Notícias Recentes

Estudo: extrato de hibisco combate o câncer de mama eficazmente

Estudo: extrato de hibisco combate o câncer de mama eficazmente

Segundo o Instituto Nacional de Câncer, - o câncer de mama é o tipo da doença mais comum entre as mulheres no mundo, depois do de pele não melanoma, correspondendo a cerca de 25% dos casos novos a cada ano. No Brasil, esse percentual é de 29%. Em 2018, já era esperado 59.700 casos novos de câncer de mama no Brasil. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que o câncer de mama acometa a vida de mais de 600.000 mulheres em todo o mundo todos os anos.

Como já de padrão, os tratamentos da indústria farmacêutica para o câncer de mama têm efeitos colaterais indesejados que os tornam inadequados para uso a longo prazo, como a genotoxicidade, devido à falta de seletividade. Hoje, porém, queremos destacar a empolgante pesquisa sobre o extrato de hibisco de nome cientifico Hibiscus rosa-sinensis - que oferece propriedades potencialmente poderosas contra o câncer de mama.


Genotoxicidade é a capacidade que algumas substâncias têm de induzir alterações no material genético de organismos a elas expostos, e essas alterações são responsáveis pelo surgimento de cânceres e doenças hereditárias.

Extrato de hibisco matas seletivamente células cancerígenas


Os pesquisadores investigaram o extrato de hibisco com drogas quimioterápicas como cisplatina e taxol, eles descobriram que o hibisco é capaz de matar seletivamente células cancerígenas em células cancerígenas positivas e triplas negativas ao receptor de estrogênio, levando a Apoptose, uma forma de morte celular programada, ou "suicídio celular". Ainda mais importante, o estudo constatou que a adição de extrato de hibisco ao tratamento quimioterápico aumentou a capacidade do agente de matar células cancerígenas quando comparado ao tratamento químico. Recomendado: Abaixe naturalmente sua pressão sanguínea bebendo o chá do hibiscos



Embora o extrato de hibisco se mostre eficaz para o câncer de mama, o estudo mostrou que foi particularmente benéfico para o tratamento do câncer de mama geralmente resistente a triplo-negativo, sendo ainda seletivo para a preservação das células saudáveis. Os pesquisadores acreditam que ele pode ajudar a diminuir as doses de quimioterapia e reduzir a toxicidade associada a essa opção de tratamento convencional.


Resultados do Estudo

O extrato de hibisco foi capaz de induzir seletivamente apoptose em células com câncer de mama triplo-negativas e positivas para receptores de estrogênio de maneira dependente da dose. Mais importante ainda, verificou-se que a adição de extrato de hibisco aumenta a indução de apoptose de tratamentos quimioterápicos (taxol e cisplatina) em células com câncer de mama triplo negativo quando comparadas ao tratamento isolado. Além disso, a adição de extrato de hibisco ao tratamento quimioterápico foi capaz de aumentar o estresse oxidativo e diminuir o potencial da membrana mitocondrial em comparação com os tratamentos individuais.

Conclusão do Estudo

O extrato de hibisco é eficaz no câncer de mama, principalmente no câncer de mama triplo-negativo geralmente resistente, sendo seletivo para células saudáveis ​​normais. O extrato de hibisco pode complementar os esquemas quimioterapêuticos como adjuvante e levar a uma abordagem de tratamento mais eficaz para reduzir as dosagens da quimioterapia e a toxicidade relacionada.

Vale a pena notar que, se você decidir tratar o câncer sem quimioterapia - você deve trabalhar com um médico integrador qualificado (experiente) para ajudar a guiá-lo ao longo do caminho. O extrato de hibisco não deve ser considerado a solução "mágica" ... mas sim, uma adição segura ao seu programa de melhoramento imunológico.

A planta de hibisco pode ser encontrada frequentemente em locais tropicais. É um nativo das regiões tropicais da África. Também são encontradas em outras regiões do mundo, inclusive no Brasil é bem comum encontra-lo, - o hibisco é um suplemento medicinal tradicional há anos.Ele também tem uma longa história de apoio à bexiga e aos rins - fazendo de tudo, desde a desodorização da urina até a prevenção de infecções do trato urinário.. Os africanos usaram o hibisco ao longo da história para tudo, desde um perfume com bom cheiro até um tônico para a saúde. Egípcios o usavam para problemas cardíacos e nervosos e para manter uma temperatura corporal confortável Os iranianos também o utilizaram para apoiar o coração e ajudar a dormir

O chá de hibisco, especialmente o que é feito com as flores do Hibiscus sabdariffa, conhecido como vinagreira no Brasil, e como “sorrel” ou “roselle”, ou ainda “karkade”. Na África ocidental, o “jus de bissap” é popular em todos os países e vendido como refresco nas ruas. É baseado num chá de flores de hibisco, hortelã, baunilha e sumo de laranja ou doutros frutos e servido com gelo, é por vezes considerado a “bebida nacional do Senegal”. Já no Brasil, o Hibisco costuma ser preparado com canela, cavalinha ou limão.

Produtos que recomendamos para você!

Fraudas em ofertas



Receba as últimas notícias do Coletividade Evolutiva em primeira mão. Siga-nos nas redes sociais! Facebook - Twitter - Instagram - Receber por e-mail - Ajudar o Site