Facebook e Verificadores de Fatos são processados por censura e violação da liberdade de expressão

Receba nosso conteúdo no | Telegram
Facebook e Checadores de Fatos são processados por censura e violação da liberdade de expressão

A organização Children's Health Defense (Defesa da Saúde das Crianças), fundado por Robert F. Kennedy Jr, um advogado e ativista ambiental americano, antivacina e autor de uma longa lista de livros publicados, incluindo best-sellers. Kennedy é filho de Robert F. Kennedy e sobrinho do ex-presidente John F. Kennedy, - acaba de lançar um novo processo legal contra o Facebook, Mark Zuckerberg e três dos chamados “verificadores de fatos” do Facebook, um grande conluio fraudulento de "checagem de fatos", que nada mais são do que silenciadores da verdade e violadores da liberdade de expressão, além de propagandistas dos interesses corporativos de globalistas, fingindo ser os sacerdotes da "verdade". Recomendado: Quem verificará os verificadores de fatos?

O Children's Health Defense anunciou que está processando o Facebook e três verificadores de fatos por fraude e difamação, apontando que a censura do Facebook ao discurso verdadeiro sobre o coronavírus (ou vacinas) é essencialmente administrada pelo Centro para Controle e Prevenção de Doenças CDC dos EUA, uma organização governamental. Isso significa que a censura do Facebook viola a Primeira Emenda dos EUA, ou seja, a (Liberdade De Expressão) no qual, proíbe especificamente o governo de interferir na liberdade de expressão.

Por meio de seu anúncio oficial:

Washington, DC - 18 de agosto de 2020 - Children's Health Defense (CHD) entrou com um processo na segunda-feira no Tribunal Federal de São Francisco acusando o Facebook, Mark Zuckerberg, e três agências de verificação de fatos de censurarem postagens de saúde pública verdadeiras e por deturpar e difamar o Children's Health Defense de forma fraudulenta. O Children's Health Defense é um grupo de vigilância sem fins lucrativos que elimina a corrupção em agências federais, incluindo os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC), a Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Comissão Federal de Comunicações (FCC), e expõe irregularidades no setor farmacêutico e indústrias de telecomunicações. O Children's Health Defense tem sido um crítico frequente da segurança das redes WiFi e 5G e de certas políticas de vacinas que o Children's Health Defense afirma colocar os lucros da Grande Indústria Famacêutica à frente da saúde pública. O Children's Health Defense criticou ferozmente a corrupção de agências na OMS, CDC e FCC.

De acordo com a Reclamação do Children's Health Defense , o Facebook tem conflitos insidiosos com a indústria farmacêutica e suas agências de saúde cativas e tem participações econômicas em telecomunicações e 5G. O Facebook atualmente censura a página do Children's Health Defense, visando sua eliminação de informações factuais sobre vacinas, 5G e agências de saúde pública.

O Facebook reconhece que coordena sua campanha de censura com a OMS e o CDC. Embora decisões judiciais anteriores tenham defendido o direito do Facebook de censurar suas páginas, o Children's Health Defense argumenta que as colaborações generalizadas do governo com o Facebook tornam a censura do Children's Health Defense uma violação da Primeira Emenda dos EUA.

O papel do governo na censura do Facebook é mais profundo do que sua estreita coordenação com o CDC e a OMS. A censura do Facebook começou por sugestão do poderoso congressista democrata e presidente do comitê de inteligência, representante Adam Schiff, que em março de 2019 pediu ao Facebook para suprimir e eliminar o conteúdo da Internet que critica as políticas governamentais de vacinas. Facebook e Schiff usam o termo “desinformação” como um eufemismo para qualquer declaração, verdadeira ou não, que contradiga os pronunciamentos oficiais do governo.

A OMS emitiu um comunicado à imprensa elogiando o Facebook por coordenar sua campanha de censura em andamento com as autoridades de saúde pública. No mesmo dia, o Facebook publicou uma “etiqueta de advertência” na página do Children's Health Defense, o que implica que o conteúdo do Children's Health Defense é impreciso e direciona os seguidores do Children's Health Defense a recorrer ao CDC para obter “informações confiáveis ​​e atualizadas”. Este é um caso importante da Primeira Emenda que testa os limites da autoridade governamental para censurar abertamente críticas indesejadas ao governo

Os advogados, Robert F. Kennedy Jr., Roger Teich e Mary Holland representam a Children's Health Defense no litígio.
O processo também desafia o uso do Facebook dos chamados "verificadores de fatos independentes" - que, na verdade, não são independentes nem baseados em fatos - para criar conteúdo de oposição da página do Children's Health Defense, literalmente sobreposto ao conteúdo original do Children's Health Defense, sobre questões abertas de ciência controvérsia. Para silenciar ainda mais a dissidência do Children's Health Defense contra importantes políticas governamentais e sua crítica aos produtos farmacêuticos, o Facebook desativou o botão de doação do Children's Health Defense e usa uma variedade de tecnologia enganosa ( ou seja, shadow banning) para minimizar o alcance e a visibilidade do conteúdo do Children's Health Defense.

Em suma, o Facebook e o governo conspiraram para silenciar o Children's Health Defense e seus seguidores. Essas táticas estão fundamentalmente em desacordo com a Primeira Emenda, que garante ao público americano os benefícios para a democracia do livre fluxo de informações no mercado de idéias. Ele proíbe o governo de censurar o discurso privado - especialmente o discurso que critica as políticas ou funcionários do governo. Como o juiz Holmes disse, “o melhor teste da verdade é o poder do pensamento de ser aceito na competição do mercado”. A atual pandemia COVID torna a necessidade de um debate público aberto e intenso sobre questões de saúde mais crítica do que nunca.

Mark Zuckerberg afirma publicamente que as plataformas de mídia social não devem ser “os árbitros da verdade”. Este caso expõe Zuckerberg por trabalhar com o governo para suprimir e eliminar críticas indesejadas de funcionários e políticas governamentais.

O tribunal decidirá se o novo modelo de negócios do Facebook dirigido pelo governo de "rótulos de advertência" falsos e enganosos, "checagem de fatos" enganosa e desabilitação do botão de doação de uma organização sem fins lucrativos será aprovado sob a Primeira e Quinta Emendas, a Lei Lanham, e RICO. Esses estatutos protegem o Children's Health Defense contra fraude eletrônica, falsa depreciação e declarações propositalmente falsas.

O Children's Health Defense pede ao Tribunal que declare as ações do Facebook inconstitucionais e fraudulentas e conceda medidas cautelares e danos.

Durante a coletiva de imprensa, os advogados responderão a perguntas da mídia e dos cidadãos interessados. Cadastre-se abaixo para receber o link da coletiva de imprensa.

Você pode se inscrever para a conferência CHD neste link .
Continue lendo após a publicidade
Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Se conecte com nós nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram


Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram

Talvez você goste