Insetos estão em extinção, e um colapso dos ecossistemas é iminente

Compartilhar
Insetos estão em extinção, e um colapso dos ecossistemas é iminente

Os insetos do mundo estão entrando em extinção, e um "colapso catastrófico dos ecossistemas da natureza" é iminente, tendo causa principal  os agrotóxicos na agricultura, de acordo com a "primeira" revisão científica global.

No geral, mais de 40% das espécies de insetos estão em declínio, enquanto um terço é considerado ameaçado. A taxa de extinção de insetos é oito vezes maior que a de répteis, aves e mamíferos. Se eles continuarem na taxa atual de declínio de 2,5% ao ano, poderão desaparecer completamente nos próximos 100 anos.

Falando ao The Guardian sobre as perdas de insetos, o autor da revisão, Francisco Sanchez-Bayo, disse: “É muito rápido. Em 10 anos, você terá um quarto a menos, em 50 anos apenas metade restante e em 100 anos você não terá nenhum. ”

A perda de insetos, principalmente das abelhas, será sentido profundamente por todos nós, pois são partes vitais de todos os ecossistemas, servindo como recicladores de nutrientes, alimentos para outras criaturas e polinizadores. Recomendado: Governo favorece novamente a indústria dos venenos, mortes de abelhas, e consequências a biodiversidade

Certas espécies foram especialmente atingidas. No topo da lista estão as Trichoptera , que viram seu número diminuir em 68% na última década. As borboletas tiveram uma queda de 53%, enquanto os besouros e abelhas tiveram uma queda de 49 e 46%, respectivamente. Insetos como libélulas, moscas também tiveram declínios de mais de 25%. A análise foi publicada na revista Biological Conservation . Recomendado: Pesticidas: Os governantes estão colapsando a biodiversidade



"A falta de abelhas provocaria um efeito em cascata: se não temos sementes, não temos pasto, flores, frutas, nem animais que se alimentam de frutas. As abelhas e os demais polinizadores desempenham um papel fundamental na regulação dos ecossistemas", explica Carolina Starr, consultora de biodiversidade e serviços aos ecossistemas da FAO (braço da ONU para alimentação e agricultura).

Uso de pesticidas é fator determinante por trás de quedas devastadoras de insetos


Esses números deixam bem claro que as toxinas das corporações gananciosas como Monsando/Brayer, DuPont e Syngenta estão configurando colapso do planeta e nos colocando no caminho do colapso. Os autores do estudo identificaram a agricultura intensiva como o principal motivo dos declínios, destacando o uso pesado de pesticidas como um dos principais contribuintes.

Sanchez-Bayo disse: “A principal causa do declínio é a intensificação agrícola. Isso significa a eliminação de todas as árvores e arbustos que normalmente cercam os campos, para que haja campos simples e nus tratados com fertilizantes sintéticos e pesticidas. ”

Ele acredita que alguns dos novos inseticidas são os mais prejudiciais. Os neonicotinóides e o fipronil, que foram introduzidos apenas nos últimos 20 anos, foram especialmente prejudiciais devido à sua persistência e uso generalizado. Ele disse que eles essencialmente esterilizam o solo.

Se não pararmos de destruir nosso planeta com pesticidas tóxicos, os humanos pagarão o preço final - e, de acordo com este relatório, não demorará muito para que os insetos dos quais toda a vida na Terra depende, desapareça completamente.
Compartilhar
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Ajude-nos abrindo uma publicidade - Cique aqui
Continue lendo após publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se inscrever acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Siga nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram

Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram