FDA: As vacinas não precisam mais prevenir doenças e transmissão... precisa apenas causar danos?

O que vem a seguir? Precisa apenas causar danos, redução populacional, modificação genética/, ou ser humano 2.0?


FDA: As vacinas não precisam mais prevenir doenças e transmissão... precisa apenas causar danos?

A reguladora Food and Drug Administration dos EUA - equivalente a Anvisa - mudou os regulamentos para a aprovação de vacinas. Segundo um Porta-voz, não precisam mais prevenir doenças ou a transmissão dos patógenos. O que vem a seguir? Precisa apenas causar danos, redução populacional, modificação genética/, ou ser humano 2.0? 
 

"É importante ressaltar que os padrões regulatórios e de licenciamento da FDA para vacinas não exigem prova de prevenção de infecção ou transmissão", escreveu ele em um documento.

Depois de provar que as vacinas experimentais contra a Covid não previnem a doença ou a propagação do coronavírus, a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA agora parece estar fazendo um grande favor à Gigantes Farmacêuticas. Em um documento, o Dr. Peter Marks, um dos principais representantes da autoridade, disse que isso não era mais necessário para a aprovação.

Marks rejeitou quase todas as recomendações de um grupo de especialistas que aconselhou a FDA a atualizar a rotulagem da substância tecnológica/ terapia genética chamada de vacinas mRNA Covid da Pfizer e da Moderna. Em vez disso, ele está simplesmente redefinindo as vacinas – assim como o CDC fez em 2021. 

Mas isso permitiria, por exemplo, trazer para o mercado quaisquer outras pseudovacinas que não protejam contra infecções, doenças ou transmissões. Isso é meio que completamente absurdo. Afinal, a regra básica até agora tem sido que as vacinas devem fornecer imunidade contra certos patógenos e prevenir doenças. Isso obviamente mudou para a FDA.

Isso faz você se perguntar o que vem a seguir. Será que a FDA dos EUA também aprovará medicamentos para várias doenças no futuro que não são realmente eficazes contra eles? Imagine, por exemplo, que os medicamentos contra o câncer são aprovados, mesmo que não impeçam o crescimento ou matem as células cancerígenas. 

Por exemplo, e quanto à vacina contra o VSR completamente inadequada que a Pfizer injetou em mulheres grávidas em um estudo? Embora isso seja realmente completamente ineficaz, a FDA poderia simplesmente permitir isso de acordo com as novas regras – e despejar para a empresa Farmacêutica bilhões de dólares a mais nos cofres.

Essa mudança mostra claramente que a FDA está agindo no interesse financeiro das gigantes farmacêuticas (e seus acionistas) e não no interesse das pessoas por cuja proteção da saúde a agência é realmente parcialmente responsável milhões de danos em pessoas americanas. - Referência: Report24
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Suplemento Multivitamínico

Fechar Menu