Vacinação

Efeito colateral das vacinações: festa com vacinados contamina ao menos 60 já vacinados, com casos suspeitos de "variante"

Vacinação: Essa é a pergunta, para que o passaporte de vacina se é os vacinados que estão contaminando tudo?  Passaporte de vacina, é, na verdade, o mo...

Coletividade Evolutiva
Compartilhe:
Nos Apoie: Doação
Efeito colateral das vacinações: festa com vacinados contamina ao menos 60 já vacinados, com casos suspeitos de "variante"

  • Essa é a pergunta, para que o passaporte de vacina se é os vacinados que estão contaminando tudo? 
  • Passaporte de vacina, é, na verdade, o modo de roubar a liberdade, e controlar não o vírus, mas sim as pessoas, isso é um perigo, porque abre portas para uma ditadura sem precedentes.

Essa, baseando em medicina por evidência, uma prova clara que as injeções estão piorando as coisas, não melhorando - Pelo menos 17 pessoas que participaram de uma festa da empresa em Oslo, na Noruega, são casos suspeitos da variante ômicron da Covid-19 apesar de todos vacinados. Mais da metade dos 100 participantes testaram positivo para o coronavírus e todos estavam vacinados, de acordo com a prefeitura da capital da Noruega.

Entre 100 e 120 pessoas se reuniram na sexta-feira passada para uma festa de confraternização da empresa Scatec, que atua na produção de energia solar. Um dos participantes havia viajado recentemente para o sul da África.

"Todos estavam vacinados, ninguém apresentava sintomas e todos fizeram autoexame antes do encontro", afirmou Tine Ravlo, funcionária do departamento de saúde do município. "Tudo estava em ordem e nenhuma regra foi desrespeitada", disse.

O balanço ainda é provisório e pode aumentar com o avanço dos testes de sequenciamento. "Até agora, 60 pessoas testaram positivo para a Covid-19 nos exames de PCR, e quatro com os antígenos. 

Dezessete provavelmente com ômicron, mas isto precisa ser confirmado. Há apenas um caso confirmado de ômicron após o sequenciamento", afirmaram as autoridades de Oslo, em um comunicado.

Até o momento, nenhum dos participantes desenvolveu um quadro grave da doença, informou Ravlo. A maioria deles apresenta sintomas leves, como dor de cabeça, inflamação na garganta e tosse. 

As suspeitas de que os contágios foram causados pela variante ômicron começaram depois do sequenciamento de alguns testes, e o processo ainda não foi concluído. Na quinta-feira, após a detecção do suposto foco de ômicron, o governo norueguês anunciou uma série de restrições em Oslo e nas áreas próximas à capital. 

"O que podemos observar é que ômicron se propaga rapidamente, apesar da vacinação. É mais uma informação terrível em meio à pandemia", explicou o epidemiologista francês, Antoine Flahau, à AFP.

Reações de vacinas propaga como efeito de variantes


De acordo com o relatório, quatro casos da nova variante foram relatados e registrados em 22 de novembro em Botswana, Africa do sul, um dos países onde menos vacinou no mundo, no entanto, a suposta variante surgiu de pessoas totalmente vacinadas que viajaram para o país conforme o presidente de Botswana confirmou.

“O relatório preliminar revelou que a suposta variante Ômicron foi encontrada em quatro pessoas, todos os quatro haviam sido completamente vacinados contra COVID-19”, de acordo com as autoridades de Botswana.

Do Presidente do Botswana, onde a variante foi descoberta pela primeira vez:

Numa declaração subsequente, o governo revelou que a nova variante “foi detectada em quatro estrangeiros que entraram no Botswana a 7 de novembro de 2021, numa missão diplomática”. saiba mais aqui
Publicidade

Explore mais em: Coronavírus , Covid-19 , Vacina , Vacinação
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor

MAIS RECENTES