Neurocientista japonês Dr. Hiroto Komano alarmado com aumento explosivo de demência entre indivíduos vacinados com COVID: estudo massivo de aproximadamente de 600.000 pessoas

"É inacreditável que eles também estejam desenvolvendo outras vacinas com RNA mensageiro!"


Neurocientista japonês Dr. Hiroto Komano alarmado com aumento explosivo de demência entre indivíduos vacinados com COVID: estudo massivo de aproximadamente de 600.000 pessoas

Em um episódio recente do Canal de Masako Ganaha postado em 16 de junho de 2024, o Professor Dr. Hiroto Komano, um renomado neurocientista e professor do Departamento de Neurociência da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Iwate Medical University, compartilhou suas sérias preocupações sobre a ligação entre a vacinação COVID-19 e um aumento nos casos de demência.

Dr. Komano tem um pedigree acadêmico impressionante. Depois de se formar na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de Tóquio, ele atuou como assistente na universidade e ocupou cargos de pesquisa na Universidade de Stanford e na Escola de Medicina da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos. Ele também atuou como diretor de laboratório no Centro Nacional de Geriatria e Gerontologia em abril de 2007. Sua pesquisa primária se concentra na compreensão das moléculas envolvidas no início e prevenção da doença de Alzheimer.

Durante a entrevista, o Dr. Komano falou sobre um estudo da Coreia do Sul, publicado recentemente no International Journal of Medicine por Roh et al. em 28 de maio de 2024. Este estudo é altamente notável porque analisou os dados de saúde de 519.330 pessoas que receberam duas doses da vacina COVID-19. E compararam esses indivíduos vacinados com cerca de 38.687 pessoas que não receberam a vacina. Este é um dos maiores estudos do gênero até agora, tornando suas descobertas incrivelmente significativas.




O Dr. Komano destacou várias descobertas preocupantes: em primeiro lugar, mostrou que a incidência de comprometimento cognitivo leve (CCL), um estágio inicial de demência, mais do que dobrou entre os indivíduos vacinados em comparação com aqueles que não foram vacinados. Além disso, dentro de três meses após a vacinação, o número de pessoas vacinadas que desenvolveram demência, incluindo a doença de Alzheimer, aumentou em mais de 20% em comparação com os indivíduos não vacinados.

Ele enfatizou o aumento preocupante de casos de demência, afirmando: "Um aumento na demência seria desastroso. Os idosos que sobrevivem, mas ficam com um risco maior de desenvolver demência." Atualmente, "uma em cada cinco pessoas com mais de 65 anos já tem demência.A situação pode piorar dramaticamente, com o Dr. Kamano advertindo: "Isso significa que pode se tornar duas em cada cinco pessoas."Se a vacinação continuar sem controle, o número de casos de demência só aumentará, representando um desafio significativo de saúde pública.

Além das descobertas sobre a ligação potencial entre a vacinação COVID-19 e a demência, o Dr. Komano expressou sérias preocupações sobre as implicações mais amplas da administração de tais vacinas. Ele alertou: "Administrar esta vacina, seja uma vacina COVID-19 ou uma vacina de replicon, leva a um sistema imunológico enfraquecido devido à indução de IgG4, e as pessoas morrem de outras doenças." O Dr. Komano também destacou os potenciais efeitos prejudiciais sobre as crianças e as taxas de natalidade.

Criticando a natureza experimental da vacina COVID-19, o Dr. Komano expressou sua crença de que os riscos associados à vacina são consideráveis. Ele alertou que os casos de demência provavelmente aumentarão significativamente se a vacinação continuar, especialmente entre os idosos. O Dr. Komano enfatizou a importância de mais pesquisas para entender os efeitos a longo prazo da vacina na saúde cognitiva.

O Dr. Komano também destacou a necessidade crítica de investigar a questão da eliminação da proteína spike/vacina, expressando profunda descrença com a situação atual: "Nada disso foi devidamente estudado e, no entanto, eles estão desenvolvendo a próxima vacina de replicon (mRNA). É inacreditável que eles também estejam desenvolvendo outras vacinas com RNA mensageiro."

Juntando-se à discussão, o eminente biólogo molecular Dr. Hiroshi Arakawa destacou as questões sistêmicas na comunidade de pesquisa. Ele ressaltou que, para muitos pesquisadores, o foco é garantir financiamento e progressão na carreira, o que muitas vezes significa evitar tópicos que não atraem apoio monetário ou levam a publicações de alto perfil. 

Ele observou: "Além disso, fazer tais anúncios pode fazer com que os pesquisadores sejam repreendidos por suas instituições", traçando paralelos com um incidente recente na Holanda, onde o Centro Princesa Maxima tentou censurar e repreender o principal autor de um artigo do BMJ que instou os governos a explorar potenciais danos da terapia gênica de mRNA.


Artigo originalmente em: PharmaFiles by Aussie17
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.