Indústria farmacêutica

Siga o dinheiro: a Pfizer pagou milhões de dólares para agência reguladora pela aprovação da vacina COVID

Indústria farmacêutica: A Pfizer pagou quase US $ 2,8 milhões para a agência reguladora americana  Food and Drug Administration (FDA) como parte da aprovação de vac...

Fabio Allves
Compartilhe:
Nos Apoie
Siga o dinheiro: a Pfizer pagou milhões de dólares para agência reguladora pela aprovação da vacina COVID

A Pfizer pagou quase US $ 2,8 milhões para a agência reguladora americana 
Food and Drug Administration (FDA) como parte da aprovação de vacina COVID, revelam documentos. Você leu certo: quase METADE de todo o orçamento do FDA vem das empresas farmacêuticas que eles deveriam monitorar. Mas isso não parece ter acontecido somente nos Estados Unidos. 

Em janeiro deste ano aqui no Brasil, em audiência pública sobre vacinar crianças, revelou que alguns "especialistas" que foram favoráveis a vacinação de crianças de 5 a 11 anos possuem algum tipo de conflitos de interesses, alguns, foram até mesmo patrocinados por empresas como a Pfizer e AstraZeneca. Será que a Anvisa e políticos também não recebeu grandes quantias para aprovar a vacina da Pfizer tão rápido quanto um tiro?

De acordo com a Pharmaceutical Technology, US$ 2,8 milhões certamente não parece muito dinheiro para uma empresa como a Pfizer, que teve um crescimento impressionante de 92% na receita no ano passado , faturando US$ 81,3 bilhões em 2021. Mas isso ainda é muito dinheiro para desembolsar para uma empresa da qual a Pfizer dependia para ter sua vacina COVID COMIRNATY totalmente aprovado.

A revelação da transação de US$ 2,8 milhões entre a Pfizer e a FDA foi revelada em uma das várias dezenas de documentos divulgados pela FDA em resposta a uma ordem judicial recente, que exigia que a FDA liberasse 55.000 páginas por mês de dados de ensaios clínicos da Pfizer para o público (que é uma taxa significativamente mais rápida do que a Pfizer e a FDA esperavam originalmente).

O documento em inglês “Prescription Drug User Fee Payment”/ ou [Pagamento da Taxa de Usuário de Medicamentos Prescritos
] mostra que a Pfizer deu à FDA $ 2.875.842,00 como parte de uma “taxa de usuário de drogas” em abril de 2021. Alguns meses depois, em agosto de 2021, a FDA concedeu aprovação total ao mRNA COMIRNATY COVID-19 da Pfizer Vacina .

Escusado será dizer que um cheque de $ 2,8 milhões é grande o suficiente para ser perdido pelo FDA se eles decidissem não aprovar o medicamento da Pfizer.

Quanto ao restante do financiamento do FDA, um relatório de junho de 2021 do Congressional Research Services, chamado The Food and Drug Administration (FDA) Budget: Fact Sheet, revela que “Desde a promulgação do PDUFA em 1992, os gastos do FDA com taxas de usuários geralmente aumentou, tanto em termos absolutos quanto como parte do orçamento total da FDA, representando mais de 45% do nível total do programa do ano fiscal de 2020 da agência”. PDUFA refere-se à Lei de Taxas de Usuários de Medicamentos com Prescrição, uma lei aprovada pelo Congresso dos EUA que permite que a FDA colete taxas de fabricantes de medicamentos para financiar o processo de aprovação de medicamentos.

Conflitos de interesses financeiros não são novidade na pesquisa... o governo vai começar a ser mais transparente também?


O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA define conflito de interesse financeiro (FCOI) como uma situação em que “o funcionário(s) designado(s) pelo destinatário determina razoavelmente que o interesse financeiro significativo de um investigador pode afetar direta e significativamente o projeto, a conduta ou o relatório de [pesquisa.]."

Esses conflitos de interesse também parecem ser muito mais comuns do que as pessoas imaginam. Uma revisão sistemática recente publicada em abril de 2021 no Mayo Clinic Proceedings: Innovations, Quality & Outcomes descobriu que, entre 37 estudos que investigam diretrizes de prática clínica, quase metade (45%) tinha pelo menos um 
conflito de interesse financeiro e que a prevalência por estudo variou de 6% a 100%.

Essas agências reguladoras e políticos algum dia será franco sobre seus próprios conflitos financeiros de interesse e laços complicados com a gigante indústria farmacêutica? Porque as pessoas são rotuladas como “anti-vacina” simplesmente por trazer à tona a questão muito real, prevalente e pertinente dos conflitos de interesses financeiros? E se as pessoas estão tão dispostas a “seguir a ciência”, elas não deveriam pelo menos “seguir o dinheiro” para adicionar contexto aos dados que estão sendo usados?
Publicidade
Publicidade
Explore mais em: Coronavírus , Covid-19 , descobrindo , dinheiro , Indústria farmacêutica
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor

Para impulsionar sua saúde:

MAIS RECENTES