Um olhar mais afundo sobre o uso de medicina alternativa entre pacientes com câncer

Um olhar mais afundo sobre o uso de medicina alternativa entre pacientes com câncer

O Instituto Nacional do Câncer dos EUA define a medicina complementar e alternativa como produtos e práticas médicas que não fazem parte do atendimento médico padrão da indústria farmacêutica. Enquanto medicina complementar se refere a tratamentos não padronizados (por exemplo, acupuntura) usados ​​em conjunto com a medicina convencional, medicina alternativa refere-se a qualquer tratamento (por exemplo, remédios naturais) usado no lugar de tratamentos médicos padrão.

Nos últimos anos, aumentou o interesse científico em medicina complementar e alternativa, juntamente com o uso real de alternativas, especialmente entre pacientes com câncer. As terapias da 
medicina complementar e alternativa consistem em produtos botânicos e nutricionais, como suplementos alimentares e ervas. Esses produtos são considerados seguros para uso ou consumo, pois, diferentemente dos medicamentos convencionais da indústria farmacêutica, em sua maioria, sintéticos, os da medicina complementar e alternativa, no qual Isso permite que eles cumpram seu objetivo sem causar tantos efeitos colaterais indesejáveis ​​quanto os tratamentos convencionais.

Devido à crescente demanda pela 
medicina complementar e alternativa, pesquisadores da Universidade James Cook, na Austrália, decidiram investigar o uso dessas terapias naturais. Em seu estudo, publicado na revista Complementary Therapies in Clinical Practice , eles revisaram sistematicamente a literatura para determinar os perfis demográficos, prevalência e razões para o uso de medicina complementar e alternativa em pacientes com câncer .

Sua pesquisa envolveu a pesquisa de estudos em três bancos de dados diferentes que envolveram o uso da 
medicina complementar e alternativa como tratamento para câncer entre 2009 e junho de 2018. Eles descobriram que, em média, 51% dos pacientes com câncer usavam medicina complementar e alternativa durante esse período. As características comuns desses pacientes foram: jovens, mulheres, com alto nível de escolaridade, com renda alta e usuárias anteriores da medicina complementar e alternativa.

Os motivos mais comuns que esses pacientes deram para usar a 
medicina complementar e alternativa incluíam: para tratar seu câncer , influenciar sua saúde geral e tratar complicações de câncer ou terapia.

Os pesquisadores esperam que sua revisão possa ajudar a informar melhor os profissionais de saúde sobre como os pacientes com câncer,  usam a 
medicina complementar e alternativa, na forma de ajuda contra o câncer .

Formas de medicina complementar e alternativa que pacientes com câncer de usam e por que


Uma pesquisa realizada pelo Centro Nacional de Saúde Integrativa e Complementar (NCCIH) em inglês - e pelo Centro Nacional de Estatísticas de Saúde dos EUA,  revelou que cerca de quatro em cada 10 adultos e uma em cada nove crianças nos EUA usam alguma forma de tratamento medicinal complementar e alternativas. Enquanto isso, aproximadamente 85% dos pacientes americanos com câncer usam produtos naturais de saúde, terapias baseadas em dieta e práticas mente-corpo para ajudar com sua condição. 

Existem diferentes formas de medicina complementar e alternativa. Algumas dessas terapias são usadas com mais frequência do que outras devido ao número de estudos científicos que apoiam seus benefícios à saúde. Aqui estão alguns das 
medicinas complementar e alternativas mais usados ​​nos EUA:

  • Acupuntura
  • Ayurveda
  • Terapia de biofeedback
  • Manipulação quiroprática ou osteopática
  • Exercícios de respiração profunda
  • Terapias baseadas em dieta (dieta Atkins, dieta vegetariana, etc.)
  • Tratamentos homeopáticos
  • Massagem
  • Meditação
  • Produtos naturais
  • Naturopatia
  • Relaxamento progressivo
  • Qi gong
  • Tai chi
  • Ioga

De acordo com um estudo canadense recente publicado na Current Oncology , pacientes com câncer tendem a confiar mais em produtos naturais e suplementos vitamínicos do que em qualquer outra forma de tratamento convencional. De fato, os pesquisadores descobriram um aumento no uso de produtos biológicos, como chás de ervas, suplementos de curcumina , maconha medicinal e alimentos probióticos, entre os participantes do estudo após o diagnóstico de câncer. Cerca de 66 por cento dos participantes também admitiu o uso de suplementos vitamínicos, o mais comum dos quais era a vitamina D . Outros suplementos que os pacientes com câncer usam incluem cálcio, multivitamínicos, vitamina C, vitaminas B, magnésio, ferro, vitamina E e zinco.

Quando perguntados por que eles se voltaram para a medicina complementar e alternativa, os pesquisadores descobriram que a maioria dos pacientes com câncer acredita que essas terapias podem ajudar a estimular a capacidade do corpo de combater o câncer. Os participantes também contam com que a medicina complementar e alternativa ajudam a relaxar ou dormir, melhorar seu bem-estar físico e psicológico e aliviar os efeitos colaterais dos tratamentos contra o câncer.

Fonte original: Naturopathy.news
Estamos preocupados com a censura e exclusão da nossa página no Facebook. Por isso, incentivamos todos que desejam continuar a receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar.
Siga-nos nas redes para atualizações - (Instagram) (Facebook) (Twitter)




Amazon prime