Pessoas sendo assassinadas pelo o Estado Iraniano por protestar por seus direitos

Receba nosso conteúdo no | Telegram
Pessoas sendo assassinadas pelo o Estado por protestar por seus direitos no Irão

Essa é a dura realidade de um futuro para não somente o Irão, mas para o resto do mundo, os direitos serão silenciados e os insurgentes esmagados, me faz lembrar da Série Divergente: Insurgente, pois é assim que o governo do Irão está tratando e classificando os que buscam por seus direitos, no qual são chamados pela grande mídia de manifestantes. Esses acontecimentos são uma grande sombra que está por vir sobre o mundo, como revela filme Gray State o Estado Cinza  que quase foi lançado, nos deixam claro sobre a realidade. A sociedade está amplamente dividida, e agora pelo que se parece, estão quase entrando em guerra social entre si, para apoiar os seus líderes políticos indiferentes.


Hoje em dia não há muita diferença entre o caos causado nas vidas inocentes por criminosos indiferentes, insensíveis, egoístas, irresponsáveis, parasitas e funcionários eleitos que mentem para seus eleitores, trocam favores políticos por contribuições de campanha, fecham os olhos para os desejos da sociedade, engana os cidadãos com dinheiro suado, favorece a elite corporativa, e poupar pouco o impacto que suas ações impensadas e a legislação aprovada às pressas podem ter sobre cidadãos indefesos.


Dezenas de pessoas estão sendo assassinadas no Irão durante os protestos que foram desencadeados aparentemente pelo aumento do preço da gasolina e pela imposição de racionamento de combustível.
"Segundo relatos confiáveis que recebemos, em menos de três dias, desde a última sexta-feira, pelo menos 106 manifestantes foram mortos em 21 cidades em todo o país. Também há testemunhos, corroborados por imagens de vídeo, de que atiradores de elite, posicionados em telhados e em helicópteros, estão a disparar contra as multidões," revelou a especialista em direitos humanos e Irão na Amnistia Internacional, Raha Behreini.
A televisão estatal iraniana divulgou novas imagens do rescaldo das manifestações. O Governo identificou os manifestantes como "rebeldes". Mas o nível de contestação que se vive no país não está claro. Teerão bloqueou a Internet, dificultando a comunicação dos iranianos com o resto do mundo.
Segundo a TV estatal iraniana até mesmo milhares de pessoas marchando em apoio ao Governo, desejando a morte daqueles que se opõem aos líderes supremos e acusando os manifestantes de serem apoiados pelos EUA.

“A organização acredita que o número real de mortes pode ser muito mais alto, com alguns relatos sugerindo que até 200 pessoas podem ter sido mortas”, afirmou a Anistia em comunicado. Os relatos “revelam um padrão angustiante de assassinatos ilegais por parte das forças da segurança iranianas, que usaram força excessiva e letal para esmagar protestos amplamente pacíficos”, segundo o grupo.
Continue lendo após a publicidade
Continue lendo após a publicidade
Estar havendo uma extrema censura por parte dos gigantes da tecnologia. Por isso, incentivamos que todos que desejam receber nosso conteúdo valioso , a se inscreverem na nossa lista de e-mail. - Depois de se increver acesse sua caixa de entrada ou de spam para confirmar sua inscrição.
Se conecte com nós nas redes | Instagram | Facebook |Twitter |Telegram


Fabio Allves

Fabio Allves
Criador do Coletividade Evolutiva; Um autodidata ávido pensador livre, eu parti em uma missão em busca da verdade e despertar. Desde meu autoconhecimento há vários anos, minha paixão por conhecimento e justiça me levou a uma jornada em busca de pesquisas profundas. Questionando as raízes que constitui aparentemente nossa “realidade”, e como o condicionamento social afeta nossa busca coletiva pela verdade em todos os aspectos da vida. Tem como objetivo trazer às informações que está livremente correndo nas mãos do público, para ajudar a facilitar o fluxo complexo de informações, de modo que outros posam facilmente alcançar seu próprio despertar. | Telegram

Talvez você goste