudos mostram associação entre HPV e câncer de próstata. Um estudo de 2015 realizado em um grupo de homens saudáveis que foram examinados para doenças sexualmente transmissíveis resultou em 42% deles com HPV oncogênico, de acordo com a revista Vestn Ross Akad Med Naul (uma publicação sobre doenças infecciosas).

Numerosos estudos também mostraram que o HPV pode causar outros tipos de câncer, incluindo câncer de vulva, vagina, pênis e ânus. Também pode causar câncer de orofaringe, que afeta a boca e a garganta.

Faça tudo o que puder para manter seu sistema imunológico forte


EPV e EBV são os vírus mais comuns que infectam americanos imunocomprometidos. E, embora o corpo possa se curar do HPV, o EBV é outra história.

Veja bem, o EBV pode não ser detectado por anos, pois se esconde nas células imunológicas. De acordo com a American Cancer Society, existem também muitos outros vírus que podem levar ao câncer, incluindo Hepatite B, Hepatite C, Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV), Herpes Vírus Humano 8, Vírus Linfotrófico T Humano-1 e Poliomavírus de Células Merkel.

Nota do editor: Para manter o sistema imunológico saudável e forte, Use essa vitamina D

Referência: NaturalHealth365 
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.