Sociedade e governo

A REAL INTENÇÃO da ONU em cobrar governo brasileiro e sua agenda globalista

Fabio Allves
Nos Apoie: Doação
A real intenção da ONU em cobrar governo brasileiro e a agenda globalista

A ONU, que sempre foi uma organização globalista, vestida de humanitária, mas por trás das cortinas sempre foi uma devoradora que se infiltra nos países têm toda a intenção de subjugar as massas ao seu domínio, enquanto tentam nos convencer de que é para nosso próprio bem. 
No entanto, o governo federal sob o controle do presidente eleito, Jair Bolsonaro, está sendo uma pedra no sapato de muitos lacaios que buscam executar as ordens globalistas.

Como você já deve saber, a ONU recentemente, em documento divulgado, cobrou o governo federal brasileiro (como se pudesse cobrar alguma coisa), a pedidos de vereadoras, como, Erika Hilton, de São Paulo, e Linda Brasil, de Aracaju, ambas do PSOL, para adotar amplas reformas nas leis brasileiras para supostamente pôr fim à violência e ao racismo presente nas instituições brasileiras.

O que estamos vendo em andamento é guerra mundial bizarra com globalistas que usa organizações poderosas não eleitas como a ONU e, eles procuram derrubar completamente as normas sociais, leis, costumes e tradições.

Os globalistas por trás das cortinas da ONU, estão criando caos e desordem em uma escala sem precedentes com o objetivo de reconstruir uma sociedade nova, global e totalitária dos escombros da destruição.

Reuniões recentes da Organização Mundial da Saúde (Braço da ONU) , do Fórum Econômico Mundial, da Cúpula do Governo Mundial e do Grupo Bilderberg reuniram muitos dos principais conspiradores e uma série de outros bajuladores ansiosos para mudar o curso da história a seu favor. Você está na mira de todos os ataques deles, pois eles declararam guerra a tudo que já foi considerado bom, justo e normal.

Eles dominaram as técnicas da Arte da Guerra do antigo general chinês Sun Tzu , que inclui semear a divisão, promover o engano e atacar enquanto o inimigo está fraco e despreparado. A luta racial é uma de suas táticas mais valorizadas, mas há muitas outras.

Seus lacaios se disfarçam de benevolentes chefes de nações, militares, bancos centrais, ONGs e grupos de reflexão. Está sendo planejado e executado por algumas das famílias mais ricas, corporações mais poderosas e organizações mais secretas que o mundo já conheceu, junto com os lacaios que fazem suas ordens.

Também é conhecida como a Nova Ordem Mundial , que foi ridicularizada como uma teoria da conspiração não muito tempo atrás, mas agora está aberta desfilando suas virtudes invertidas para todo o mundo ver.

Na realidade, toda essa disputa pelo controle mundial é nada menos que o crime organizado internacional com o complexo industrial militar servindo como o músculo para manter a resistência sob controle. 

A Nova Ordem Mundial já está em andamento com a Grande Reinicialização que foi introduzida pelo Fórum Econômico Mundial, que é nada mais nada menos, que destruir tudo e reconstruir de novo, que está intimamente ligado às Nações Unidas e à Organização Mundial da Saúde. Sua agenda é implementar um tipo global de totalitarismo baseado em ideologias tecnocráticas e transumanistas. Parte desse plano também inclui reengenharia e controle de todas as formas de vida, incluindo humanos.

Se vamos lutar contra esse inimigo, que antes era praticamente invisível, devemos reconhecer com quem estamos lidando. Período. Não podemos fornecer nenhuma defesa ou ataque para retroceder a isso, a menos que saibamos quem realmente é o inimigo e o que eles estão pensando, o que está em suas cabeças. Essa guerra é muito maior do nossos divisões ignorantes. Essa é uma guerra global pela liberdade e pela vida. Precisamos nos unir não nos dividir, pois, é isso que eles querem propagar para nos venver.
Publicidade
Publicidade

Continua após publicidade

Siga Coletividade Evolutiva nas redes sociais!
Publicidade
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor
Brasil Colapso descobrindo Governo Nova ordem mundial Sociedade Sociedade e governo


RECENTES