Bolsonaro e Hidroxicloroquina: os fatos sendo negados pelas organizações de "saúde"

Compartilhar - ignore a censura, compartilhe esse link no Facebook |Copiar

Bolsonaro e Hidroxicloroquina: os fatos sendo negados pelas organizações de saúde

O presidente Jair Bolsonaro com 65 anos, considerado do grupo de risco de morte, pela arma biológica coronavírus chinês Covid-19, parece que foi exposto ao vírus. Segundo em suas próprias palavras, o resultado deu positivo o qual se submeteu para detectar se estava com Covid-19. O presidente afirmou que chegou a ter febre de 38 graus, mas que, à noite, a temperatura começou a ceder. Relatou também que sentiu mal-estar e cansaço. Disse que agora está se sentindo "perfeitamente bem".

De acordo com Bolsonaro, ele tomou hidroxicloroquina e azitromicina, protocolo para combater a doença, o remédio foi suprimido pela Organização Mundial de "Saúde",(OMS) por claramente ter interesses obscuros, afirmando que não funciona positivamente no tratamento do vírus, o que logicamente as organizações de saúde, dos países e órgãos reguladores como a ANVISA, subsidiadas da OMS, renegaram também o tratamento, e com isso milhares estão indo a òbito

Presidente Bolsonaro:

"Estou bem, estou normal. Em comparação a ontem [segunda], estou muito bem. Estou até com vontade de fazer uma caminhada, mas não vou fazê-lo por recomendação médica, mas eu estou muito bem", afirmou.
"O que eu posso falar para todo mundo aqui? Esse vírus é quase como, eu já dizia no passado e era muito criticado, era como uma chuva - (sinuando que é como uma gripe). Vai atingir você, né? Alguns, não. Alguns têm que tomar um maior cuidado com esse fenômeno, por assim dizer", afirmou.

Segundo a mídia G1, não há comprovação científica de que a maior parte da população necessariamente deve contrair o vírus, segundo o portal, cientistas estimam que, no Brasil, se 70% das pessoas pegassem a doença, haveria 1,8 milhão de mortes. Bolsonaro já declarou em outra ocasião que 70% dos brasileiros teriam Covid-19.

No entanto, o professor de epidemiologia de Harvard Marc Lipsitch diz que o coronavírus não será contido e que 40-70% das pessoas em todo o mundo serão infectadas, por motivos, do vírus ser silencioso, e por muitos serem expostos, mas não apresentar sintomas. Além disso, a ciência verdadeira, já revelou que o uso de máscaras não protegem contra vírus gripais, e vírus que causam doenças respiratórias, como é o caso do covid-19. Recomendado: Alerta vermelho: Passaporte de imunidade COVI-PASS para controle em massa prestes à ser lançado.



Todo o esforço para suprimir o uso da hidroxicloroquina, é tudo sobre proteger os lucros de futuras vacinas, e permanecer a redução populacional dos idosos e doentes... logo mais rastreamento, passaporte da imunidade e vacinação forçada, e finalmente a redução populacional concluída até o ano de 2030.


Se você confia na grande mídia, e nas agências de saúde e suas subsidiadas, você provavelmente já foi enganado e iludido muitas vezes. As pessoas esqueceram que a maior "coisa" cientifica, é o fato provado de funcionar ou curar, e não de estudo em papel, ou que precise de organizações declarar oficialmente que é cientifico.  Recomendado: Todos perdendo suas vidas e liberdades para o plano globalista - Agenda 2030

À claramente interesses financeiros da indústria farmacêutica, e de vacinas, em jogo no fato de o sucesso da droga Hidroxicloroquina funcionar, e rapidamente uma tentativa de substitui-lo por uma droga não provada ser eficiente, no entanto, centenas de vezes mais cara, sendo esta promovida, remdesivir. A hidroxicloroquina, uma forma mais branda da cloroquina, está em uso desde 1952 com efeitos colaterais gerenciáveis. Ele tem sido usado não apenas para tratar casos atuais, mas também para prevenir casos futuros.

O Dr. Didier Raoult tem usado com grande sucesso a hidroxicloroquina para tratar vítimas de covid-19. Está provado que o hidroxicloroquina, juntamente com a azitromicina e o zinco, foi uma cura para 79 de 80 pacientes.
Os resultados mostraram que o uso da combinação zinco, azitromicina e hidroxicloroquina diminuiu a necessidade de ventilação mecânica, admissão na UTI e a mortalidade, e transferência para cuidados paliativos. Também foi observado que esses pacientes tiveram uma probabilidade 1,5 vezes maior de receber alta e uma redução de 44% no risco de morte, em comparação com aqueles submetidos à combinação dupla dos medicamentos.  Recomendado: Bill Gates exige vacinação global com marca de certificado digital de imunidade

Conclusão:

Mas para fatos não há argumentos, hidroxicloroquina, azitromicina, e zinco, já está provado que funciona contra o vírus, além disso, antes da OMS, suprimir o medicamento, os médicos podiam exercer sua função de salvar vidas, e assim estavam com o protocolo de usar o medicamento, no entanto, agora não é mais permitido aos médicos e hospitais administrar o medicamento nos pacientes sem que tenha que seguir regras e diretrizes especificas, tudo como parte, para permanecer  a redução populacional das pessoas pobres e velhos, e a obrigatoriedade de vacinas, e roubo de liberdades humanas, em nome de combater a pandemia. Recomendado: Teoria da conspiração que se revelou real: A redução populacional começou

Editor do New England Journal of Medicine , Richard Horton, editor-chefe do The Lancet

“Não seremos capazes de ... publicar mais dados de pesquisa clínica porque as empresas farmacêuticas são tão poderosas hoje em dia ... a ponto de aceitarmos trabalhos aparentemente metodologicamente perfeitos, mas que, na realidade, conseguem concluir o que querem que eles concluam. . .”

"Tão financeiramente poderoso" e "conseguem concluir o que querem que eles concluam..."Pense bem sobre isso por um momento. Veja que tudo está sendo um grande jogo armado, para reduzir a população global, velhos e doentes, estão sendo os primeiros, e os pobres mais jovens, provavelmente através de uma vacina... Quem sabe!
Continue lendo após a publicidade

Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Compartilhar

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram