Adquira agora o e-book CULTIVANDO HORTA ORGÂNICA e  apenda tudo sobre o cultivo de hortas, do básico ao avançado,  desde o plantio até a colheita.
Últimas-notícias

"Pandemia da Fome": Agricultores de todo o mundo estão preocupados com o colapso da cadeia de abastecimento

Últimas-notícias: "Pandemia da Fome": Agricultores de todo o mundo estão preocupados com o colapso da cadeia de abastecimento... Agricultores em todo o mundo estão preocupados com o colapso em curso da cadeia de abastecimento

Fabio Allves
Compartilhe:
"Pandemia da Fome": Agricultores de todo o mundo estão preocupados com o colapso da cadeia de abastecimento

Agricultores em todo o mundo estão preocupados com o colapso em curso da cadeia de abastecimento que terá um efeito desastroso sobre a produção da safra de 2022. Os agricultores da América do Sul, especialmente aqui no Brasil, estão lidando com uma perspectiva terrível para suas futuras colheitas e consequentemente, pode inevitavelmente levar a colheitas menores, escassez de alimentos e aumentos esmagadores nos preços.

Os preços dos fertilizantes estão sendo impulsionados pelas crises de energia em curso na Europa, China e outros lugares. O aumento de custo ocorre no momento em que os preços globais dos alimentos atingem a maior alta em 10 anos.

A  Administração Geral das Alfândegas  implementou os novos regulamentos em 15 de outubro.  A agência colocou requisitos de inspeção adicionais em 29 categorias de produtos fertilizantes, incluindo fertilizantes de ureia e nitrato de amônio.

A China é um dos maiores produtores mundiais de fertilizantes. É líder mundial na produção de fertilizantes de nitrogênio e fosfato e é o quarto maior produtor de fertilizantes de potássio. É também um dos maiores exportadores mundiais de fertilizantes, respondendo por cerca de 30% do comércio global.

Michael Langemeier, economista agrícola da Purdue University , acredita que a situação que os agricultores brasileiros estão enfrentando pode ser pior que a dos agricultores norte-americanos estão enfrentando.

Langemeier destaca que uma das maiores preocupações dos agricultores brasileiros é a grande escassez de fertilizantes. “Meu entendimento é que o Brasil importa a maior parte de suas necessidades de fertilizantes - até mais do que nós”, disse ele.

Jim Mintert, outro economista agrícola de Purdue, acredita que a produção do Brasil para a safra de 2022 é uma “incógnita”. A produção sul-americana desempenha um papel vital na demanda geral por produtos agrícolas.

“Do lado da demanda, acho que o maior problema é quando veremos uma recuperação e a demanda por exportações, principalmente para a China”, disse Mintert. Ele acredita que o Brasil controlará parcialmente a demanda futura por muitas das maiores safras dos EUA, como milho e soja.

“Mas [há] uma enorme incerteza em termos do que esse aumento nos preços dos insumos afetará a produção no próximo ano”, continuou Mintert.

Agricultores no Brasil estão preocupados que por conta da escassez de fertilizantes possa durar até 2022 a produção. O fornecimento de fertilizantes para o ano tem sido adequado até agora, mas os estoques do país estão diminuindo rapidamente. Muitos agricultores já estão pensando em reduzir a quantidade de fertilizante que usam, o que afetará o rendimento geral das colheitas e consequentemente nas prateleiras de alimentos e nos preços.

Outro fator que pode afetar a futura produção brasileira é algo que nenhum agricultor do país pode controlar: o clima. Nosso clima está sendo intencionalmente modificado pelos programas de geoengenharia para colapsar os países, e de fato, tem causado enormes estragos em termos de alterações climáticas extremas por essa manipulação nefasta da agenda dos globalistas.

Na safra passada, a produção de milho do Brasil sofreu devido às condições climáticas extremas. A seca intensificada pela geoengenharia, devastou quase metade de toda a produção em algumas localidades do país. Com 67% do fornecimento de energia no Brasil vindo de usinas hidrelétricas, a seca afetou os agricultores que tiveram que pagar pela energia.

No Brasil, os agricultores relataram que muitas entregas de fertilizantes foram canceladas. Na França, maior produtor agrícola da União Européia, um funcionário alertou que o país enfrentará em breve dificuldades para obter fertilizantes.

Esses importadores líquidos terão que contar com outros países para alguns de seus pedidos de fertilizantes, o que aumentará a concorrência e levará a preços ainda mais altos dos fertilizantes. Isso poderia impactar negativamente os agricultores americanos, que já estão lidando com uma série de problemas relacionados à crise da cadeia de suprimentos. Não se esqueça, o que está acontecendo é uma agenda globalistas bem elaborada para uma reconfiguração global dos sistemas mundias, caos e morte.

 Não perca tempo: crie sua própria horta orgânica em sua casa antes do colapso, ela poderá  te salvar e economizar. Clique aqui.
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Veja mais sobre: , , , , , , , , , ,
Compartilhe:
RELATAR ERROS:

: Ao reproduzir este artigo: Uso não comercial OK, cite | coletividade-evolutiva.com.br | com um link clicável. Siga Coletividade Evolutiva nas | REDES SOCIAIS | Apoie o nosso trabalho com uma | DOAÇÃO |
Fabio Allves

Autor: Fabio Allves

Fundador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas, questionando as raízes que constitui aparentemente nossa realidade, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tenho como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar.

MAIS RECENTES