Greta Thunberg e o eco-fascismo: O terror psicológico das futuras gerações

Compartilhar
Joylaea Blazevic de oito anos, chegou em casa assustada e confusa, depois de assistir uma apresentação sobre mudanças climáticas envolvendo Greta Thunberg e um relógio tiquetaque
Joylaea Blazevic de oito anos, chegou em casa assustada e confusa, depois de assistir uma apresentação na escola sobre mudanças climáticas envolvendo Greta Thunberg e um relógio tiquetaque

E o eco-fascismo mental não dá trégua ー Greta Thunberg que agora parece saber mais que os cientistas reais, se tornou cientista também, à garotinha celebridade do clima, explorada mentalmente e manipulada, para manipular as futuras gerações, usada como referência para nossas crianças serem psicologicamente aterrorizadas em crê em dados falsificados, e narrativas enganosas e projetadas sobre o famoso "aquecimento global", que não passa de um dogma político globalista chamada mudança climática.

Além de todos os cientistas enganados ou comprados para alegar falsas narrativas, que existe "aquecimento global", e que a culpa é do ser humano, tem à grande mídia do lado dos globalistas gananciosos e genocidas, que com suas corporações destroem o planeta, contaminam as águas, criam seus produtos tóxicos, plásticos, petróleos, etc. E  impõem toda a culpa em toda a sociedade, e o que é pior, é que o próprio ser humano protesta contra si mesmo, logo que clamam aos globalistas genocidas por soluções, no entanto, não percebem que o "problema" está sendo rotulado como culpa do ser humano constantemente, então qual seria a solução para resolver o problema do ser humano culpado de terrorismo climático? Colocar os pobres, digo pobres incluindo todos aqueles que não fazem parte da cúpula da elite globalista, ー para pararem de respirar, peidar, se alimentar ou pagar para respirar? Ou simplesmente causar um genocídio em massa, em nome do "bem maior"? Eu em particular tenho essa resposta, porém deixarei por seu critério.


O eco-fascismo está psicologicamente mirando as futuras gerações para crerem no farsante "aquecimento global", e futuramente viverem debaixo de um sistema globalista controlador, no qual pagar imposto sobre o dióxido de carbono (CO2) será a única forma de poder viver na Terra.



Greta Thunberg recebeu passe livre para o palco mundial na Cúpula de Ação Climática das Nações Unidas em 2019. A garota foi usada como peão por um grupo poderoso que deseja que todas as Nações sejam subservientes à sua agenda de controle econômico e climático. A jovem explorada mentalmente, Greta Thunberg fez e continua fazendo o  discurso criado pelos autores que ficam nos bastidores - desesperado e estranho sobre o fim do mundo, e então o discurso foi popularizado claro pela grande mídia fascista. O discurso exigia que os líderes mundiais acabassem com as emissões de carbono, caso contrário o mundo estaria em extinção em massa. Greta Thunberg passou a culpar todos os adultos que não concordam com ela por arruinar seu futuro e destruir o planeta.

Ela foi criticada e elogiada por seu discurso. A Time Magazine nomeou Greta Thunberg a “Pessoa do Ano”, apesar de seu discurso ter sido um destino apocalíptico hipotético. Outras publicações apontaram a imaturidade do discurso da jovem e como era irracional, irreal, malcriado e exigente. O discurso está tendo um impacto negativo e duradouro nas crianças.

Segundo o National Post , as crianças em idade escolar foram forçadas a assistir a um vídeo de um "relógio de carbono". O relógio contava em oito anos, sugerindo que as crianças tinham menos de uma década para viver. O vídeo alertou que oito anos é "a quantidade estimada de tempo necessária para emitir carbono suficiente para aquecer o mundo em 1,5 graus Celsius" - desencadeando uma série de eventos catastróficos que causarão a extinção em massa de seres humanos

Psicólogos alertam que as crianças são altamente impressionáveis ​​nessa idade. "As crianças deste jovem são pensadores concretos altamente impressionáveis ​​que interpretam o que ouvem literalmente", diz a pediatra Dra. Michelle Cretella. "Entre as idades de 7 e 11 anos, as crianças gradualmente se tornam capazes de entender exemplos específicos de causa e efeito, mas ainda lutam com ideias abstratas e colocando questões em contexto."

Os funcionários da escola defenderam a exibição do discurso apocalíptico sensacionalista de Greta Thunberg e desconsideraram arrogantemente o que é melhor para a saúde mental e o bem-estar das crianças.

"Toda lição de conscientização precisa plantar sementes de esperança, e não roubar a paz de espírito dos alunos", disse Pauline Gallagher, professora aposentada de Glasgow. Abordar teorias políticas pelas gargantas das crianças para assustá-las está longe de ser educativo. O sensacionalismo das mudanças climáticas vai além da lavagem cerebral; empurrado em crianças pequenas, é terrorismo psicológico!


Dizem que nada está sendo feito para lidar com o aumento da temperatura e das emissões de carbono, mas a realidade é que em tempos, em tempos, o planeta sempre ouve mudanças naturais de temperaturas isso é fato, basta olhar para à história. Dizem que a civilização entrará em colapso em breve se não agirmos agora. O sensacionalismo das mudanças climáticas está aterrorizando as crianças, fazendo-as acreditar que vão morrer antes de se tornarem adultos. Ensinar as crianças sobre administração ambiental é um bom objetivo, mas encher o cérebro de sensacionalismo climático e previsões sobre o fim do mundo pode ter um efeito traumático e duradouro no pensamento e na vida deles, o que é pior serão condicionadas a crê na farsa.

As fontes incluem:
LifeSiteNews.com
TheNationalPost.com

Compartilhar
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Continue lendo após publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram