Vacinação

É INSANO: "Vacina Covid comprovada que mata é Autorizada pela Anvisa em crianças de 5 a 11 anos

Vacinação: A decaída Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso da "vacina" potencialmente mortal da Pfizer (que não ...

Fabio Allves
Compartilhe:
Nos Apoie: Doação
É INSANO: "Vacina Covid comprovada que mata é Autorizada pela Anvisa em crianças de 5 a 11 anos

A decaída Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou o uso da "vacina" potencialmente mortal da Pfizer (que não é experimental apenas no registro) contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos de idade no Brasil.

No entanto, as informações da decaída Anvisa, dizem, que, a dosagem da vacina para esta faixa etária de 5 a 11 anos será ajustada e menor (um terço) que aquela utilizada por maiores de 12 anos. Ajustada por doses provavelmente, porque não vão parar em apenas uma única aplicação caso a criança ainda esteja viva até iniciar a segunda, terceira e assim por diante do veneno.

Milhões de crianças serão para sempre afetadas por essas injeções mortais.


Os efeitos mortais das vacinas Covid que está acontecendo em todo o mundo, inclusive no Brasil, foi já admitido pelo Ministério da Saúde do Japão, que tem recebido vários relatórios de jovens que desenvolveram inflamação cardíaca grave após tomar as vacinas Pfizer ou Moderna de tecnologia experimental de mRNA que os levaram a declarar publicamente.

Em todo o mundo, atletas, treinadores e árbitros anteriormente saudáveis ​​desmaiam em campo com problemas cardíacos. O Japão está observando problemas cardiovasculares semelhantes em homens jovens e de meia-idade.

Reações potencialmente mortais das injeções estão sendo tratadas como "normais" - Thanh Hoa, uma província do Vietnã, suspendeu todo o uso da "vacina" do coronavírus Covid-19 da Pfizer depois que um único lote fez com que mais de 120 alunos fossem hospitalizados devido aos ferimentos.

Graças aos esforços de um grupo chamado Public Health and Medical Professionals for Transparency, agora temos documentos confidenciais que mostram que a Pfizer e a agência reguladora americana FDA, semelhante à decaída Anvisa do Brasil, sabiam no início de 2021 que as vacinas de mRNA da pfizer estavam matando milhares de pessoas e causando abortos espontâneos enquanto prejudica três vezes mais mulheres do que homens.

O Dr. McCullough, citando um artigo de pré-impressão sobre inflamação do coração entre jovens receptores de vacina, particularmente jovens do sexo masculino. Dr. McCullough diz: "As chances de miocardite e hospitalização com miocardite para uma dessas crianças que será forçada à vacinação... É maior que ser hospitalizado por Covid-19.”

O risco de uma criança ficar gravemente doente com COVID-19 é de fato “incrivelmente raro”. No entanto, assim como especialistas de renome estão alertando e o que temos observado ao longo desses experimentos — após a implementação dessas substâncias experimentais que já tem ceifado milhares de vidas, forem administradas em crianças e jovens, esse cenário de crianças ficarem raramente doentes com Covid provavelmente mudará como já demonstra dados do Reino Unido.

Assista à Dra: Raíssa


A médica e cientista brasileira Dra: Raíssa faz um alerta nacional junto da comissão da medicina da verdade em Brasília; alerta sobre os efeitos já comprovados das vacinas poderão causar as possíveis e inevitáveis reações adversas de médio e longo prazo, como doenças de AVC, coágulos sanguíneos, ataques cardíacos, embolias pulmonares, trombose, etc, - no final deste ano, e no ano de 2022-23.



Publicidade

Explore mais em: Coronavírus , Covid-19 , Vacina , Vacinação
Compartilhe:
Nos Apoie com um donativo
Este artigo pode conter afirmações que refletem a opinião do autor

MAIS RECENTES