Óleo de coco virgem reduz risco de doença renal, conclui estudo

Vida saudável: Óleo de coco virgem reduz risco de doença renal, conclui estudo... A suplementação com óleo de coco virgem pode ajudar a proteger os rins dos efeitos prejudiciais do diabetes, melhorando a função renal

Fabio Allves
Compartilhe:
Óleo de coco virgem reduz risco de doença renal, conclui estudo

A suplementação com óleo de coco virgem pode ajudar a proteger os rins dos efeitos prejudiciais do diabetes, sugerem pesquisadores do  Departamento de Fisiologia, Universidade Cross Technology de Yala, Nigéria e da Universidade Bowen, na Nigéria. Em seu relatório, publicado na Folia Medica, a equipe analisou se a adição de óleo de coco virgem na dieta pode melhorar os parâmetros da função renal usando um modelo animal de diabetes.

O diabetes mellitus, também chamado de diabetes, pode levar a complicações graves, principalmente nos rins. Cerca de um quarto das pessoas com diabetes desenvolve nefropatia diabética ou doença renal diabética. Alguns sintomas comuns da nefropatia diabética incluem pressão alta ou controle inadequado da pressão arterial, aumento da necessidade de urinar, falta de ar e complicações gastrointestinais.

A função dos rins é, entre outras, filtrar o sangue para eliminar substâncias nocivas ao organismo, como amônia, ureia e ácido úrico. Eles também atuam secretando substâncias importantes para nossa saúde. Entre suas funções, pode-se destacar a manutenção do equilíbrio de eletrólitos no corpo, como sódio, potássio, cálcio, magnésio, fósforo, bicarbonato etc.; a regulação do equilíbrio ácido-básico, mantendo o pH sanguíneo constante; a excreção de substâncias exógenas, como medicações; e a produção de hormônios, como aldosterona e prostaglandinas.

Se não tratada, a doença pode levar à diminuição da função renal ou até à insuficiência renal total, causando a acumulação de quantidades perigosas de toxinas e substâncias nocivas no sangue.

Apesar de suas conseqüências potencialmente graves, é possível interromper o aparecimento de nefropatia e a maioria dos outros problemas e complicações renais. Os resultados de pesquisas baseadas em animais, estudos em tubo de ensaio e ensaios clínicos indicam que tratamentos nutricionais, como aqueles que usam alimentos saudáveis ​​e medicamentos para plantas, são capazes de interromper a progressão da doença renal ou impedir completamente o seu aparecimento.

A suplementação com óleo de coco virgem melhorou os parâmetros da função renal


Dado que o diabetes pode afetar os rins e levar a complicações mais graves, os cientistas estão considerando terapias fora de medicamentos e drogas sintéticas, em particular, analisando os efeitos protetores nos rins de certas dietas e alimentos saudáveis.

Um desses alimentos saudáveis ​​é o óleo de coco virgem, um óleo comestível puro e não refinado extraído da carne de cocos maduros, ou mais popularmente chamado de massa do coco. Nos países tropicais, os curandeiros tradicionais usam esse óleo para tratar uma variedade de infecções e doenças, do eczema às doenças cardíacas. Estudos anteriores sobre o óleo de coco também afirmam que é uma excelente fonte de compostos antidiabéticos e antioxidantes potentes, como tocotrienóis, ácido caprico, ácido capróico e ácido láprico.

Para examinar os efeitos desses compostos nos parâmetros da função renal em ratos diabéticos, os pesquisadores realizaram um experimento em 25 ratos machos.

Após a indução do diabetes nos grupos experimentais, os ratos foram submetidos a um jejum de 72 horas para garantir alta glicose no sangue. Os pesquisadores então colocaram todos os cinco grupos divididos em uma dieta normal de ração para ratos por oito semanas. Após oito semanas, eles avaliaram a função renal nos três grupos experimentais para confirmar a disfunção renal. Eles então colocaram os ratos nos grupos experimentais em dietas modificadas que tinham 100 miligramas de metformina, um medicamento para diabetes oral, por quilograma de peso corporal e 10 ou 20% de óleo de coco virgem por quatro semanas.

Tanto o grupo de controle sem diabetes quanto o de diabetes continuaram sendo alimentados com a dieta normal de ração para ratos pelo restante do estudo.

Após às quatro semanas restantes, eles coletaram amostras de urina e sangue dos ratos para avaliar os parâmetros da função renal, incluindo a taxa de filtração glomerular e albumina, entre outros. Um número baixo de taxa de filtração glomerular indica que os rins não estão funcionando corretamente. Da mesma forma, baixos níveis de albumina podem indicar problemas renais.

Os resultados do estudo com base no óleo de coco virgem


Suas análises revelaram que a suplementação de óleo de coco virgem impede o aumento do rim, um sintoma comum de nefropatia. Com base nessas descobertas, os pesquisadores concluíram que a suplementação de óleo de coco virgem pode prevenir, reverter e melhorar os efeitos adversos do diabetes na fisiologia renal e nos parâmetros da função renal.

A equipe também descobriu que a taxa de filtração glomerular nos grupos alimentados com óleo de coco virgem teve melhorias significativas em comparação com a do grupo controle diabético. Além disso, eles encontraram um aumento significativo na albumina nos ratos diabéticos que receberam suplementação de óleo de coco virgem.

Além disso, a glicose no sangue daqueles, nos grupos experimentais também diminuiu significativamente em comparação com os do grupo controle do diabetes. Dito isto, a glicose no sangue ainda era significativamente maior em comparação com as do grupo controle não diabético. Em conjunto, suas descobertas afirmam que a suplementação de óleo de coco virgem pode melhorar os parâmetros da função renal e melhorar os efeitos nocivos do diabetes nos rins.

Originalmente em: Naturalnews.com
Publicidade
Publicidade

Publicidade

Veja Também

Explore mais sobre:

Ansiedade , Autismo , Azheimer , Bem-estar , Curas naturais , Ervas medicinais , saúde , Vida saudável , Coletividade Evolutiva , Óleo de coco virgem reduz risco de doença renal, conclui estudo ,
Compartilhe:
RELATAR ERROS:
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.