Vitaminas

Dr. Robert Malone: Construir horta em casa é a chave para vencer a crise alimentar - seja autossuficiente

Vitaminas: O médico e bioquímico americano Dr. Robert Malone, inventor da tecnologia de mRNA, recomenda iniciar uma horta no quintal de sua casa para ...

Fabio Allves
Compartilhe:
Nos Apoie: Doação
Dr. Robert Malone: Construir horta em casa é a chave para vencer a crise alimentar - seja autossuficiente

O médico e bioquímico americano Dr. Robert Malone, inventor da tecnologia de mRNA, recomenda iniciar uma horta no quintal de sua casa para recuperar a autossuficiência à medida que a crise alimentar se aproxima devido à guerra em andamento na Ucrânia, a persistente pandemia de coronavírus COVID-19 e outras questões geopolíticas, econômicas e causas naturais.

“As pessoas não precisam depender de agronegócios internacionais, alimentos sem valor nutricional, grãos da Rússia ou da Ucrânia, importações de alimentos da China e de outros países, ou mesmo depender de orgânicos caros para alimentar a nós mesmos e nossas famílias. Cada um de nós tem o poder de criar nossa comida do zero”, disse o Dr. Robert Malone, o inventor do mRNA, em seu blog.

Ele citou as hortas de guerra, que mais tarde foram apelidados de hortas da vitória e alimentaram milhões de pessoas durante a Primeira Guerra Mundial (WWI), como uma maneira comprovada e testada de fazer as pessoas passarem pela crise alimentar. 
(Recomendado: Horta orgânica em casa mesmo em espaços pequenos, saiba tudo o que precisa ser feito com esse ebook digital )

Charles Lathrop Pack, filantropo e conservacionista, propôs plantar pequenas hortas para fornecer alimentos às comunidades locais. O esforço não precisaria da terra e da mão de obra usadas na agricultura em grande escala e nas instalações de transporte que já eram usadas durante a guerra. As hortas da vitória foram sua ideia.

Em 1917, a National War Garden Commission foi organizada pela Pack, e nesse mesmo ano a War Garden Campaign foi lançada. Esta campanha promoveu o uso de terras privadas e públicas excedentes para pequenas hortas, resultando em mais de cinco milhões de hortas, com o valor da produção dessas hortas superior a US $ 1,2 bilhão até o final da guerra.

No mesmo ano, o Bureau of Education e o Departamento do Interior estabeleceram o United States Garden Army. No final da Primeira Guerra Mundial, mais alimentos estavam sendo produzidos por essas hortas do que os agricultores haviam produzido nos anos anteriores à guerra e continuaram e se expandiram durante a Segunda Guerra Mundial.

“Cerca de 20 milhões de hortas foram plantadas em quintais, terrenos baldios e até telhados de cidades. A cidade de Nova York tinha os parques e gramados públicos dedicados aos jardins da vitória, assim como partes do Golden Gate Park de São Francisco. Em Hyde Park, em Londres, trechos de gramado foram arados publicamente para dar publicidade ao movimento. Vizinhos e comunidades, todos com o objetivo de vencer a guerra, formaram cooperativas para atender às necessidades locais de produtos frescos”, disse Malone.

Isso deu origem à jardinagem urbana. Com a urbanização e como as pessoas gostariam de fazer sua lavoura onde estão, a horta urbana tem sido a alternativa de maior sucesso – uma mudança do pensamento tradicional de que o cultivo de lavouras só pode ser feito no meio rural. 

Muitas pessoas cederam seus peitoris, varandas, pátios e telhados para abrigar plantas comestíveis, ervas medicinais e até decorativas. E não importa o tamanho disponível em sua área, tudo o que você precisa saber é como iniciar sua horta urbana.
Publicidade
Explore mais: apocalipse , Meio ambiente , Sobrevivencialismo , Vida saudável , Vitaminas
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor
Siga Coletividade Evolutiva nas redes sociais!

RECENTES