O sangue de pessoas vacinadas para COVID tem um artefato estranho… o meu incluído

Usar um microscópio para observar o sangue não é uma coisa irracional a se fazer a essa altura da pandemia de COVID


O sangue de pessoas vacinadas para COVID tem um artefato estranho… o meu incluído

Via Steve Kirsch - Recentemente, encontrei-me com um médico de medicina funcional. Entre outras coisas, os médicos de medicina funcional são conhecidos por usar microscópios de campo escuro e análises de sangue vivo, o que é evitado pela comunidade médica convencional como charlatanismo.

OK, agora que tiramos isso do caminho, vamos ao que os slides mostram.

Em primeiro lugar, usar um microscópio para observar o sangue não é uma coisa irracional a se fazer. O uso de um microscópio de campo escuro apenas fornece contraste adicional.

No meu caso, o médico tirou uma amostra de sangue de mim, colocou em uma lâmina de vidro e cobriu com uma tampa de vidro. Não estávamos em seu consultório, então a amostra secou antes que ele a examinasse, mas ele disse que o que viu era consistente com o que observou em todos os pacientes vacinados com COVID que ele olhou.

Aqui está a primeira imagem que ele enviou.

O que é estranho é o que estou chamando de “massas de terra”.

Observe às duas grandes “massas de terra” na foto. Essas “massas de terra” (a minha terminologia não é dele) são o que ele diz que só vê em pacientes vacinados. Os círculos são glóbulos vermelhos e os “picos” são apenas porque estão achatados e desidratados (já que horas se passaram desde o momento em que ele tirou a amostra).

O sangue de pessoas vacinadas com COVID tem um artefato estranho… o meu incluído

Aqui está outra lâmina do meu sangue. A parte inferior esquerda (à esquerda da “linha” diagonal escura) é apenas uma bolha de ar).

Novamente, vemos uma estranha “massa de terra” aqui logo acima da linha e abaixo das células sanguíneas. Essa é a área de preocupação.

O sangue de pessoas vacinadas com COVID tem um artefato estranho… o meu incluído


Seja o que for, é incomum.

O que é preocupante é que fui vacinado há 1 ano e meu sangue ainda é facilmente distinguível como sangue “vacinado”.

Falei com Ryan Cole e ele também não tem certeza do que é, mas acha que é importante descobrir.

Alguém acha que sabe e pode confirmar?

A última parte é a mais importante.

A hipótese do óxido de grafeno


Tem gente que acha que as folhas são óxido de grafeno, mas não provaram isso.

Algumas pessoas pensam que você pode fazer a identificação usando espectroscopia de massa, mas outros especialistas dizem que o óxido de grafeno é apenas carbono, oxigênio e hidrogênio, então não será facilmente detectável.( Recomendado: GRAFENO NAS VACINAS COVID: evidências falam por si, e provam que são projetadas para matar lentamente)

No entanto, existem maneiras inteligentes de procurar óxido de grafeno nos próprios frascos, mas não temos frascos para examinar.

Pessoalmente, não tenho ideia do que possa ser. Tem muita gente que acha que é óxido de grafeno e outros que acham que é outra coisa. (Recomendado: Substância tóxica: Fim do jogo para quem está injetando vacinas Covid com óxido de grafeno
)

Comentários do leitor

Há uma variedade de opiniões dos leitores. Alguns estão certos de que essas estruturas apareceram antes das vacinas COVID e não são nada para se preocupar. Outros estão confiantes de que são algo que se deve preocupar.

Por exemplo, Phil Walsh escreve:

Trabalhei por algumas décadas como microscopista e especialista em cultura de tecidos e examinei meu próprio sangue com bastante frequência com o uso de escopos de pesquisa de alta qualidade. Grandes inclusões de sangue como essa simplesmente não eram vistas antes do COVID. Meu melhor palpite é que essas são, de fato, camadas de óxido/hidróxido de grafeno com a espessura de um átomo que se dobram facilmente várias vezes em uma estrutura de “massa terrestre”. Acredito que a razão para manter os frascos em temperaturas tão baixas antes do uso é porque os minúsculos flocos de grafeno do tamanho de nanômetros começarão a se autoagregar em folhas hexagonais cada vez maiores em forma de favo de mel à temperatura ambiente e acima. Isso explicaria a microcoagulação nos delicados vasos capilares, com concomitante elevação dos níveis de troponina em pessoas vacinadas. Eu sugiro repetir o exame de sangue e ver imediatamente antes que ocorra a dessecação. Você também pode trazer um ímã perto do slide para ver se algum movimento pode ser detectado. A partir da literatura, parece que o GO possui propriedades paramagnéticas interessantes. Quanto ao objetivo do GO, Posso apenas especular que essas folhas podem formar o substrato para a construção de biocircuitos/sensores de nível nano para rastreamento/controle/etc. O estado da arte deste tipo de tecnologia é completamente alucinante. Informações acessíveis no setor público são alarmantes o suficiente. O que a DARPA e outras entidades criaram ao longo de muitas décadas provavelmente está além do que qualquer um de nós pode imaginar.


Análise de frascos feita por outros


Essas análises revelam estruturas de automontagem e levantam hipóteses sobre o óxido de grafeno:

Podemos resolver o debate se eu conseguir um frasco da vacina para testar

Se alguém me conseguir um frasco de vacina que possamos testar, podemos encerrar o debate. Ninguém parece querer fazer isso. Eu quero saber porque?

A suposição mais razoável é porque eles têm medo do que podemos encontrar. O que torna ainda mais importante obter pelo menos um frasco para examinar.

Outros receberam frascos para olhar, mas a análise que quero fazer será bem diferente e, espero, mais reveladora.

Leia mais em: SteveKirsch.Substack.com
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Uma pequena pausa antes de continuar


Este site usa cookies e outros serviços para melhorar sua experiência. Ao usar nosso site, você concorda com nossa Política de Privacidade e Termos.