Moedas Digitais: O Colapso Social para Implementar a Nova Era do Controle Governamental

De fato, estamos passando pelo Grande Reset do Fórum Econômico Mundial de forma imperceptível até agora.


Moedas Digitais: O Colapso Social para Implementar a Nova Era do Controle Governamental

Em um cenário cada vez mais influenciado pela tecnologia e pelo controle governamental, surge a ameaça iminente das Moedas Digitais dos Bancos Centrais (CBDC, na sigla em inglês). Essa nova forma de moeda (apenas números ou pontuação de crédito semelhante ao da China) promete revolucionar o sistema financeiro global, mas a que custo? No Brasil o Real Digital já estar se infiltrando silenciosamente, enquanto a sociedade mina cada vez mais o dinheiro físico.

Não se trata apenas do controle sobre a comida que compramos, mas de todas as transações que realizamos. Os governos, como o regime de LULA no Brasil e outros ao redor do mundo, parecem estar encaminhando suas economias para um colapso deliberado, facilitando a implementação de um novo sistema tributário e de controle total por meio das CBDCs.

O "presidente" Lula está claramente impulsionando esta agenda global para o controle social, econômico, ambiental, propriedade privada, etc - conforme seu discurso controverso no G20 na Índia e na Assembleia Geral das Nações Unidas.No Brasil, estamos comprometidos a implementar todos os 17 objetivos de desenvolvimento sustentável (Agenda 2030), de maneira integrada e indivisível.

A deputada Federal Carla Zambelli postou no seu X (Twitter): Ex-diretor do Banco Central, Alex Schwartsman faz análise certeira sobre o desastre econômico provocado por lule, que culpa a todos, menos a ele próprio, o verdadeiro culpado pelo caos que nos encontramos. Se não fosse a responsabilidade do Presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, estaríamos piores do que estamos!

Estamos diante de uma camisa de força potencialmente opressiva e do controle total pela Moeda Digital do Banco Central (CBDC), juntamente com uma tirania sanitária imposta pela Organização Mundial da Saúde (OMS) sob o chamado Tratado de Pandemias, que busca sobrepor-se aos direitos constitucionais e à soberania nacional. De fato, estamos passando pelo Grande Reset do Fórum Econômico Mundial de forma imperceptível até agora.

As implicações da adoção das CBDCs são vastas e profundas. Com o dinheiro digital, os governos terão o poder de congelar contas, deduzir impostos e multas automaticamente, impor vacinação obrigatória, passaportes sanitários, vigilância e controle total, basta uma palavra sua que o sistema não gosta, e eles te cancelarão da sociedade - e até mesmo estabelecer prazos de validade para nossos ativos financeiros. Esses controles sociais se tornarão possíveis assim que as CBDCs estiverem integradas a todas as nossas contas bancárias e vinculados ao CPF e Identidades Digitais:

A estratégia globalista parece clara: causar um colapso econômico para, em seguida, apresentar a solução que trará um suposta "salvação" — um novo sistema financeiro que, na verdade, resultará em escravidão digital completa. A tecnologia 5G, inteligência artificial (IA), robôs autônomos, identidades digitais, alimentos à base de insetos, larvas e carnes geneticamente modificadas em laboratórios são peças desse quebra-cabeça que está sendo montado.

O Alerta dos Agricultores: Guerra contra Agricultores de Todo o Mundo


Nos Estados Unidos, a situação é alarmante. Agricultores têm soado o alarme sobre o que consideram ser uma guerra deliberada do governo contra eles. Em uma mensagem urgente no X (Twitter), uma agricultora americana destaca a agenda do governo de controlar os alimentos para, assim, controlar as pessoas. Segundo ela, estão tentando eliminar os agricultores americanos, regulando e tomando suas terras e direitos sobre a água.

"É hora de acordar e começar a apoiar os agricultores locais e comprar produtos locais," ela alerta. A ex-banqueira de investimentos, Catherine Austin Fitts, reforça essa perspectiva, afirmando que o controle do fornecimento de alimentos é um dos objetivos por trás do impulso em direção às CBDCs. Ela afirma que a ideia é eliminar a agricultura tradicional para substituir os alimentos naturais por produtos fabricados em fábricas e laboratórios.

Com o controle total sobre as transações, os governos poderão ditar quais alimentos podemos ou não comprar. Se decidirem que não devemos comer pizza, carne bovina, frangos, ovos, ela desaparecerá de nossas opções. Em seu lugar, poderemos encontrar pizzas feitas com farinha de inseto, carnes geneticamente modificadas e criadas em laboratórios, (Carne Falsificada) por exemplo. Se os agricultores e pescadores forem removidos do mercado, nossas refeições consistirão em carne cultivada em laboratório — este é o plano deles.

Larry Fink, CEO de um dos maiores, se não o maior banco do mundo, BlackRock, mencionou: "Se criássemos uma verdadeira moeda digital global — odeio a palavra criptografia... então não haveria mais lavagem de dinheiro." Ele acredita que, com tudo identificado e fluindo perfeitamente, haveria uma supervisão completa das transações.

A implementação das Moedas Digitais dos Bancos Centrais traz consigo um potencial assustador de controle governamental e perda de liberdade individual. A retórica da salvação econômica esconde uma agenda de escravidão digital e controle total sobre nossas vidas. 

A crescente onda de protestos agrícolas em todo o mundo, da Holanda à Índia, é um indicador alarmante dos desafios enfrentados pelos agricultores contemporâneos. Embora esses protestos possam parecer desconexos à primeira vista, eles compartilham uma preocupação comum: a sobrevivência da agricultura em meio a guerra crescente contra os agricultores e alimentos convencionais.

É crucial que fiquemos atentos e questionemos os verdadeiros motivos por trás dessas mudanças. Apoiar os agricultores locais e preservar nossos direitos e liberdades individuais pode ser a chave para resistir a essa nova ordem econômica global.
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.