Os benefícios para a saúde ao consumir canela e suas contra indicações

Compartilhar
Os benefícios para saúde ao consumir canela e suas contra indicações

A canela, é uma especiaria feita a partir da casca interna das árvores que pertencem ao gênero Cinnamomum . Historicamente, tem sido usado desde 2000 aC no Egito antigo, onde era altamente valorizada, para tratar várias condições , como tosse, artrite e dor de garganta. Hoje, os pesquisadores associam muitos benefícios à saúde à canela, citando seus efeitos antioxidantes, anti-inflamatórios, antidiabéticos e cardioprotetores. As pessoas usam canela como um complemento para tratar problemas com o sistema digestivo, diabetes, perda de apetite e outras condições. Também tem sido utilizado na medicina tradicional para bronquite. O óleo de canela também pode ajudar a tratar alguns tipos de infecções fúngicas, como a Candida, de acordo com os resultados de um estudo de laboratório, publicado em 2016.


Existem dois tipos de canela. Um deles é a canela-do-Ceilão, também conhecida como canela "verdadeira". O outro tipo de canela é a canela-cássia, a variedade mais comumente encontrada, a que as pessoas geralmente chamam de "canela". A canela é extraída de lascas que secam e formam tiras que se enrolam, mais conhecidas como "canela em pau". Mas as lascas também podem ser moídas para formar canela em pó.

Os benefícios variados da canela


Previne câncer


O câncer é uma doença grave, caracterizada pelo crescimento descontrolado das células. A canela tem sido amplamente estudada por seu uso potencial na prevenção e tratamento do câncer. Até agora, os estudos têm se limitado a experimentos em tubos de ensaio e estudos em animais, mas sugerem que o extrato de canela pode proteger contra o câncer

Um estudo realizado em camundongos com câncer de cólon mostrou que a canela é um potente ativador de enzimas desintoxicantes do cólon, protegendo contra o crescimento do câncer. Essas descobertas foram apoiadas por experimentos com tubos de ensaio, que mostraram que a canela ativa respostas antioxidantes protetoras em células do cólon humano.

Diabetes


Pesquisa publicada em 2003 na (Diabetes) Care descobriu que a canela pode ajudar a melhorar os níveis de glicose e lipídios em pacientes com diabetes tipo 2 .

Consumir até 6 gramas (g) de canela por dia parecia diminuir a glicose sérica, triglicerídeos, colesterol LDL e colesterol total em 60 pessoas com diabetes tipo 2.

Os autores sugeriram que se as pessoas com diabetes tipo 2 incluírem canela em sua dieta, isso pode reduzir o risco de diabetes e doenças cardiovasculares.


Doença de Alzheimer


Estudos em animais sugeriram que a canela pode ajudar a prevenir a doença de Alzheimer .
Segundo pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, um extrato encontrado na casca de canela, chamado CEppt, contém propriedades que podem inibir o desenvolvimento dos sintomas. Os ratos que receberam o extrato experimentou uma diminuição nos marcadores de doenças, como placas amiloides, e melhora no comportamento cognitivo.

Se confirmado por pesquisas adicionais, esse extrato, mas não necessariamente canela inteira, pode ser útil no desenvolvimento de terapias para a doença de Alzheimer.

Combate o vírus do HIV


Um estudo de extratos de plantas medicinais indianas descobriu que a canela pode ajudar a proteger contra o HIV .

Dos 69 extratos testados em laboratório, Cinnamomum cassia, ou casca de canela, e Cardiospermum helicacabum, broto de canela e frutas, foram mais eficazes na redução da atividade do HIV.

Isso não significa que os alimentos que contêm canela possam tratar ou prevenir o HIV, mas os extratos de canela poderiam um dia ser úteis como parte de uma terapia.

Esclerose múltipla


A canela foi testada quanto à atividade contra a esclerose múltipla (EM).

Os pesquisadores testaram ratos que consumiram uma mistura de canela em pó e água. Os resultados sugerem que a canela pode ter um efeito anti-inflamatório no sistema nervoso central (SNC), incluindo melhora da função no hipocampo.

Estudos também sugeriram que a canela pode proteger as células T reguladoras, conhecidas como Tregs. Estes são considerados o "principal regulador das respostas imunes". Pessoas com EM parecem ter um nível mais baixo de Tregs do que pessoas sem a condição. Nos estudos com camundongos, o tratamento com canela impediu a perda de certas proteínas específicas de Tregs.

O tratamento com canela também foi encontrado para restaurar os níveis de mielina em camundongos com EM.

O Centro Nacional de Saúde Integrativa e Complementar (NCCIH) está apoiando mais pesquisas sobre como a canela pode ser eficaz no tratamento da EM.


Alivia desconfortos menstruais


Em um estudo publicado pela plataforma PubMed, adolescentes que tomaram cápsulas contendo 420 mg de canela três vezes ao dia, durante o período menstrual, apresentaram significativa redução de cólica menstrual, náusea, vômito e sangramento durante as primeiras 72 horas do ciclo em comparação ao grupo que tomou um placebo. Esses benefícios não vieram acompanhados de nenhum efeito colateral e, segundo o estudo, esse pode ser considerado um tratamento seguro e eficaz para a dismenorreia em mulheres jovens.


Diminuindo os efeitos negativos de refeições com alto teor de gordura


Em 2011, os pesquisadores concluíram que dietas ricas em" especiarias antioxidantes", incluindo canela, podem ajudar a reduzir a resposta negativa do corpo a comer refeições com alto teor de gordura.

Seis pessoas consumiram pratos contendo 14 g de uma mistura de especiarias. Os exames de sangue mostraram que a atividade antioxidante aumentou 13% e a resposta à insulina caiu 20%.

Tratamento e cicatrização de feridas crônicas


Pesquisa publicada na revista ACS Nano sugere que os cientistas encontraram uma maneira de embalar compostos antimicrobianos de hortelã-pimenta e canela em cápsulas minúsculas que podem matar biofilmes e promover ativamente a cura.

Dessa forma, hortelã-pimenta e canela podem se tornar parte de um medicamento para o tratamento de feridas infectadas.

No entanto, de acordo com o NCCIH, "estudos realizados em pessoas não apóiam o uso de canela para qualquer condição de saúde".

Contra indicações do uso de canela



Usado a curto prazo, consumir quantidades moderadas de canela como tempero ou como complemento parece ser seguro para a maioria das pessoas. No entanto, a canela contém coumain , um aroma natural. Consumir muita cumarina pode levar a danos no fígado e afetar a coagulação. Para aqueles que tomam anticoagulantes ou outros medicamentos, ou aqueles que têm diabetes, ou gravidez, lactação e pessoas com hipersensibilidade à canela., é importante discutir o uso de suplemento de canela com seu médico. Pessoas com doença hepática devem limitar o consumo de canela. Canela não deve ser usada em vez de tratamento para problemas de saúde. Qualquer pessoa que esteja pensando em aumentar a ingestão de canela ou tomar suplemento deve primeiro consultar um médico.
Compartilhar
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Continue lendo após publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram