Notícias Recentes

Coronavírus tem período de incubação de até 24 dias, governos liberam após 14 dias apenas

Coronavírus tem período de incubação de até 24 dias, governos liberam após 14 dias apenas

A quarentena de 14 dias baseia-se no pressuposto de que esse coronavírus renomeado agora para Covid-19, possui um período máximo de incubação de 14 dias. Mas se essa suposição estivesse errada? E se alguns pacientes realmente experimentassem um período de incubação de 24 dias antes de aparecerem os sintomas?  Se fosse esse o caso, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA, e os governos brasileiros, estariam liberando pessoas para a (população) 10 dias antes do tempo, contribuindo efetivamente para o surto.


No entanto, a grande mídia, já estão dando a entender, que a culpa da pandemia do novo coronavírus, Covid-19, não são das organizações supostamente de saúde e governos, logo que, já estão "culpando" pessoas, ou "rotulando-os" de ― como diz o site G1, chamada superdisseminação que é quando pacientes transmitem infecções para um grande número de pessoas. Dizem ainda ― Na maioria das vezes não é culpa deles, mas eles acabam tendo um impacto significativo na disseminação das doenças.

Embora sentimos um grande remorso por qualquer ser humano preso em uma quarentena, todo o objetivo da quarentena é isolar as pessoas infectadas por toda a duração da incubação do vírus. Se as quarentenas não cobrirem toda a gama de durações de incubação esperadas, elas inevitavelmente liberarão algum número de pessoas infectadas na população em geral, e o mais triste, nem mesmo elas saberão que estão infectadas, e infectarão seus próprios familiares se esse for o caso de incubação do vírus em 24 dias.


Adivinha? É exatamente o que está possivelmente acontecendo, de acordo com um artigo científico publicado no site MedRxIV, apoiado pelo British Medical Journal e Yale. O estudo, intitulado" Características clínicas da nova infecção por coronavírus em 2019 na China ", é anotado como uma "pré-impressão" que "não foi revisada por pares", mas o estudo observa que os períodos de incubação do coronavírus variam de zero dias a 24 dias.


O estudo foi baseado em 1,099 pacientes com 
Covid-19 confirmado por laboratório, reunidos em 552 hospitais em 31 províncias, até 29 de janeiro de 2020, explica o resumo. O site Naturalnews.com, assegurou e postou uma cópia de segurança do PDF original aqui , apenas no caso de MedRxIV remove-lo o estudo ou a discrição edita do papel.

O período médio de incubação foi de 3,0 dias. A conclusão do artigo não é uma boa notícia para o mundo:

A epidemia de Covid-19 se espalha rapidamente pela transmissão de humano para humano. Achados radiológicos normais estão presentes em alguns pacientes com infecção por Covid-19 . A gravidade da doença (incluindo saturação de oxigênio, frequência respiratória, contagem de leucócitos / linfócitos no sangue e manifestações de raios X / TC no tórax) prediz resultados clínicos ruins.

Notavelmente, apenas 1,18% dos pacientes estudados pelos pesquisadores tiveram contato direto com a vida selvagem. Quase todo mundo no estudo pegou o vírus de outras pessoas, ressaltando a transmissão de humano para humano que está explodindo na China.



Se o período de incubação durar até 24 dias, os governos de todo o mundo estão liberando pacientes infectados após quarentena insuficiente de apenas 14 dias


Embora uma quarentena de 14 dias sem dúvida cubra a grande maioria dos possíveis portadores, se mesmo 1% dos pacientes demonstrarem períodos de incubação com duração significativamente superior a 14 dias, isso ainda é suficiente para desencadear um surto na população em geral.

Isso se deve ao fato de que o CDC admitiu que cometeu um erro no laboratório e "acidentalmente" libertou uma pessoa de um centro de quarentena na Califórnia muito antes do requisito de 14 dias de quarentena. Como informa o Zero Hedge :

Anne Schuchat, uma das principais autoridades do CDC, disse a repórteres em Washington, admitiu que "acontece que provavelmente houve uma confusão e o teste original não foi negativo".

Como ressalta Mike Andans, do Naturalnews.com ― Primeiro, o que há com o discurso duplo? Por que não dizer apenas que o primeiro teste foi positivo? Em vez disso, eles têm que dizer "não foi negativo", o que é um duplo negativo. Portanto, a polícia de pandemias está viva e bem no CDC, ao que parece, onde até mencionar a palavra “positivo” é agora proibido. E devemos confiar que essas pessoas sejam transparentes?

Em segundo lugar, alguém realmente acredita que essa liberação de uma pessoa possivelmente infectada foi um acidente? Por todas as contas, parece que o CDC está tentando ao máximo distribuir pessoas potencialmente infectadas por todo o mundo, literalmente fretando jatos comerciais para desembarcar os evacuados americanos de Wuhan em cidades como Omaha e San Antonio. Portanto, o CDC é mentiroso ou simplesmente incompetente. Talvez ambos. Mas não faz sentido distribuir os evacuados que retornam por várias instalações em vários estados (e liberá-los depois de apenas 14 dias em vez de 24 dias). 

Nesse mesmo raciocino lógico, ressalto também, parece que é exatamente isso que os governos e organizações brasileiras querem, com o chamado, repatriamento de cidadãos brasileiros que estejam na cidade chinesa em Wuhan, epicentro da pandemia. Fretando aviões em particular para trazerem para o Brasil. De fato parece, que estão tentando ao máximo distribuir pessoas potencialmente infectadas por todo o mundo. O governo brasileiro já anteciparam leis, nas quais, remove qualquer liberdade dos cidadãos que esteja com suspeitas, isso, já revela, um potencial de lei marcial de quarentena dos brasileiros. 

Produtos que recomendamos para você!

Fraudas em ofertas



Receba as últimas notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail - Ajudar o Site